9.1.16

Retrospectiva Literária 2015 :: Agatha


Oie galerinha, e mais um ano se passou hein?! Nem acredito em tudo o que aconteceu, porque por mais que 2015 tenha sido um ano bem difícil em muitos aspectos, eu senti que nos principais ele foi ótimo e espero muito - do fundo do meu coração - que 2016 seja ainda melhor! 

E que para isso aconteça resolvi recordar algumas coisas e dividir isso com vocês. Acho que vocês se lembram que ano passado eu li quase 100 livros e pedi para que em 2015 eu lesse pelo menos uns 50, porque estava com medo de não ter tanto tempo depois de começar a facul de Letras e nossa... realmente eu não tive muito tempo sobrando, mas encaixei leituras em todas as janelinhas possíveis e fiquei bem feliz com o resultado!!

Aaah, mais um coisa antes de começar, esse ano eu criei minha própria retrô, então espero que gostem!

Quantos livros eu li em 2016? Olha, essa pergunta me deu uma resposta surpreendente, eu até tive que recontar algumas vezes para ter certeza que não estava louca, porque eu costumo marcar todos meus livros lidos num caderninho e também porque eu uso óculos e sempre reconto as coisas por não confiar em minha visão kkk, mas eu li... 114 livros esse ano, sendo que o último foi no dia 31.

Qual livro me fez chorar mais? Hmmm, 2015 foi uma ano em que me senti muito emotiva, sério gente, não sou chorona, mas Meu Deus, como eu chorei nesse ano que passou! Porém o livro que me fez chorar mais foi Sonhos com deuses e monstros, é o último da trilogia Feita de fumaça e osso e só posso dizer que depois da centésima página eu já estava chorando e foi assim até o fim, foi de dor, de tristeza, de emoção, de amor e de saudade, foi choro para todos os gostos e lenços.

Aquele que eu peguei e não larguei até acabar? Não costumo ler livros numa sentada, pois me cansa um pouco mas para este livro eu já sabia que seria assim e vinha me preparando para isso. Cidade do fogo celestial me fez ficar grudada na cama por uns bons pares de horas e não saí dali para nada, eu devorei os acontecimentos e senti todas as emoções profundamente, e como sempre a Cassandra deixou seu coração ofegante depois da última página!

O mais engraçado? Olha, eu acho muitas coisas engraçadas, de verdade, e leio livros que normalmente tem pelo menos um personagem que vai me fazer rir um pouco, e teve livros que me fizeram gargalhar, mas sem dúvida Sem vergonha responde essa pergunta, foram tantas frases e piadas e situações cômica, inacreditáveis e de pura vergonha alheia que eu não resisto à ele.

Overdose de fofura? Nossa, essa é difícil, como perguntar isso para uma pessoa que leu tantos romances fofos?? Acho que A voz do arqueiro leva essa, foi um amor tão puro, redentor e meigo, sincero e intenso que só pude suspirar com o final e dizer "Meu Deus, que homem mais fofo!!!"

O pior? Odeio começar um livro e não terminar, mas odeio mais ainda ler algo que eu sei que odiarei e no fim me arrependerei de ter dado meu tempo àquilo, e por isso eu sempre largo o livro quando eu sei que provavelmente não vou gostar, mas esse... Era tão fininho que eu simplesmente disse "Vai Agatha, termina.", mas O francês que caiu do céu foi ruim do início ao fim, entendo que goste, nada contra, tem gosto para tudo, mas esse não passou nem da boca.

Que eu esperava muito e me decepcionei? Não leio resenhas exatamente para não criar expectativas sobre o livro, nem formar ideias que possam prejudicar a leitura, mas só a premissa de No início não havia Bob me fez surtar e esperar muito, peguei o livro ávida e feliz e terminei incrédula e chocada, foi o livro mais sem sentido, caótico e decepcionante que eu já li, nem mesmo R. R. Martin com suas mortes sem fim e nem sempre necessárias me chocou tanto!

