27.7.16

[Resenha] O Reino do Alforje de Prata e Ouro :: Clea Franco

O Reino do Alforje de Prata e Ouro 
Autora: Clea Franco
Editora: Autografia
Páginas: 190
Skoob  | Goodreads Compare e Compre
No mundo Madeira, uma águia começa a contar a história dos habitantes ribeirinhos do Reino do Alforje de Prata e Ouro. A população é ameaçada por forças maléficas trazidas pelo Conselheiro. Dois jovens - Carol e Pablo - saem em busca do antídoto da Cobra Dourada, que pode ser usado contra o mal. No caminho, encontram-se com Pedro do Deserto e Vera - uma vibo-símia com três caudas. O Conselheiro obtém mais poder. Serão os jovens capazes de protegerem a si mesmos e aos que amam? 
O drama começa nos apresentando Carol Solitária que cresceu em meio a floresta do reino do Alforje de Prata e Ouro, e não conhece muito do mundo por conta disso, afinal sua tia fugiu com ela ainda muito jovem e sempre instigou o medo na jovem, dizendo que ela deveria ser precavida, mas isso muda um pouco quando ela conhece Pablo, o Forte numa de suas explorações.

Pablo é filho de um dos contadores do reino e por isso tem um destino traçado a sua frente, coisas que ele deve aprender e ser, um nome de família para honrar, crenças ensinadas desde cedo que o fizeram acreditar que seu reino é bom e que seus governantes merecem respeito, contudo ao conhecer Carol, com seus gestos simples e palavras sinceras demais ele muda um pouco e uma amizade inesperada acaba surgindo entre ambos. Ele ensinará bons modos, tudo o que uma dama deve saber e ela ensinará tudo o que um jovem deve saber para sobreviver na floresta.

Os anos passam e o laço entre ambos cresceu mais do que eles imaginavam, mas Pablo precisa seguir seu caminho e ir para o exército e Carol deve continuar com sua vida, contudo após a partida ambos descobrem coisas, Pablo nota que nem tudo são flores em seu reino e Carol descobre mais sobre seu passado, ambos indo por caminhos que indicam os maus que ameaçam o reino e forças maléficas que eles deverão combater.
O livro começa sendo narrado por uma ave que pode ouvir pensamentos e que habita a Terra há muito tempo e ela nos introduz aos personagens que como podem ter notado trazem como sobrenome sua característica mais marcante. 

Sinceramente? A autora brincou com o interior das pessoas e se utilizou de simbologias para tratar de questões do mundo, como exemplo a corrupção, num novo universo onde o bem e o mal dividem um espaço, onde seres míticos existem e onde pessoas acabam sendo o que são.

Eu amo fantasias, sou uma leitora assídua e reconheci vários desses indícios na trama, há muito de Tolkien aqui, contudo é um universo a ser trabalhado ainda, há muitos caminhos e questões e os protagonistas precisam amadurecer mais, coisa que eu acredito que irão conforme a escrita da autora também for, afinal estou resenhando uma estreia não?

Para fãs de literatura nacional, que curtem se arriscar e que gostam de uma leitura que brinca bastante com a natureza do ser humano e com a fé, aqui está uma leitura que eu recomendo.


Postado por 
Agatha

9 comentários:

  1. Olá! Também sou fã de fantasia e achei muito legal você ter dito que tem um pouco de Tolkien na história! Achei a premissa bem legal, espero que a jornada deles seja concluída com sucesso, fiquei interessada em ler, beijos!

    Entre Livros e Pergaminhos

    ResponderExcluir
  2. Eu fico insegura quando há essa comparação com Tolkien, sabe? Porque alguns autores nacionais tentaram criar um enredo fantasioso com base na autora e não tiveram sucesso. Mas o que me intrigou é o desenrolar da jornada dele.
    Ótima resenha

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem?
    Faz tempo que não leio nada sobre fantasia, nos últimos tempos estou numa vibe bem romance. Esse livro parece ser bem interessante, mas me parece muito comum, sabe? Acho que os autores podiam inovar nas fantasias, porque ultimamente elas estão todas muito parecidas :(
    Beijos <3

    ResponderExcluir
  4. Oiii Agatha, como vai?
    Infelizmente dessa vez a obra não despertou nenhum pouco meu interesse, eu gosto de fantasias e tudo mais, mas a premissa não me agradou, parabéns pela resenha e fico feliz que tenha gostado.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  5. Oii Agatha!
    Gosto muito de livros de fantasia. Gostei dessa troca de informações que os dois personagens fazem. Eu leria esse livro sem dúvida, não tenho nenhum problema em ler livros nacionais, pelo contrário. ;)
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oi tudo bem?

    A capa não me agradou muito, mas a premissa está bem curiosa, pena que os personagens e a história não foi muito bem trabalhada, mas é como você disse, é estréia e a coisa vai melhorando com o tempo, nem todo autor consegue acertar de primeira.


    bjs

    ResponderExcluir
  7. Adorei a resenha! Também adoro o gênero e certamente é um livro que leria. Muito bom ;)
    Abraço;

    http://estantelivrainos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oi, Agatha!
    É a primeira resenha que leio desse livro e até gosto de fantasia, mas a premissa não me deixou curiosa. Talvez mais para frente eu me interesse pela leitura. :)

    Beijos,

    Rafa [ blog - Fascinada por Histórias]

    ResponderExcluir
  9. Oi, tudo bem?
    Nunca li Tolkien, então não teria como comparar, mas leria o livro sim, gostei da premissa.
    BJs

    ResponderExcluir

A sua opinião é muto importante para nós. Obrigada!
Os comentários do blog passam por moderação antes de serem publicados.

O StarBooks é onde trocamos figurinhas sobre livros, lançamentos literários e suas adaptações, entre outras coisas; sempre com o objetivo de incentivar a leitura independente de gênero. (Mais?)

 
StarBooks © Todos os direitos reservados :: voltar para o topo