28.3.16

[Resenha] A Garota de Papel :: Guillaume Musso

A Garota de Papel 
Autor: Guillaume Musso
Editora: Verus
Páginas: 350
Skoob  | Goodreads | Compare e Compre
A garota de papel conta a história de Tom Boyd, o escritor do momento. Os dois primeiros volumes de sua Trilogia dos anjos já venderam milhões de exemplares e colecionam fãs no mundo inteiro. Mas, ao perder seu grande amor, Tom cai em uma profunda crise criativa e se sente incapaz de escrever uma única linha do esperado último livro da trilogia, recorrendo à bebida e às drogas para aliviar sua dor. Certa noite, uma misteriosa mulher aparece em sua casa e afirma ser Billie, personagem de seus romances, caída da página do livro para o mundo real por causa de um erro de impressão no segundo volume da trilogia. Se Tom não voltar a escrever, ela morrerá. Juntos, eles saem em uma fabulosa jornada ao longo das costas californiana e mexicana para tentar recuperar o amor perdido de Tom e, assim, sua inspiração. O que ele nem desconfia, porém, é que o destino é caprichoso e talvez as coisas não sejam como ele imagina.... 
A Garota de Papel é uma estória bem diferente e única, eu gostei bastante da forma como foi escrita, cada capítulo começa com uma citação de um autor e ou obra que se relaciona diretamente com a temática do capítulo, há até referências brasileiras. Outra coisa que eu achei diferente é que ele não narra apenas a estória do protagonista, essa é narrada em 1ª pessoa, também narra a de outros personagens (alguns nem se relacionam diretamente com os personagens principais, essa parte da narrativa achei um pouco desnecessária) e suas sagas são narradas em 3ª pessoa.

O livro tem como protagonista o escritor Tom Boyde, autor de uma série sobre anjos que conquistou uma legião de fãs ao redor do mundo, que após sofrer uma desilusão amorosa entra num estado de depressão e autodestruição, deixando tudo de lado, até o seu amor pela escrita, ele perde a motivação e inspiração para seguir em frente com a sua vida e com os projetos inacabados, no caso, a trilogia que espera ser finalizada com o último livro.
''Deitado no sofá em posição fetal, Tom dava medo de ver; cabeludo, pálido, o rosto carcomido à Robinson Crusoé, não lembrava em nada os sofisticados retratos que ilustravam a contracapa de seus romances.''
Carole (que é policial) e Milo (que além de amigo, também é agente de Tom), o acompanham desde a adolescência difícil e tentam ajudá-lo, mas como ajudar uma pessoa que simplesmente recusa-se a ser ajudada? Essa situação frustra seus amigos, pois eles não aguentam ver Tom no fundo do poço e magoando as pessoas que o amam por não se importar em mudar essa realidade. 
''Temos mesmo o direito de proteger os amigos deles mesmos?, perguntou-se ao adentrar a casa. (...) Milo (...) estava determinado a tentar de tudo para fazê-lo esquecer a dor e restituir-lhe o gosto pela vida. ''
É então que a sexy Billie, uma personagem fictícia -secundária- que ele próprio criou e que só sofre nos seus livros, cai entra na sua vida. A Garota de Papel, como acaba por ser conhecida, vem para mudar a vida do escritor. Ela o tira da zona de conforto e marasmo, o faz encarar seus problemas. Se ele está assim por causa da ex-noiva, vá procurá-la, coloque tudo em pratos limpos, se ainda a ama e acha que foi um erro da parte dela tê-lo deixado, prove, reconquiste-a, não fique parado tendo pena de si, pois o único prejudicado será você e enquanto isso todos, incluindo Aurore (a ex-noiva), seguirão em frente. 
'' - Eu caí. - Caiu de onde? - De um livro. Da sua história, caramba!
Olhei para ela incrédulo, sem compreender uma única e maldita palavra de seus devaneios.(...)
- Senhorita, Billie Donellly é uma personagem de ficção... - Até aí, estamos de acordo. ''
E é claro que Tom fica muito desconfiado com essa mulher diz ser personagem do seu livro e resolve pô-la a prova, afinal é impossível uma personagem sair do seu livro e aparecer na sua casa, certo? É então que a ficção e a realidade se chocam. Tom e Billie fazem um acordo, Billie irá ajudar Tom a reconquistar Aurore e em troca o mesmo deverá terminar de escrever o último livro da série, para que Billie possa voltar ao lugar de onde pertence. A partir daí o livro te prende; Tom gradativamente volta assumir o controle da sua vida e se aventura no mundo com a despojada Billie. Um detalhe, quando se passa muito tempo com uma pessoa, inevitavelmente, laços acabam se formando...

