25.1.16

[Resenha] Marés da Guerra :: Christie Golden

Marés da Guerra - World of Warcraft #11
Autora: Christie Golden
Editora: Galera Record
Páginas: 350
A maga humana Jaina Proundmore vive em Theramore onde divide seu tempo entre a liderança da cidade, esforços para manter a paz entre Horda e Aliança e treinar a jovem gnomida Kinndy, sua amável aprendiz. Enquanto isso, do outro lado de Azeroth, o novo líder da Horda, Garrosh Grito infernal, trama uma terrível guerra para dominar os reinos de Kalimdor e reduzir a Aliança a pó. Até onde irá o chefe guerreiro? Jaina conseguirá ser fiel a seu bom coração e conduzir a luta da melhor forma? O que aguarda o destino dos dois lados é aterrorizante.
Olá, pessoal querido!! Como estão? Eu estou na luta para cumprir uma das metas de 2016 que é ler mais. Leitura é uma grande paixão, mas acabo substituindo o hobby por outras atividades como cozinhar coisinhas vegetarianas, gravar vídeos pro meu canal e, claro, os games.

E foi um desses games que me levou a leitura recente de dois livros: Diablo III: A Ordem e este que vou resenhar pra vocês hoje que é Marés da Guerra. Se alguém aí também é fã da Blizzard já entendeu que estou me aventurando neste mundo de RPGs de todas as formas possíveis!

A Blizzard tem uma característica que gosto muito que é o empoderamento feminino, gerando uma igualdade entre gêneros quase emocionante num mundo em que a cultura geek de massa ainda expressa muito machismo.

Antes de tudo, quero dizer que se você não joga os games, vai entender a história da mesma forma. Ter um conhecimento prévio do universo em questão ajudará apenas a visualizar melhor os ambientes e personagens e tornará a leitura mais rica, mas não é requisito. Aliás, Marés da Guerra é o volume 11 da série de livros de WOW e a história se passa após um grande acontecimento e termina dando um belo gancho para a próxima aventura, mas também não é necessário ter lido as obras anteriores. Os acontecimentos deste livro se passam no fim da expansão Cataclysm e início de Mists of Pandaria, a 4ª expansão do game de World of Warcraft.

Para quem não tem conhecimento nenhum sobre o universo de WOW, se trata de uma versão de mundo povoada por diversas espécies inteligentes como orcs, trolls, elfos sangrentos, elfos noturnos, gnomos, humanos entre outros. As criaturas possuem especialidades e dons que os tornam bruxos, paladinos, guerreiros, magos, caçadores etc. Por tradição, determinadas raças fazem parte da Horda enquanto outros compõem a Aliança, duas “facções” que lutam pelo controle do mundo. Apesar disso, os indivíduos tem certa liberdade sobre suas escolhas e podem trocar de lado, mas não é muito comum.

A história tem como protagonista a maga humana Jaina Proundmore, uma diplomata por natureza e uma das responsáveis pela pacificação entre Horda e Aliança. Jaina vive e lidera Theramore, cidade onde se concentra a maior parte da história.

Enquanto a maga consegue manter este delicado equilíbrio em Azeroth (mundo onde a maior parte de WOW se passa), a Horda sofre com decisões duras e duvidosas de seu novo líder, Garrosh Grito Infernal.

Garrosh possui terríveis planos de dominação dos reinos de Kalimdor, com intenção de passar por cima de tudo e todos para consegui-lo. Usando sua grande força bélica e sendo sorrateiro, a Horda chega às terras da Aliança sem ser visto pegando todos de surpresa e arrasando tudo por onde passa. Jaina se vê despreparada e duramente atingida, situação que a leva a um colapso emocional que marca o ponto alto da história.

Ao mesmo tempo, um artefato mágico de extremo poder chamado Íris Focalizadora é roubado da revoada dragônica azul e seu líder, o antigo aspecto dragônico Kalecgos expõe o ocorrido à amiga Jaina. Com dois enormes problemas na mão, um tenta ajudar o outro enquanto Garrosh marcha em direção à Theramore com as piores intenções.

O livro todo é muito misterioso. Não temos certeza se a Íris está sob poder de Garrosh, então sempre existe a dúvida sobre um segundo inimigo para Jaina e os reinos de Kalimdor. A autora Christie Golden, da qual falarei mais daqui a pouco, não dá muitas dicas das intenções reais de Garrosh, mas deixa implícitas coisas que nos levam a desconfiar do caráter do líder. Posso dizer que este sentimento é compartilhado pelos líderes de algumas raças da Horda que, apesar de estarem sob a liderança de Garrosh, passam a questionar-se da sanidade do chefe guerreiro, momento em que fica claro que não necessariamente a Horda é ruim e a Aliança boa, mas que cada indivíduo tem seu caráter e posicionamento.

Em Jaina, vi nela uma mulher completa, porém não uma Mary Sue, entendem? Ela não é perfeita, mas completa e todas as suas faces são expostas no livro: a mulher sábia, que pede ajuda sem qualquer orgulho ferido, a mãe em sua relação com Kinndy, além de guerreira, inteligentíssima e repleta de fragilidades. Também vemos a faceta mais “mulher” de Jaina em sua discreta intimidade com Kalec (insira aqui corações flutuantes eternos). É um toquezinho de romance bem disfarçado que traz leveza à história.

Sobre a escrita de Christie, embora haja opositores da minha opinião, não posso deixar de elogiar. A narrativa se divide entre as facções, de modo que alguns capítulos são contados a partir da Horda, com o avanço de Garrosh e suas dificuldades, e do outro vemos a Aliança. Os personagens são bem construídos, mesmo os secundários, nos possibilitando ver a personalidade de cada um e seu posicionamento, a complexidade de seus valores. Uma leitura riquíssima para os fãs do jogo e extremamente interessante para quem ainda não joga. Aliás, se ler, vai ser difícil não aderir aos games! A assinatura dos jogos é barata e não é necessário ter um computador muito potente para jogar, então fica fácil. Vale lembrar que Christie é autora contratada de franquias como Star Wars e Star Trek.

Leitura recomendadíssima! Quero muito saber se mais alguém aí conhece o trabalho da Blizzard e se curtem os games ou já leram algum dos livros, que são vários!! Quem sabe a gente se encontra on-line? Eu serei a Elfa Sangrenta de verde. :)


Um bjo, e até mais!!



0 comentários:

Postar um comentário

A sua opinião é muto importante para nós. Obrigada!
Os comentários do blog passam por moderação antes de serem publicados.

O StarBooks é onde trocamos figurinhas sobre livros, lançamentos literários e suas adaptações, entre outras coisas; sempre com o objetivo de incentivar a leitura independente de gênero. (Mais?)

 
StarBooks © Todos os direitos reservados :: voltar para o topo