22.2.17

[Resenha] Corte de Névoa e Fúria :: Sarah J. Maas

Corte de Névoa e Fúria - Corte de Espinhos e Rosas #2
Autora: Sarah J. Maas
Editora Galera Record
Páginas: 658
Skoob  | Goodreads | Amazon
Nessa continuação, a jovem humana que morreu nas garras de Amarantha, Feyre, assume seu lugar como Quebradora da Maldição e dona dos poderes de sete Grão-Feéricos. Seu coração, no entanto, permanece humano. Incapaz de esquecer o que sofreu para libertar o povo de Tamlin e o pacto firmado com Rhys, senhor da Corte Noturna. Mas, mesmo assim, ela se esforça para reconstruir o lar que criou na Corte Primaveril. Então por que é ao lado de Rhys que se sente mais plena? Peça-chave num jogo que desconhece, Feyre deve aprender rapidamente do que é capaz. Pois um antigo mal, muito pior que Amarantha, se agita no horizonte e ameaça o mundo de humanos e feéricos. 

20.2.17

[Resenha] Quase Casados :: Jane Costello

Quase Casados
Autores: Jane Costello
Editora: Record
Páginas: 414
Skoob  | Goodreads | Amazon
Para Zoe Moore, o dia de seu casamento foi o mais marcante de sua vida. Ou melhor, o dia em que deveria ter se casado, mas em vez disso, foi largada no altar após sete anos de namoro. Arrasada e disposta a se recuperar, ela decide se mudar de Liverpool para os Estados Unidos e trabalhar como babá. Ao chegar em Boston, ela se depara com a esperta Ruby, prestes a completar 6 anos, o adorável Samuel, que acaba de fazer 3, e o pai deles, Ryan Miller. Seu novo chefe, além de fazer uma bagunça sem precedentes e de ter um mau humor imbatível, é incrivelmente bonito. Depois de um começo um tanto decepcionante, Zoe e Ryan começam a se entender, mas ela está prestes a descobrir que recomeços podem ser mais difíceis do que esperava.

18.2.17

[Cine SB] Crítica: Doutor Estranho - Doctor Strange (2016)

Resultado de imagem para doutor estranho

Título: Doutor Estranho (Doctor Strange)
Ano: 2016
Direção: Scott Derrickson
Roteiro: Jon Spaihts, Thomas Dean Donnelly e Joshua Oppenheimer
Gênero: Fantasia 
Duração: 1h55min
Elenco: Benedict Cumberbatch, Tilda Swinton, Rachel McAdams, Mads Mikkelsen, Chiwetel Ejiofor.


17.2.17

[Resenha] O Diário de Suzana para Nicolas :: James Petterson

O Diário de Suzana para Nicolas
Autor: James Petterson
Editora: Arqueiro
Páginas: 224
Skoob  | Goodreads | Amazon
Depois de quase um ano juntos, o poeta Matt Harrison acaba de romper com Katie Wilkinson. A jovem editora, que não tinha qualquer dúvida quanto ao amor que os unia, não consegue entender como um relacionamento tão perfeito pôde acabar tão de repente.
Mas tudo está prestes a ser explicado. No dia seguinte ao rompimento, Katie encontra um pacote deixado por Matt na porta de sua casa. Dentro dele, um pequeno volume encadernado traz na capa cinco palavras, escritas com uma caligrafia que ela não reconhece: “Diário de Suzana para Nicolas”.
Ao folhear aquelas páginas, Katie logo descobre que Suzana é uma jovem médica que, depois de sofrer um infarto, decidiu deixar para trás a correria de Boston e se mudar para um chalé na pacata ilha de Martha’s Vineyard. Foi lá que conheceu Matt. E lá nasceu o filho deles, Nicolas.
Por que Matt teria lhe deixado aquele diário? Agora, confusa e sofrendo pelo fim do relacionamento, é nas palavras de outra mulher que Katie buscará as respostas para sua vida.
O diário de Suzana para Nicolas é uma história de amor que se constrói ao virar de cada página. Cada revelação é mais uma nuance sobre seus personagens. Cada descoberta é um fio a mais a ligar vidas que o destino entrelaçou

15.2.17

[Resenha] A diversidade em perigo :: Pascal Picq -

A diversidade em perigo
Autor: Pascal Pisq
Editora: Valentina
Páginas: 272
Skoob Goodreads | Amazon
O famoso naturalista Charles Darwin, na aurora de sua carreira, realizou uma viagem que lhe permitiu avaliar a extraordinária riqueza do mundo natural. Para ele, não haveria vida sem evolução e não haveria evolução sem diversidade! Um século depois, aquele que se tornaria um grande antropólogo, Claude Lévi-Strauss, partiu, ainda muito jovem, para a descoberta dos povos da Amazônia e compreendeu que a diversidade cultural era crucial para a evolução do homem. Neste livro, Pascal Picq imagina que os nossos dois cientistas partem novamente para a aventura, para a redescoberta do Novo Mundo. Entretanto, Charles Darwin e Claude Lévi-Strauss teriam dificuldade em reconhecer esse Novo Mundo, a tal ponto as diversidades natural e cultural foram danificadas. À medida que as espécies desaparecem e as culturas e as línguas morrem, é o nosso futuro e o da Terra que são prejudicados. Darwin e Lévi-Strauss nos avisaram. Por que não os compreendemos? Podemos, enfim, ouvi-los? Um apelo fascinante a uma conscientização urgente e salutar.

O StarBooks é onde trocamos figurinhas sobre livros, lançamentos literários e suas adaptações, entre outras coisas; sempre com o objetivo de incentivar a leitura independente de gênero. (Mais?)

 
StarBooks © Todos os direitos reservados :: voltar para o topo