31.7.15

[Resenha] O Garoto dos Olhos Azuis :: Raiza Varella

O Garoto dos Olhos Azuis - Encantados #1
Autora: Raiza Varella
Editora: Pandorga
Páginas: 352
Skoob  | Goodreads | Compare e Compre
O príncipe encantado existe?
Bárbara é linda, loira e bem-sucedida. Desde que assistiu a uma cerimônia de casamento pela primeira vez, ainda criança, seu sonho é apenas um: percorrer o tapete vermelho da igreja, vestida de noiva. Porém, contrariando todas as suas expectativas, ao ser abandonada no altar, a vida de Bárbara desmorona. Ela decide voltar à cidade natal e passa a viver com os irmãos e mais dois amigos. Todos homens. Com a ajuda de Vivian, uma espécie de Barbie Malibu, Bárbara tenta superar sua decepção amorosa recente e uma da adolescência, que volta com tudo à sua memória: o garoto dos olhos azuis. Será que o cavalo branco só passa uma vez? É isso que Bárbara vai descobrir com bom humor, jogo de cintura e uma pitada de neurose, em O Garoto dos Olhos Azuis, romance de estreia de Raiza Varella.
Não é de hoje que Bárbara sonha com seu grande dia, na verdade esse sonho começou muito cedo, quando ainda menininha foi ao seu primeiro casamento e se atreveu a olhar o noivo enquanto todos estavam atentos a entrada triunfal da noiva, se atreveu a presenciar o momento sincero de vulnerabilidade que ele se permitiu quando pensou que mais ninguém olhava, se atreveu a desejar que um dia o homem que fizesse seu coração pular no peito a olhasse daquele jeito quando fosse ela vestida de noiva, pois assim ela saberia, de verdade e com a maior felicidade, que encontrou o homem de sua vida, o seu príncipe encantado, o homem em seu cavalo branco pronto para puxá-la e nunca mais soltá-la.

Porém seu grande dia não começou bem como ela imaginava que seria: para início de conversa suas duas melhores amigas estão hiper estranhas, ela mal viu sua família e com seu pai emburrado ao seu lado é a terceira pessoa que lhe pergunta se ela tem certeza. Caramba, se ela não tivesse certeza não estaria ali na porta da igreja pronta para se casar não é? Mas assim que ela adentra e olha em pura expectativa e felicidade para seu futuro marido, Miguel não está sequer virado em sua direção, ele está rígido e encarando um ponto à frente, só por isso ela deveria saber não? Que algo estava errado? Que aquilo não era para ela? Que ela devia ir embora.

Contudo Bárbara não foi, ela persistiu e viu seu coração ser partido por aqueles que ela pensava conhecer e sonhava ter para a vida toda. O canalha não a amava e fez questão de mostrar para todos não só isso como quem preferia no lugar dela, Bárbara só queria fugir... De novo. 

Sim, de novo, afinal essa não é sua primeira fuga, Bárbara é quase tão fujona quanto a Julia Roberts em A Noiva em Fuga, e a primeira vez aconteceu há muitos e muitos anos atrás, quando um certo garoto dos olhos azuis, os mais azuis que ela já viu, a salvou da completa humilhação e com um pequeno buque de rosas brancas e um singelo beijo nos lábios capturou seu coração, e então não saiu mais de seus sonhos, afinal depois de procurar e procurar e nunca o achar, foi isso que ele virou, um sonho, uma ilusão, do qual ela tinha que fugir para não congelar e parar de viver.
- Então agora eu tenho uma babá? - perguntei sarcasticamente enquanto me sentava. Parte de mim estava arrependida de ser tão grosseira com uma moça de aparência tão gentil, mas definitivamente estava ficando cansada da piedade das pessoas.
- Na verdade você tem uma acompanhante. Estou ganhando por hora. Então o que vai ser? - perguntou, fingindo desabotoar a blusa e, percebendo minha cara de assustada, ela caiu na risada. - É brincadeira. Bom, pelo menos a parte do pagamento e dos serviços extras. - Continuei calada. - Ok, eu decido por você, vamos à praia. Hoje vai ter praia.
- Só pode ser brincadeira. O idiota foi trabalhar e me deixou sob a guarda da Barbie Malibu.
Entretanto agora ela está na fossa e fica relembrando o episódio e relembrando o episódio e só quer que tudo acabe, mas família é para levantar nossa moral certo? E a dela é bem motivadora, assim sem muito jogo de corpo ela acaba indo morar com os dois irmão mais velhos, Monstro vulgo Augusto e Mala vulgo Gustavo e seus dois colegas de apartamento, Ian e Bernardo. O que ela não esperava encontrar - e olha que ela espera de tudo em um apartamento dividido por quatro homens - era um lar limpinho, um quarto só seu, uma rosa branca em sua cama e um homem maravilhoso de turbulentos olhos azuis e gênio forte que é capaz de deixá-la louca em poucos minutos.



