30.1.15

[Resenha] Will & Will :: John Green e David Levithan

Will & Will - Um nome, Um destino
Autora: John Green e David Levithan
Editora: Galera Record
Páginas: 348
Skoob  | Goodreads | Compare e Compre
Em uma noite fria, numa improvável esquina de Chicago, Will Grayson encontra... Will Grayson. Os dois adolescentes dividem o mesmo nome. E, aparentemente, apenas isso os une. Mas mesmo circulando em ambientes completamente diferentes, os dois estão prestes a embarcar em um aventura de épicas proporções. O mais fabuloso musical a jamais ser apresentado nos palcos politicamente corretos do ensino médio. 
Você gosta de alguém que não pode retribuir seu amor porque é possível sobreviver ao amor não correspondido de uma forma que é impossível no caso do amor correspondido.
Há duas versões desta capa, a prateada que é a que eu tenho e a azul que saiu bem depois que para ser honesta, apesar de amaaaar azul, prefiro a minha, ela tem um quê de diferente, é meu único livro nesta cor, é legal ser único, e além disso as páginas são meio amareladas, o que torna a leitura bem gostosa.

Will Grayson mora em Chicago e passa seus dias com seu melhor amigo gay Tiny e Jane, por quem nutre sentimentos que talvez seja mais do que uma amizade, e vive seus dias meio que monotonamente, até que eles resolvem ir até a cidade numa balada com identidades falsas, seus amigos entram, mas ele não, e sem muito o que fazer, sem ter para onde ir ele acaba em uma sex shop, confortando um outro Will Grayson que se encontra de coração partido.
- Parece que todo mundo está pensando que me declarei para você em pré-cálculo. Eu, apaixonado por Will Grayson. Não é a maior idiotice que você já ouviu?
- Podemos sufocar os rumores do nosso amor? Isso prejudica minhas chances com as damas.
Will é um daqueles rapazes que tem a vida conturbada entre a escola onde ele não se dá ao trabalho de tentar se enturmar e tem uma mãe bastante problemática. Ele não vê espaço para assumir a sua homossexualidade. E o único lugar em que ele de verdade se liberta é no computador com Isaac, um cara pelo qual ele iria até o outro lado do país para se encontrar. Só que acontece que quando eles finalmente conseguem uma oportunidade, Isaac dá um bolo em Will  que se vê então sozinho em Chicago em uma sex shop sendo consolado por um outro garoto que alega ter o mesmo nome e que tem um amigo gay extremamente interessante.


Antes de mais nada foi o nome John Green que me chamou atenção neste livro, tinha lido a pouco tempo A Culpa é das Estrelas e estava ávida por mais outros livros do autor, no entanto a sinopse e a promessa de duas pessoas com o mesmo nome se encontrarem foi que me fez comprar. Eu sempre quis saber como seria esbarrar em outra Agatha, o que já aconteceu, foi hilário, mas já pensou outra Agatha Guedes!!! Seria estranho no mínimo

O encontro entre os dois não poderia ter sido mais engraçado, sério foi bem legal. Sendo um capítulo narrado pelo Will hétero e o outro pelo Will gay, vemos os fatos se desenrolarem com momentos tensos, reflexivos e hilários, mas o amor é assim, então... Achei muito interessante como a construção dos capítulos e a escrita mudam de Will para Will, acredito de que isso reflita a condição social em que ambos se encontram, David Levithan e John Green fizeram um ótimo trabalho ao criar essa história sobre o amor. É lindo, verdadeiro e duradouro. O fim me emocionou. Me arrepiei lendo as últimas páginas e pensei comigo "Isso, isso!".

Finalizando, eu sei que há pessoas que possuem preconceito contra livros homossexuais, contudo antes de mais nada este é um livro sobre amor, sobre aceitação e amizade, e isso todos nós em algum momento da nossa vida vivenciamos. Recomendo para todos aqueles que gostem dos dois escritores, e para aqueles que acima de tudo procurem uma história de amor tocante.
"eu só quero que você fique feliz. comigo, com outra pessoa ou com ninguém. só quero que você fique feliz. quero que fique de bem com a vida. com a vida como ela é. e eu também. é tão dificil aceitar que a vida é ser arrebatado. ser arrebatado e aterrissar. concordo que não é o ideal. concordo."
Eu sei que disse que finalizaria a resenha, mas tenho um último comentário a respeito dos autores deste livro, John Green e David Levithan não são só bons escritores, eles são boas pessoas e de certa forma pessoas hilárias, inteligentes e cativantes. Leiam os agradecimentos desses dois, até o fim, dei boas risadas, senti como se eles estivessem nos dado a oportunidade de entrar um pouquinho em suas vidas para nos provar que são como nós e também são o tipo de pessoas que se sentam com os amigos para conversar e rir à toa.

Última coisa, dessa vez é sério, uma curiosidade a respeito desta obra, que me fez rir também - sim eu dou risadas fácil - a Editora Record enviou um exemplar endereçado à Marco Feliciano com a dedicatória: “Prezado deputado Marco Feliciano, é só amor. Talvez com esse livro o senhor consiga entender”.