Confesso que no começo do livro eu fiquei irritada com o protagonista, pois eu não conseguia entender como ele se permitia ficar naquela situação por uma mulher como Aurore. Billie trouxe energia e luz à vida do escritor e mudou positivamente o espírito do livro. Com a recuperação de Tom surgem revelações impressionantes, fiquei muito emocionada quando descobri o que/quem motivou o escritor a escrever sobre anjos e o que os três amigos tiveram que enfrentar. Guillaume deixa explícito que é possível mudar, que podemos almejar uma vida melhor e, paralelamente, expõe o poder dos livros como escape para um mundo mais belo, onde é possível encontrar forças para continuar a lutar e a resistir. Com o virar das páginas, eu passei a sentir cada vez mais empatia por este Tom refeito.

Tive uma surpresa positiva com esse livro, já que eu estava preparada para ler um romance tolo e me enganei. Um ponto positivo dessa obra, é que conseguimos visualizar todos os lados da estória, Musso nos mostra o passado, presente e o futuro dos personagens, eu gosto quando vejo um personagem amadurecer com seus atos (erros e acertos...) e isso acontece de forma sólida com os personagens ao longo da trama, o que, de certa forma, os torna mais reais e nos propicia entender pelo que eles passaram para se tornar quem são. O final realmente me surpreendeu, pois a trama seguia uma linha de raciocínio e de repente, no último capítulo, dá uma guinada de 180° deixando o leitor de queixo caído.

Mas mesmo só tendo elogios a esse livro, devo confessar que às vezes a narrativa ficou presa, o autor não conseguiu dar uma boa continuidade, deixando certas partes lentas e tediosas, mas nada que atrapalhasse muito, afinal a minha curiosidade era grande.

Uma estória belíssima, leve e inspiradora, escrita por um amante de livros para amantes de livros. O autor discorre sobre o sentido da amizade e do amor e de como esses sentimentos podem influenciar nossas atitudes, tanto para o bem quanto para o mal. A escrita do autor, que se tornou um dos mais vendidos na França (seu país de origem), é cativante, com certeza pretendo ler outros livros do Guillaume Musso e se forem tão bons quanto A Garota de Papel prevejo que ele se tornará um dos meus autores favoritos! 

A Diagramação do livro é perfeita, a editora teve um cuidado especial com ele, pois o livro é lindo (tanto por fora quanto por dentro), a cor da folha e o tamanho das letras tornam a leitura confortável, e sempre ficamos situados sobre a localização dos personagens que serão abordados no capítulo. O prólogo é escrito por meio de e-mails e notícias midiáticas sobre o escritor-protagonista, nos dando uma introdução sobre o que aconteceu com ele.
''A leitura é um pacto de generosidade entre o autor e o leitor; um confia no outro, um conta com o outro.'' Jean-Paul Sartre
Acho que não preciso dizer que eu mais do que indico essa leitura, não é mesmo?! Caso já tenha livro essa ou outra obra do escritor francês não se esqueça de me dizer nos comentários o que achou ;)


18 comentários:

  1. Parece bom. Gostei da resenha.

    Seguindo. Comecei o blog agora, agradeceria se desse uma olhada. Abraços. http://aressacaliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Uau, gostei muito da sua resenha, flor. Notei que o livro te surpreendeu em vários aspectos e isso me encantou. Fiquei curiosa sobre o presente, passado e futuro dos personagens, porque – como você – valorizo o desenvolvimento deles quando os autores conseguem fazer isso com a maestria que Musso apresentou. Com certeza, pretendo ler a obra.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Oie Andy.
    Menina que demais isso, confesso que me lembrei um pouco de Coração de Tinta, mas amo essa temática onde personagens ganham vida e mudam tudo ao seu redor, gostaria de ler quando tivesse um tempinho, parece ser algo diferente e o autor ser francês também agrada bastante, afinal é bom mudar os ares né?
    Bjokas e arrasando nas resenhas, como sempre.

    ResponderExcluir
  4. Mas Gente!! Que livro louco rsrs, nunca li nada parecido mas fiquei curioso agora para saber o desfecho desse enredo.

    Frases, Trechos e Pensamentos

    ResponderExcluir
  5. Sabe que este livro me lembrou, de leve, o filme Ruby Sparks.
    A premissa me pareceu bem interessante.
    Não tinha ouvido falar ainda deste autor. Me interessei em ler. Ótima recomendação.

