2.1.17

[Resenha] As cordas mágicas :: Mitch Albom

As cordas mágicas
Autor:  Mitch Albom
Editora: Arqueiro
Páginas: 352
Skoob | Goodreads Amazon
Francisco Presto nasceu numa pequena cidade da Espanha em plena guerra civil. Com a infância marcada por tragédias, Frankie se torna pupilo de um professor de música cego, que se dedica a lhe ensinar tudo o que sabe.
Ao completar 9 anos, ele foge para os Estados Unidos carregando consigo apenas seus bens mais preciosos: um violão e seis cordas mágicas.
Com um talento fora do comum para tocar e cantar, Frankie rapidamente alcança o estrelato e influencia o cenário musical do século XX, apresentando-se ao lado de nomes consagrados como Elvis Presley e Little Richards.
No entanto, seu dom se transforma em um terrível fardo quando ele percebe que pode afetar o futuro das pessoas: uma corda de seu violão fica azul cada vez que uma vida é alterada.
No auge do sucesso, assombrado por seus erros e por seu estranho poder, Frankie sai de cena por anos, apenas para ressurgir para um espetacular e misterioso adeus.
 O maior violista da história, Frankie Presto, morreu no palco por um motivo ainda não conhecido. A música foi ao local recolher seu talento, que ele pegou quando nasceu, assim como todos músicos devem devolver esse dom, que não é uma posse, e sim um empréstimo. Para tentar explicar melhor o motivo da morte dessa grande figura musical, a própria Música narra a estória de Francisco de Ásis Pascual Presto, desde sua infância até o momento em que subiu naquele palco e veio a falecer.

Em plena guerra civil, Frankie nasceu em uma igreja que estava sendo incendiada e invadida, sua mãe, Carmencita, entrou em trabalho de parto nesse momento tão inesperado, e contou com a ajuda de uma freira. Logo o garoto foi jogado nas águas do rio, mas é claro que nenhuma mãe faria isso, Carmencita morreu no parto, não foi a responsável pelo trauma do abandono que essa criança sofreu.
''O que é tocado de coração pode ser tocado em qualquer lugar. Em qualquer coisa'' 

Por sorte Presto foi encontrado por um cachorro, que pertencia a Baffa, homem que cuidou dele como se fosse seu próprio filho, e para não deixar o garoto triste por ser abandonado de maneira tão cruel, inventou uma estória sobre sua mãe, e mesmo cheio de perguntas, Presto acreditava nessa estória.

Procurando um professor de música para seu filho, Baffa paga aulas com El Maestro, um músico cego e com um  passado misterioso. É com ele que Frankie aprendeu os truques de um bom violinista e diversas regras da vida. Alem de cantar e tocar bem, Frankie ainda possue um estilo irresistível, um completo artista.
''Na vida de todo artista, sempre aparece uma pessoa que ergue o véu da criatividade''
Por algumas tragédias e injustiças, Francisco precisa fugir ainda muito novo para os Estados Unidos, aprende a viver sozinho e a superar seus medos. Mas ele tem algo especial: seis cordas mágicas, seis cordas: seis vidas, ele consegue modificar o futuro de alguém, e sempre que isso acontece uma corda fica azul, isso o assombra e o deixa confuso, seria seu contato com a música tão grande assim? Frankie se tornou famoso e incomparável, mas para que sumiu durante anos? É essa melodia que a música nos canta. 
''A verdade é luz. Mentiras são sombras. A música é ambas.''
Apaixonante. É essa palavra que resume As cordas mágicas, um livro que vai te conquistar, arrebatador, misterioso, cheio de aventura e drama. Essa obra foi escrita da melhor maneira possivel, sendo narrada por uma personagem tão presente em nossa vida: A música, essa mesma, que parece transbordar em alguns artistas, que encanta e independente da nossa situação faz parte do dia a dia, nos momentos felizes e tristes, todos acontecimentos merecem uma trilha sonora. Essa narradora me fez ser mais encantada ainda pelas músicas que tanto ouso. Alguns momentos me fazia refletir, como quando mostrava partes em que o ser humano menospreza seus ''filhos'', os músicos. Quantos talentos não se deixam levar para outra área pela falta de dinheiro. Também me fez refletir quando mostra a verdade nua e crua: quando pessoas se consideram insignificantes a ponto de procurar esse dom na bebida e nas drogas, como se fosse algum elemento químico. 

Passado é algo não tão nítido para Frankie. Ele não sabe quem é sua mãe de verdade e acredita que Baffa é seu pai biológico. Com a guerra civil acontecendo, o futuro não é nada bom com ele. Chega a emocionar quando se é capaz de perceber que nem todo sucesso que fez ou pessoas que encantou com suas músicas foram suficientes para apagar as marcas que o abandono, a fome, as ruas e até a falta de respeito deixaram nesse homem com a infância sofrida.
''O que eu sei sobre o amor é que ele muda o jeito como vocês me tratam. Eu o sinto nas mãos de vocês. Nos dedos. Nas composições.'' 