Narrado em primeira pessoa - em sua maioria - pela Bárbara o livro passa voando, literalmente, eu não queria que acabasse tenho que ser sincera. A Raiza fez um maravilhoso trabalho nesse livro, cada capítulo se inicia com um trecho que alguma música ou frase de um grande pensador que combina perfeitamente com o capítulo, é divo.

E como se isso não bastasse, o livro tem essa tocante ideia de seu primeiro amor da infância, que convenhamos sempre é marcante e que por muitas vezes o comparamos a todos os próximos até que apareça um que o supere; que para mim - que sou mega romântica - foi bem estruturado e perfeitamente fechado.
- Você disse o quê? - perguntou enxugando uma lágrima que tinha escapado de seus olhos de tanto rir.
- Um bando de vadias me cercou no banheiro e uma delas me perguntou se eu era sua namorada - eu disse séria. - Aí expliquei que eu era sua acompanhante de luxo e que era gay.
- Perfeito. - Mais risos. - Então eu não imaginei coisas quando achei que um dos enfermeiros estava olhando para minha bunda.
- Você está bravo? - perguntei sorrindo.
- Não. - Ele ficou sério mais uma vez. - Mas vou ficar se ele não passar logo para o segundo passo do flerte e começar a me comprar alguns chocolates.
Além disso todo o drama veio acompanhado de personagens secundários tão fantásticos e emocionantes que eu me peguei pensando que seria bem legal ver mais deles, eles conseguiram aliviar a dor da protagonista, conseguiram lhe mostrar que a vida é mais do que chorar por um filho de uma figa e que a colocaram para cima quer ela quisesse ou não, tem passagem ótimas e hilárias que o colocam na categoria comédia romântica facilmente. Galerinha, eu gargalhei no ônibus, no metrô e no trem, sim, é verdade, fiquei morrendo de vergonha pois estava quase chorando de rir, mas foi ótimo, mais que recomendado. 

Quem curte Sophie Kinsella, Carina Rissi, Meg Cabot entre outros com certeza deveria conhecer o livro dessa romancista incrível e brasileira! Aí que orgulho.

10 comentários:

  1. Oi ^^

    Essa editora está com tudo! Li outro livro recentemente dela e amei. Aliás, amei toda sua resenha, todinha mesmo! Já estou marcando o livro no skoob para poder ler. Obrigada pela ótima dica ;)

    Bjoss
    http://kelenvasconcelos.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Kelen!
      Sim, eu gosto bastante deles e pretendo poder ler mais e mais livros deles, e obrigada menina, que bom que gostou da dica, a Raiza merece!!!
      Bjokas

      Excluir
  2. Já vi vários comentários positivos a respeito desse livro e por conta disso já estou com muita vontade de ler! Adorei que você relacionou a autora com algumas das minhas preferidas, como Carina Rissi e Meg Cabot, pois assim me incentivou ainda mais a procurar o livro!

    Beijos,
    Bia

    www.nasuaestanteblog.blogspot.com | @NaSuaEstante_

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Bia.
      Menina cá entre nós, só se você não gostar de romance para criticar esse livro. Fico contente que tenha se incentivado mais ainda.
      Bjinhos

      Excluir
  3. Eu com certeza quero esse livro, ainda mais porque a protagonista é minha xará *-*
    Amei sua resenha
    Beijos
    Myself here

    ResponderExcluir
  4. Kkkkk, que demais Bárbara!
    Eu nunca encontrei uma protagonista com meu nome... Mas sigo firme na procura e obrigada, que bom que gostou.
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Nossa, esse livro parece ser muito bom!
    As autoras nacionais estão arrasando!
    Ah, e seu blog é lindo *.*

    Beijos,
    www.naestradadafantasia.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Marina.
      O livro é muito bom, pode confiar e sim, que orgulho de vê-las crescendo!!! E ganhando mercado e sendo divas!
      Bjokas e obrigada!

      Excluir
  6. Adorei a premissa, adorei que tem frases no começo dos capítulos e você ainda citou minhas 3 autoras favoritas, isso é um sinal de que eu preciso ler esse livro HSUASHU Já adicionei no skoob <3 Adorei a resenha,
    Beijoos,
    Sétima Onda Literária

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Mandy.
      Que bom menina, esse livro é ótimo, ela se tornou uma das minhas favoritas!!!
      Bjokas

      Excluir

A sua opinião é muto importante para nós. Obrigada!
Os comentários do blog passam por moderação antes de serem publicados.

O StarBooks é onde trocamos figurinhas sobre livros, lançamentos literários e suas adaptações, entre outras coisas; sempre com o objetivo de incentivar a leitura independente de gênero. (Mais?)

 
StarBooks © Todos os direitos reservados :: voltar para o topo