Que eu não esperava nada e me surpreendi? Bom, esse ano abri a mente e li muitas coisas que fogem da minha zona de conforto, e recebi muitos livros que nem sabia que existiam e só os li, mas acho que o que mais me surpreendeu e que eu nunca pensaria em comprar foi Sempre, comecei nem sabendo o que pensar dele e terminei me perguntando por que todas as pessoas do mundo não liam aquele livro e não só isso mas que também deveria ir para o cinema de tão instigante e incrível que a estória é.

Melhor adaptação cinematográfica literária de 2015? Acho que todos concordarão que 2015 teve muitos filmes bons e que 2016 promete mais ainda e podem acreditar quando eu digo que assisti MUITOS filmes esse ano que passou, e pretendo ver mais ainda nesse que chegou, e tenho certeza que alguns dirão que foi A esperança - e okay o filme foi muito bom, mas eu esperava mais -, outros que foi Insurgente - okay também, eu curti, mas não foi tudo isso -, alguns ainda podem falar que foram os filmes de super- heróis - mas se eu contar HQ's a coisa não fica justa né? -, então eu creio que de todas as adaptações a que eu mais gostei que veio de um filme foi Maze Runner: prova de fogo, foi a única que conseguiu me eletrizar e sair da sala de cinema não a comparando com o livro mas sim elencando todas as partes de foram sensacionais.

Melhor nacional? Comecei 2015 dizendo a mim mesma que tinha que ler mais livros nacionais e começar a dar valor aos nossos escritores e essa foi ma das minhas metas que eu consegui cumprir, e como fiquei feliz de ter feito isso! Temos muitos talentos sabiam? E ótimos escritores e escritoras, mas com certeza - e olha que eu li muitos livros nacionais que ganharam favorito - O garoto dos olhos azuis foi o melhor de todos, tá mais que recomendado!

5 descobertas eletrizantes? Eu amo sair por aí descobrindo leituras, filmes, séries e músicas, é tipo um hobbie, e posso dizer que 2015 teve leituras completamente aleatórias que eu amei, como por exemplo o mangá Orange, e teve Sombra e Ossos que eu demoraria séculos para comprar e recebi em uma parceria e amei! E teve também Faça amor, não faça jogo que eu julgava, erroneamente, como sendo de auto ajuda e foi um dos livros mais tocantes do ano. Gente leiam Cinder, há anos ele existe no Brasil e eu nunca dei a devida bola, que erro! Melhor distopia de ficção científica sobre contos de fadas do mundo! E outro livro incrível que é pouco conhecido, O que restou de mim, que tem um tema profundo e personagens fantásticos que nos fazem questionar tudo e todos.

Vai deixar saudade? Como vocês já devem saber, esse ano foi o aniversário de uma década de Crepúsculo e a Stephenie Meyer nos fez uma surpresinha lançando o livro Vida e Morte, um Crepúsculo diferente, onde os personagens trocaram de sexo, ou seja Bella virou Beau e Edward virou Edythe. Eu já sou saudosa no que diz respeito Forks e seus habitantes, mas agora estou muito, muito mais.

Se transformou em meu amorzinho? Como dizer isso... eu já os amava, desde que eu os li pela primeira vez anos atrás eu já os amava, mas com certeza esse segundo arco me encantou, talvez ainda mais que o anterior, mas saber disso terei que terminar de ler a série Bloodlines.

Me fez pensar muito? Esse ano que passou foi um ano que eu li livros que me refletiram muito e me fizeram repensar e remodelar algumas coisas que eu acreditava e moldava na hora de ver o mundo e seus acontecimentos, mas de todos, acho que o que me fez ficar com a cabeça borbulhando e me sentir como o mar com ondas arrebentando foi À procura de Audrey.

