21.10.15

[Resenha] Meninos, Eu Conto :: Antônio Torres


Meninos, eu conto 
Autor: Antônio Torres
Editora: Galera Record
Páginas: 80
O livro retrata um Brasil ainda atual, repleto de gente simples e personagens inesquecíveis. Para os fãs de Auto da compadecida e outros clássicos. Os contos reunidos neste livro contam as dores do crescimento, os conflitos e os sonhos de adolescentes muito parecidos com o menino que o próprio Antônio Torres foi um dia, quando morava no interior da Bahia, na cidade de Junco.



Recentemente recebi o livro Meninos, Eu conto, escrito por Antônio Torres, da editora Galera Junior (selo infanto-juvenil da Galera Record). Uma leitura ágil e prazerosa, dotada de uma prosa simples, mas que conquista e cativa o leitor por ser exatamente assim.

O livro reúne três contos, narrados por três garotos de origem pobre, que vivem no interior da Bahia. No decorrer das histórias, entramos em contato com a inocência dos narradores e suas aventuras do cotidiano. Antônio Torres, claramente, coloca  muito de suas lembranças nas narrativas. Fatos ou inspirações baseadas nas memórias do autor. O que oferece certo charme à obra, além da prosa, é claro.

Foi o primeiro trabalho que li de Antônio Torres. Apesar de ter empatia pelos personagens, senti falta de um desenvolvimento maior nas histórias, e também um clímax. No final, decidi levar como relatos de lembranças, alteradas ou não. Contudo, a leitura provou -mais uma vez- que uma boa escrita supera uma história nem tão boa.

Os trejeitos de fala, da narrativa e as gírias utilizadas por Torres são excelentes. Os personagens ganham características legais, devido essa habilidade do autor ao usar termos que provavelmente já utilizamos em nosso cotidiano, colocados nas histórias, em momentos exatos para tirar bons risos dos leitores. Acaba por ser diferente de minhas últimas leituras, e quebra o ritmo delas, com algo mais leve e que esbanja brasilidade.

A edição da Galera Junior contém ainda algumas ilustrações, produzidas por Maurício Veneza, que combinam com todo o livro por serem simples. As oitenta páginas são ótimas para preencher o tempo de uma viagem de ônibus ou fila do banco, certeza de ter um tempo agradável com os Meninos de Antônio Torres.   



21 comentários:

  1. Não conhecia o autor, mas fiquei interessada em ler esse livro. Sempre bom conhecer autores novos, ainda mais nacionais <3.
    Adorei a resenha.
    Beijoo,
    docecyn.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado. E concordo contigo: é sempre bom conhecer autores nacionais. Espero que leia e que goste. :)

      Abraços.

      Excluir
  2. A falta de desenvolvimento de enredos ou personagens normalmente são características dos contos e crônicas. É uma maneira de se passar uma mensagem ou alguma lição para quem ler sem necessariamente torna-la específica de uma pessoa ou grupo, mas para todos. Por isso é complicado para algumas pessoas gostarem de poemas e contos, devido o tamanho e a forma construtiva. Simples, objetivos ou subjetivos muitas vezes.

    Gostei do livro e vou comprá-lo. Adoro contos.

    Beijos!
    poesiaqueencantavida.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso mesmo, mas achei um pouco vago demais em algumas histórias. De qualquer forma, leia-o, o livro tem seus valores. :)

      Abraços.

      Excluir
  3. Olá, Hugo, tudo bom?
    Adorei sua resenha! Uma observação sua que me chamou atenção foi que uma boa escrita supera uma história nem tão boa assim, pois eu nunca havia parado para pensar nisto.
    Fiquei curiosa para ler e tentar "desvendar" o que são as lembranças do autor e o que foi inventado por ele para a história. Beijos,
    http://www.entreleitores.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, tudo bem. E contigo? Obrigado, fico feliz que tenha gostado. Comece a ficar mais atenta a isso, eu demorei para perceber, mas às vezes uma escrita boa supera mesmo, nos transporta pelas palavras, a história que está sendo contada — mas claro que uma boa escrita é ainda melhor narrando uma boa história. Leia! Quando o fizer, volte aqui, ou me procure em alguma rede social, para dizer o que achou. :)

      Abraços.