Assim espero que tenham gostado da resenha e que comentem o que acharam, quem já leu ou só ouviu falar, a opinião de vocês é importante.


18 comentários:

  1. Que massa duas pessoas com o mesmo nome! Já encontrei na internet coma Tatiana Gonçalves (o Gonçalves é meu sobrenome também), porém prefiro usar o sobrenome da minha mãe "Petraccone" que é diferente e só tem eu. Adorei sua resenha, só fiquei com uma duvida, os Wills se apaixonam?

    Fiquei curiosa!

    Beijokas

    http://paraisodasideas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Tatiana.
      Não querida, os dois não se apaixonam, um deles é hétero e o outro gay, e sim é muito legal encontrar outra pessoa com seu nome, já encontrei outra Agatha mas nunca com o mesmo sobrenome e sim, o sobrenome de sua mãe é bem diferente mesmo.
      Bjinhos

      Excluir
  2. Olá,
    Ainda não li esse livro, mas tenho intenção e curiosidade para tal, sem falar que a premissa é super interessante!
    Beijos.
    Memórias de Leitura - memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Inês, fico feliz que tenha intenção de ler, o livro é bom mesmo e tenho certeza que vai ser, no mínimo, uma leitura gostosa.
      Bjinhos

      Excluir
  3. Olá!
    Já conhecia o livro, mas não sei se eu leria, por causa dos autores, não gosto deles, mas enfim, toda forma de amor é válida!

    resenhaeoutrascoisas.blogspot.com
    Facebook/resenhaeoutrascoisas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Kamila, concordo contigo, não importa como, quando ou onde, só importa o amor.
      Bjs

      Excluir
  4. Olá!

    Não sou fã dos autores, mas a premissa da obra é muito boa. Nunca encontrei outra com o nome igual o meu. rs

    resenhaeoutrascoisas.blogspot.com
    Facebook/resenhaeoutrascoisas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie de novo Kamila, rsrs.
      A premissa é sim muito boa e eu já encontrei outra com seu nome!
      Bjs

      Excluir
  5. Oi,

    Li sobre esse livro faz um tempinho, mas acabei não dando atenção.
    A premissa é mais interessante do que me lembrava hahaha

    Beijos,
    Gabi | Vida de Bookaholic

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hey Gabriella, posso confessar que ri com seu comentário?
      Bjinhos

      Excluir
  6. Olha eu sinceramente tenho que confessar que eu fiquei bastante confusa sobre esse livro. Mas mesmo assim eu não sei se o compraria não. Mas mesmo assim amiga tenho que te dar os parabéns, porque sua resenha ficou ótima viu? Te desejo tudo de bom em tudo que vc for fazer, porque sou sua FAN número um da sua escrita e da Andreia também hehehe

    Enfim...Se cuida minhas lindas

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Sil, pode deixar que depois te explico por áudio então, se quiser claro. E obrigadaaaa, também te desejo o melhor.
      Bjinhos e se cuide também.

      Excluir
  7. Oi!

    Gostei da sua resenha. Parece uma história interessante, mas depois de ler A Culpa é das Estrelas e ficar de certa forma frustada... Acho difícil ler outro livro desse autor.

    Bjoss
    http://kelenvasconcelos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Kelen.
      Olha devo dizer que sim, eu fiquei muito triste quando cheguei ao fim, mas ele tem livros bons, não desista do autor okay? Ele tem boas estórias.
      Bjokas

      Excluir
  8. O legal do John Green é que ele consegue "mudar" a escrita de um livro para outro. Apesar de todos serem para o mesmo "público" os tema são bastante variados e os personagens sempre um diferente do outro.
    Ainda não li este livro mas está na minha lista deste ano com certeza, a estória parece ser muito louca hehe.

    Beijos

    Gláucia

    www.dicasdeumamineira.wordpress.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim Gláucia! Concordo totalmente contigo, ele muda muito e ainda sim tem suas marcas registradas!!!
      Fico feliz que tenha ele na sua lista de leitura.
      Bjs

      Excluir
  9. Ainda não li esse livro mas todo mundo fala que é engraçado, adoro o John Green então pretendo ler. A capa azul é linda e a dedicatória para o Feliciano não poderia ter sido melhor HUSAHSUAH
    Adorei seu cantinho, já estou seguindo, se você se interessar pelo meu blog ficarei muito feliz,
    Beijoos,
    Sétima Onda Literária

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Mandy, sim, super concordo com seu ponto de vista. E obrigada, passo sim lá para dar uma olhada no seu cantinho.
      Bjinhos

      Excluir

A sua opinião é muto importante para nós. Obrigada!
Os comentários do blog passam por moderação antes de serem publicados.

O StarBooks é onde trocamos figurinhas sobre livros, lançamentos literários e suas adaptações, entre outras coisas; sempre com o objetivo de incentivar a leitura independente de gênero. (Mais?)

 
StarBooks © Todos os direitos reservados :: voltar para o topo