    Beijinhos...
    http://estantedalullys.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. poxa, achei interessante o fato da personagem sair do livro para ajudar o autor... certamente é um romance inusitado... não sei se leria no momento, mas que fiquei curiosa, isso não posso negar... saiu da mesmice que ando vendo de uns tempos pra cá nos livros de romance... só o que me desanimou um pouco foram as partes 'tediosas'...

    ResponderExcluir
  7. Olá, não conhecia o livro, mas gostei bastante do enredo. Que capa mais fofa <3
    Muito obrigada pela dica, já vou anotar para uma próxima leitura :)

    Abraços
    Literaleitura

    ResponderExcluir
  8. Olá Andréia,

    achei bem legal e interessante o personagem acabar ajudando o autor, é algo inusitado e muito louco, nunca vi nada igual, fiquei curioso com o desfecho, com o enredo e a capa que é super massa. Gostei bastante da sua resenha, deu para perceber que a obra te envolveu. Bjusss.
    www.sagaliteraria.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oiii Andréia, tudo bem?
    Eu gostei muuuuito dessa sua obra <3 gente, que capa mais linda e encantadora? Realmente quero ler este livro, achei a história maravilhosa e confesso que nunca li algum livro assim, aumentando minha curiosidade.
    Beijão
    http://segredosliterarios-oficial.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oioi!
    Que capa linda do livro A Garota de Papel, achei a sinopse bem interessante.
    Não conhecia esse livro da Verus e fiquei curiosa.
    Que bom que o livro foi uma surpresa positiva e apesar da narrativa ficar presa em alguns momentos.
    Animei de ler.
    Beijos.

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  11. Uau! Fiquei encantada com a capa e fiquei interessada na obra pois me parece que a obra te surpreendeu positivamente apesar de tudo. Quero ler! \o\
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Oi. Acho que é a primeira resenha que leio do livro, mas não achei um enredo único, me lembrou um filme brasileiro que assisti há alguns anos, até virou série, mas pode ser que o filme tenha sido inspirado no livro, não sei quem surgiu primeiro.

    ResponderExcluir
  13. Oi, tudo bem?
    Me dá uma raiva quando estou lendo um livro muito bom, mas a escrita começa a ficar lenta é tipo, um livro bom ficando chato.
    Não conhecia este livro, por mais que tenha achado sua resenha muito interessante, não acho que leria. Achei pela sua resenha (já estava pensando antes de ler a parte em que vc disse) que o livro era muito parado e não curto livros assim, que fazem me sentir como se fosse obrigada a lê-los.
    Beijos, Larissa (laoliphant.com.br)

    ResponderExcluir
  14. Já vi inúmeras vezes o livro por ai, mas nunca tinha me interessado! GENTE essa leitura deve ser MUITO boa, vou procurar pra ler agora!
    www.belapsicose.com

    ResponderExcluir
  15. olá!
    Ganhei esse livro e ainda não o li. Sua resenha foi tão empolgante que contagiou! Estou ansiosa pra ler também. ^^
    Tem um enredo criativo e contagiante. Adorei a resenha.
    Abs
    Ni
    Cia do Leitor

    ResponderExcluir
  16. a história em si não é ''nova'', já li algo parecido em algum canto, mas ainda sim não deixa de ser uma leitura que parece prometer prender e surpreender o leitor.

    ResponderExcluir
  17. Uau! Nem precisa dizer mesmo. O livro parece fantástico! Sua resenha me empolgou muito. Apesar de não ser bem o estilo de leitura que estou acostumado, fiquei curioso com a premissa. Vou procurar ele. Resenha maravilhosa! Parabéns.
    Beijos
    Academia Literária DF

    ResponderExcluir
  18. Oii!

    Não conhecia o livro, mas adorei a promissa!
    A capa é linda e com certeza irei ler em breve :)
    Parabéns pela resenha e obrigada pela dica ^^

    Beijos, Amanda
    www.vicio-de-leitura.com

    ResponderExcluir

A sua opinião é muto importante para nós. Obrigada!
Os comentários do blog passam por moderação antes de serem publicados.

O StarBooks é onde trocamos figurinhas sobre livros, lançamentos literários e suas adaptações, entre outras coisas; sempre com o objetivo de incentivar a leitura independente de gênero. (Mais?)

 
StarBooks © Todos os direitos reservados :: voltar para o topo