As seis cordas mágicas pertencentes ao protagonista só serão mais exploradas na metade do livro, quando conhecemos suas origens. No começo do livro estaremos vendo os conhecidos de Frankie visitando ele no velório e dando depoimentos. O romance fica como plano de fundo, mas isso não quer dizer que não é importante. Nesse livro iremos aprender que todos entramos em uma banda nessa vida, e com banda quero dizer conjunto que compartilha alguma relação. É lindo acompanhar os laços que o protagonista cria com todos a sua volta

Mitch Albom foi muito inteligente quando decidiu colocar o ponto de vista da Música, o que nos fez ver como ela estava presente o tempo todo. As cordas mágicas é um livro maravilhosamente fluido, que em algumas partes se alterna entre os períodos, com maestria envolvendo o leitor que, mesmo sabendo que Frankie morreu, fica curioso para descobrir o que o levou a morte em pleno palco.




Os personagens foram bem construídos, e até os secundários tem um papel importante e são explorados ao longe da trama. Os cenários são detalhados na medida certa, sem tornar o livro arrastado, mas de maneira que consigo imaginar cada cena e local. As melhoras partes de As cordas mágicas aconteciam quando A música fazia comparações de si mesma com elementos de nossa vida. Ela mostra como nós humanos complicamos tudo, e como menosprezamos os talentos alheios.

Não posso deixar de citar os diálogos curtos e as experiências que Presto compartilhou com El Maestro, que sempre se mostrava fechado, e com motivos. Assim como uma bela trilha sonora, esse livro pode te lembrar de momentos bons, e pode ser lido em qualquer momento. Não é um livro que de imediato sera uma leitura pesada, mas se formos refletir sobre todas ideias que ele passa teremos sim uma leitura mais complexa e objetiva.

É lindo acompanhar a história da arte, como a própria Música cita o Renascimento, que começou a dar um pouco mais de valor nas ideias humanas e sua maneira de ser expressada. Iremos ver composições de Frankie e assimilar com cenas de sua própria vida. A música do livro, a trilha sonora de As cordas mágicas, é poderosa, é significativa, é essencial para o leitor. O que me parece é que o autor criou todo um ambiente para o leitor viajar enquanto lê, um retrospectiva dos maiores talentos que tivemos o prazer de conhecer, vários artistas são citados. 
"Uma narrativa tão saborosa de compartilhar. Você demonstra interesse. Isso é tentador. Sempre sou tentada por uma plateia."
A edição está maravilhosa, a capa faz jus ao conteúdo, a diagramação favorece a leitura. Não encontrei erros de revisão. O livro é dividido em seis partes e contem até playlist no Spotify  e é claro que acompanhar todas as aventuras entendendo todas as referências fara sua experiência ser ainda melhor, então vale a pena dar uma olhada nessa seleção de músicas.

Por fim, a leitura foi muito boa e sera um dos melhores livros do ano, os fatos são tão sólidos, explicados e relevados que me pareciam uma estória real de um cantor e violinista famoso. Nunca perca a sua essência, nunca esqueça suas origens, são essas as principais mensagens que o livro passa com complexidade fácil de ser absorvida.



21 comentários:

  1. Ola
    Adorei poder conferir suasimpressões a respeito desse título, especialmente porque estava mesmo querendo ler uma resenha sobre ele. Deve ser uma historia linda pelo que pude perceber e claro, amei essa capa e amo música. Quero ler com certeza!
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  2. Li 3 livros do Mitch e amei muito os três. este aqui eu não concheia, sequer sabia que era livro da Arqueiro e agora já quero ler desesperadamente e acho que será um livro que agregará bastante.
    Valeu demais a dica.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Vejo quão bom o livro é quando vejo tantas marcações com post it, e esse definitivamente já ganhou meu coração. Fiquei muito curiosa para saber como a música conta a história, é muito peculiar.

    ResponderExcluir
  4. Oie! Nossa eu solicitei esse livro para a editora e acabou que recebi outros no lugar, que ódio! kkk Mas vou dar um jeito de ler o livro, ainda mais agora depois de ler sua resenha!
    Bjss http://resenhasteen.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Não sei nem como dizer o quanto acho essa capa maravilhosa. É tão simples, e tão incrível ao mesmo tempo.
    Apesar da trama não ter chamado atenção, dá vontade de comprar só pra ter essa capa na estante, HAHA.
    Mas adorei saber que já virou uma das melhores leituras do ano pra você, e isso me deixou bem curiosa, viu?

    Virando Amor

    ResponderExcluir
  6. Olá Maria Fernanda, tudo bem?

    Eu lembro do lançamento do livro, mas confesso que, como a capa não me atraiu, eu acabei nem indo atrás e saber do que se tratava. Hoje vejo que fui bem burrinha, porque ele tem um enredo muito interessante!