Melhor quote? 
Andei pensando bastante sobre tudo. E acho que mamãe estava certa sobre a parada dos gráficos de altos e baixos. Todo mundo está em um. Até Frank. Até mamãe. Até Felix. Acho que entendi que a vida é tipo uma escalada: você cai e se levanta de novo. Então não importa se der uma escorregada. Contanto que esteja mais ou menos caminhando para cima. Isso é tudo que se pode esperar. Seguir mais ou menos para cima.
Melhor mangá? E HQ? Como vocês devem saber eu leio muitos mangás - porque eu amo cultura asiática -, e muitas HQ's - porque amo de mais toda essa cultura nerd/geek - e assim essas duas categorias não poderiam ficar de fora na minha retrô, o melhor mangá com certeza foi Aoharaido, agradeço todas as vezes que vou na banca e tem uma nova edição, a Panini devia fazer uma divulgação melhor. E a melhor HQ com certeza foi Fionna & Cake, de Hora da Aventura, amo como esse desenho consegue ser fofo e louco ao mesmo tempo.

Melhores de cada gênero? Eita, essa é complicada. Eu leio muitos gêneros, então vou resumir eles a essas categorias: romance, fantasia, ficção científica e distopia e falarei os três melhores de cada.
Romance: Os bons segredos, Uma história de amor e TOC, Sempre
Fantasia: Gelo, Sombra e ossos, Lírio dourado
Ficção: Cidade da Meia-Noite, Falsa memória, A menina que tinha dons
Distopia: Cinder, Legend e O que restou de mim.

Metas para 2016? Acho que este ano é o ano em que eu tenho mais metas a serem realizadas, mas aqui eu vou falar unicamente daqueles que envolve meu mundo literário e meu trabalho como blogueira okay? Nesse ano eu gostaria muito de cumprir todos os desafios em que eu participar, gostaria também de ler mais clássicos e livros teóricos sobre literatura e edição, tanto para me ajudar aqui como para a faculdade - que caso vocês ainda não saibam, eu curso Letras -, quero ler mais de 60 livros - espero que não seja um problema -, pretendo criar novas colunas aqui no blog e compartilhar mais coisas legais com vocês seja aqui, no insta - @blogstarbooks para vocês seguirem ;) - ou no face - blog starbooks -, se tudo der certo ainda nesse semestre estarei criando um canal no youtube para o Star e com certeza quero cobrir a maior quantidade possível de eventos e ler ainda mais livros nacionais do que li ano passado.

Ah, mas literariamente falando o ano não se resumiu a só isso, 2015 foi um ano de muitos autógrafos e também o ano em que eu encontrei a Andy pessoalmente pela primeira vez e podem ter certeza, esses eventos foram MUITO importantes, por isso deixarei aqui também algumas fotinhos que resumem um pouco o ano que tive ;P


 De muitos filmes nos cinema...
 De o Star ganhar uma modelo canina... 
 De uma parceria maravilhosa com a Galera...
 De muitas adaptações japonesas e séries coreanas...
 De muitas idas à livraria!!
 De conhecer a Julia Quinn...
 A Andy!
A fofa da Leigh Bardugo
 A chiquérrima Colleen Houck...
E de conhecer Polly Samson e David Gilmour











Então galerinha, essa foi minha retrô, espero que tenham gostado e me contem aqui nos comentários o que acharam? Leram quantos livros? Qual a melhor adaptação de 2015? O que esperam de 2016? Dividam, eu adoro poder responder comentários! Bjokas e que 2016 já tenha começado bem para todos vocês!



2 comentários:

  1. Bloodlines <3 <3 <3
    Sonhos com Deuses e Monstros <3 <3 <3
    Eu curti também Prova de Fogo.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OIe Luiza!
      Muito amor né? Prova de fogo foi meio parado, para mim o mais parado da série, mas eu amo Maze Runner, todo um carinho por eles!
      Bjinhos

      Excluir

A sua opinião é muto importante para nós. Obrigada!
Os comentários do blog passam por moderação antes de serem publicados.

O StarBooks é onde trocamos figurinhas sobre livros, lançamentos literários e suas adaptações, entre outras coisas; sempre com o objetivo de incentivar a leitura independente de gênero. (Mais?)

 
StarBooks © Todos os direitos reservados :: voltar para o topo