26.8.16

[Resenha] A longa e sombria hora da chá da alma :: Douglas Adams

A longa e sombria hora do chá da alma - Dirky Gently #2
Autor: Douglas Adams
Editora: Arqueiro
Páginas: 224
Kate Schechter devia ter prestado atenção aos avisos que o universo tentava lhe dar. No aeroporto de Heathrow, prestes a embarcar para a Noruega, a americana pensa em todos os sinais que lhe diziam para não fazer aquela viagem. Ainda assim, ela não está nem um pouco preparada para a explosão do balcão de check-in, que destrói parte do terminal. Enquanto isso, no norte de Londres, o detetive Dirk Gently está no fundo do poço: sem dinheiro, vive de bicos como quiromante numa tendinha. Refletindo sobre seu fracasso, ele lembra de repente que, na verdade, tem um cliente e está absurdamente atrasado para o encontro aquela manhã. Porém, o investigador chega tarde demais. Sentindo-se culpado pela sina do homem, ele resolve mais uma vez fazer uso da interconexão de todas as coisas e vê uma ligação do seu caso com os estranhos eventos no aeroporto. Abrindo caminho em meio aos elementos mais absurdos, Dirk se depara com uma máquina de refrigerante que aparece nos lugares mais improváveis, uma águia hostil que insiste em atacá-lo, um hospital sinistro para casos exóticos, horóscopos insultuosos e uma calculadora de I Ching.
Neste delicioso livro que dá continuação à série de Dirk Gently, o leitor se surpreenderá ao observar como todas as peças do quebra-cabeça se encaixam para formar uma trama genial e hilária.
Tudo começa com Kate Schechter, uma americana que quer ir à Noruega a todo custo. Estranhamente, ela está recebendo vários sinais para que não vá. Seja o engarrafamento, a dificuldade para achar seu dinheiro, a viável sugestão de que ela esqueça a Noruega e vá para Tenerife, um estranho arcaico à sua frente no balcão de check-in que insiste em atrasar os passageiros atrás dele; e o pior, uma grande explosão no aeroporto.

Kate acorda sem saber ao certo o que aconteceu. Alguns disseram que era um "ato divino", mas, oficialmente, não foi descoberta uma causa para a explosão, e não foi prestado nenhum esclarecimento sobre a tragédia. As falsas informações, a falta delas, e a mudança dos fatos ocorriam diariamente, o que incomodava bastante a protagonista.
"Como em todas as catástrofes do gênero, o cálculo estimado de vítimas variou bastante. Começou em 47 mortos e 89 com ferimentos graves, subiu para 63 mortos e 130 feridos e, por fim, elevou-se até 117 mortos antes de os números serem revisados e baixados novamente. Depois que todas as pessoas foram identificadas, as estatísticas finais revelaram que ninguém tinha morrido."
Do outro lado da história, sem qualquer ligação inicial com Kate, temos Dirk Gently, um detetive fracassado cujo a vida consiste em acordar tarde e viver em cabo de guerra com sua faxineira.

A vida de Dirk está tão monótona que a única animação em seus dias é a guerra silenciosa e constante com sua funcionária: nenhum dos dois abre a geladeira há dias, como uma espécie de aposta silenciosa que ambos se recusam a perder.

Quando o detetive aceita um cliente, ele não tinha ideia de até onde essa "aventura" iria levá-lo. E, de repente, Dirk se vê atolado de mistérios que não faz ideia de como resolver, e com a vida entrelaçada a de várias outras pessoas.

Isso, porque, como em um típico livro do Douglas Adams, Kate e Dirk não são os únicos nessa trama cheia de surpresas. Existem alguns outros personagens desse mistério que deixarei por sua conta e risco, mas que, com certeza, vocês se surpreenderão em saber quem são. 
'' - ... Você não parece um detetive particular.
- Nenhum detetive particular parece um detetive particular. Essa é uma das primeiras regras do nosso ofício.
- Mas se nenhum detetive particular parece um detetive particular, como um detetive particular sabe como ele não deve parecer? Isso é um problema.''
Em uma história nada clichê, Douglas nos surpreende desvendando cada mistério criado por ele, e nunca é nada do que imaginávamos. 

A longa e sombria hora do chá da alma, apesar de ser a sequência de "Agência de investigação Holística Dirk Gently", é um livro que pode ser lido de forma independente. Se você já leu algum livro do autor, creio que irá gostar desse, que segue o mesmo tipo da narrativa, apesar de ser uma história diferente. E se você nunca leu, tente começar com esse. O humor ácido do Douglas Adams é inconfundível, e tem conquistado leitores no mundo inteiro.

Então é isso pessoal, espero que tenham gostado da resenha. Até a próxima! 



1 comentários:

  1. Oie Ana.
    Eu nunca li nada do Douglas, mas tenho amigos que me indicam sempre que podem e acho super engraçado o Guia do Mochileiro, mas na verdade tenho vontade de ler essa série dele que a Arqueiro está lançando agora, comecei o anterior na Saraiva e gostei bastante.
    Espero gostar também quando tiver tempo e parar para ler.
    Bjokas!!!

    ResponderExcluir

A sua opinião é muto importante para nós. Obrigada!
Os comentários do blog passam por moderação antes de serem publicados.

O StarBooks é onde trocamos figurinhas sobre livros, lançamentos literários e suas adaptações, entre outras coisas; sempre com o objetivo de incentivar a leitura independente de gênero. (Mais?)

 
StarBooks © Todos os direitos reservados :: voltar para o topo