    Vou anotar o título aqui e ver se alguma amiga blogueira daqui de perto pediu ele, rs.

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Olá amore,
    Que capa mais linda.... só por isso já quero ler... e sua resenha só aumentou ainda mais minha vontade.
    Só não curto muito o momento em que a história se passa, mais acho que o livro traz grandes lições e ensinamentos.
    Dica anotada!
    Beijokas!!!
    www.facesdeumacapa.com.br

    ResponderExcluir
  8. Olá Maria Fernanda,
    Que bom que essa leitura foi apaixonante pra você. Estou bem curiosa para ler esse livro, mas não sabia muito o que esperar, visto que, a sua é a primeira resenha que leio.
    É legal saber que, num primeiro momento, não falamos que é uma leitura pesada, mas, quando analisamos o contexto inteiro percebemos que o é.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  9. Estou curiosa acerca deste livro, a sinopse me atraiu bastante, a capa... nem tanto.

    Sua resenha me instigou bastante, não achava que a história seria assim. Fiquei com vontade de lê-lo, sua resenha é muito positiva em relação a ele!

    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir
  10. Olá!! :)

    Eu não conhecia este livro mas ainda bem que gostaste de fazer a leitura!! :) Concordo que a parte gráfica parece estar boa..!

    Ainda bem que isso favoreceu a leitura assim como a própria estrutura do livro... Talvez leia! :)

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  11. Oiee, que bom que você gostou do livro, ainda não conhecia mas espero poder ler em breve!

    Bjs

    http://www.leituraentreamigas.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oi Maria Fernanda.
    Que bom que o ano mal começou e você já fez uma excelente leitura.
    É ótimo saber um pouco da história da música desde seu surgimento, misturando isso com uma história de ficção.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  13. Olá,
    Essa é a segunda resenha que leio da obra e tenho que confessar já estar apaixonada por essa trama que tem uma mistura muito interessante de aventura e drama que me agrada muito.
    Adorei saber suas impressões e o quão arrebatador essa leitura é, sem contar essa capa e toda a diagramação que está simplesmente sensacional!
    Dica anotada desde o lançamento!

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Olá, me encantei por tudo desse livro, o enredo, a diagramação, mas principalmente pelo personagem principal: A Música. Algo que me encanta são esses enredos onde a música está presente, já mais que anotei a dica, e adorei sua resenha.

    ResponderExcluir
  15. Oi, Maria Fernanda!
    Amei as citações, e já por isso senti vontade de lê-lo. Mostrou-se bem reflexivo e até poético.
    O que me intrigou também é uma história contada pela Música, logo, me pergunto como seria!
    Beijos :*

    ResponderExcluir
  16. Que bom que achou o livro apaixonante e arrebatador! Ele será uma das minhas próximas leituras e espero me encantar pela narrativa. Me dá até alívio saber que você não encontrou erros de revisão, e fiquei muito feliz por você já acreditar que será uma das melhores leituras do ano. Em 2016 tive essa impressão de um livro bem no começo do ano também e não me enganei.

    ResponderExcluir
  17. Olá!
    Não conhecia ainda essa obra, mas fiquei encantada por a sua premissa! Achei realmente muito inteligente e singular o autor colocar o ponto de vista da música nos momentos mais importante, deixou com um toque extremamente diferente a obra.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  18. oie, adorei o fato de ter uma playlist dedicada a ele, adoro livros com playlist. também gostei de saber que tem drama, aventura e parece super detalhado. estou morrendo de vontade de ler esse livro.

    ResponderExcluir
  19. Oi, tudi bem?
    Eu solicitei esse livro para a editora porém até o momento não chegou e eu fiquei ainda mais ansiosa em conhecer a história desse livro depois de ler sua resenha pois realmente me parece envolvente e apaixonante.
    Bjs

    ResponderExcluir
  20. Oi, tudo bem?
    Eu vi esse livro entre os lançamentos da editora, mas não dei muita bola, acredita? E agora me arrependo bastante, porque vi muitos comentários positivos sobre e parece ser uma obra arrebatadora mesmo. Eu achei muito interessante ser narrado pela música, algo bem diferente, né? Enfim, parece ser uma leitura muito bacana mesmo, espero lerem breve.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  21. Oi, tudo supimpa? Que sinopse mais louca... AMEI! Falou do Elvis, já quero. Pra ser uma das suas possiveis melhores leituras do ano, o negocio tem que ser bem bom, né non? Assim que puder vou atrás pra ler. Abraço!

    ResponderExcluir

A sua opinião é muto importante para nós. Obrigada!
Os comentários do blog passam por moderação antes de serem publicados.

O StarBooks é onde trocamos figurinhas sobre livros, lançamentos literários e suas adaptações, entre outras coisas; sempre com o objetivo de incentivar a leitura independente de gênero. (Mais?)

 
StarBooks © Todos os direitos reservados :: voltar para o topo