      Excluir
  4. Oieeee.
    não conhecia o trabalho do autor. Concordo com o que você falou, ás vezes uma boa escrita supera uma história que não seja tão boa.
    Parabéns pela resenha ficou ótima.

    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Legal saber que mais pessoas pensam assim. Obrigado pelo elogio. :)

      Abraços.

      Excluir
  5. Oi, tudo bem ?

    Que resenha bonita. Sério. Foi concisa, direto ao ponto. E me cativou o suficiente para ter vontade de conhecer o trabalho de Antônio Torres. Sempre tenho vontade de ler livros que se passam no Brasil, especialmente quando mostram as camadas mais pobres e procuram ser fiéis a realidade. Gostei bastante da premissa. Já foi adicionado na minha lista ;)

    Fernanda Oliveira | Meraki

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, tudo certo. E contigo? Pois é, preferi não encher muita linguiça e ser mais conciso, como o próprio livro. Se tem vontade, então conheça-os, leia-os, nossa literatura tem obras maravilhosas que estão à sua espera. :)

      Excluir
  6. Olá

    Num conto o autor não se aprofunda na estória eu diria, a messagens é passada em poucas páginas, eu gosto bastante dos contos,gostei de saber, que o livro se passa no Brasil, me interessei pela estória e adorei a resenha.

    Bjss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá.
      O conto geralmente tem um único conflito, coisa rápida mesmo, mas, se não me engano, o primeiro conto tem um conflito fraco, além da superficialidade da história. Mas arrisque a ler ele, e me diga suas impressões. Fico feliz que tenha gostado. :)

      Abraços.

      Excluir
  7. Olá, eu não conhecia o livro ainda, mas parece ser bem encantador, pela sua resenha parece ser uma leitura cativante e bem rapidinha, né? Adorei a dica.

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá. É uma leitura bem rápida e leve, num tom bacana de humor. Bom para dias corridos, ônibus, filas de bancos e por aí vai. :)

      Abraços.

      Excluir
  8. Olá, fico feliz que o livro de alguma forma o tenha tocado, mas infelizmente não é o meu tipo de leitura no momento!
    Beijo,
    http://www.pactoliterario.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá.
      Entendo, eu leio muito, de vários gêneros e autores, tudo misturado. Mas, às vezes, também sigo um único por algum tempo. E de qualquer forma, fica a dica. Aliás, qual é o seu tipo de leitura no momento?

      Abraços.

      Excluir
  9. Oie!
    Eu adorei a sinopse do livro, adoro livros assim e acho que gostaria bastante da história e fico bem feliz que os personagens tem caracteristicas legais! É o que mais me chama a atenção!
    Beijos

    LuMartinho | Face

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Lendo seu comentário, eu diria que o livro pode lhe agradar muito! Fica a dica. :)

      Abraços.

      Excluir
  10. Olá!
    Na sinopse diz que os fãs de Alto da Compadecida devem amar, mas enquanto lia a sua resenha ele me lembrou mais Capitães de Areia, talvez pelos trejeitos, fala e acompanhar três meninos, apesar de Meninos, eu conto ser para um público mais novo. E realmente, uma boa escrita supera uma história nem tão boa - adorei a sua frase, aliás.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Kah! Acho que a história segue mesmo mais o estilo de Capitães de Areia. Que bom que gostou. Fico feliz. :)

      Abraços.

      Excluir
  11. Ousaria ler...tenho visto os contos crescerem muito nos últimos tempos, antes muitos não liam, agora vejo mais resenhas da mesma, e vou apostar na leitura!

    Parabéns pela resenha

    devoreumlivroeoufilme.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

A sua opinião é muto importante para nós. Obrigada!
Os comentários do blog passam por moderação antes de serem publicados.

O StarBooks é onde trocamos figurinhas sobre livros, lançamentos literários e suas adaptações, entre outras coisas; sempre com o objetivo de incentivar a leitura independente de gênero. (Mais?)

 
StarBooks © Todos os direitos reservados :: voltar para o topo