2.2.17

[Resenha] Jantar Secreto :: Raphael Montes


Jantar Secreto
Autor: Raphael Montes
Editora: Companhia das Letras
Páginas: 360
Um grupo de jovens deixa uma pequena cidade no Paraná para viver no Rio de Janeiro. Eles alugam um apartamento em Copacabana e fazem o possível para pagar a faculdade e manter vivos seus sonhos de sucesso na capital fluminense. Mas o dinheiro está curto e o aluguel está vencido. Para sair do buraco e manter o apartamento, os amigos adotam uma estratégia heterodoxa: arrecadar fundos por meio de jantares secretos, divulgados pela internet para uma clientela exclusiva da elite carioca. No cardápio: carne humana. A partir daí, eles se envolvem numa espiral de crimes, descobrem uma rede de contrabando de corpos, matadouros clandestinos, grã-finos excêntricos e levam ao limite uma índole perversa que jamais imaginaram existir em cada um deles.
Olá, pessoal, essa é a minha primeira resenha. Tenho 17 anos e pretendo cursar faculdade de jornalismo. Enfim, estou animado para isso, ainda mais para falar desse livro que me fez agradecer a mim mesmo por ter gasto meus últimos centavos ao compra-lo. Então vamos lá!

Se você acha que já leu de tudo nessa vida, pode esquecer. Em se tratando de suspense, Raphael Montes é professor. Jantar Secreto retrata de forma crua a vida de jovens na cidade grande, desesperados para conseguirem se manter estabilizados e, acima de tudo, permanecerem sãos.

A história gira em torno de Dante, um jovem gay que deixa sua cidade natal com seus três amigos (Miguel, Hugo e Leitão) após serem aprovados num vestibular. A fim de cursar faculdade no Rio de Janeiro, os quatro amigos alugam um apartamento na Zona Sul e ali permanecem durante os estudos. Quando os anos se passam e eles se veem fora da faculdade, finalmente, descobrem que suas vidas estão desmoronando devido à falta de oportunidade. O Brasil está em crise e eles devem se sustentar com até a última moeda que lhes restar.

Após descobrirem que houve um furo no pagamento do apartamento onde vivem, eles decidem ingressar em um meio profissional diferente: servir jantares ilustres para o meio grã-fino do Rio em seu apartamento, usando um site chamado JantarSecreto.com para convidar os interessados. Mas, em consequência de uma brincadeira, Leitão acaba mudando o cardápio para algo mais exótico: carne humana.

Vendo que o número de interessados nesse cardápio não para de crescer, os quatro amigos ingressam num caminho sem volta, tingido de sangue em todas as estradas que pegam. Servindo à elite carioca e presos na teia de homicídios que levam nas costas, os quatro ingressam cada vez mais nesse ramo. Dante, no entanto, começa a perceber que a fortuna de dinheiro que estão ganhando com os jantares não provém de um simples servir de mesa.


Jantar Secreto é o quarto livro do Raphael, publicado em 2016. O autor vem mostrando seu talento e aprimorando-o a cada livro, e não vale dizer que literatura brasileira é chata ou não tem elementos que nos interessa. Ao ler esse livro você irá perceber que o país onde vivemos é um dos maiores palcos de suspense já escrito.

Este é um livro com passagens cômicas, algumas vezes ilustrado com poemas que, segundo o personagem, foram escritos em banheiros públicos. Mas apesar das partes ironizadas, a história é sombria e repleta de reviravoltas que me fizeram pensar, por um instante, se o Raphael conseguiria atar tudo aquilo no final e construir uma história sem pontas. Foi exatamente isso o que aconteceu.

Os diálogos são vívidos, recheados de expressões típicas do Brasil – e isso faz com que nos identifiquemos com os personagens. Os parágrafos são curtos, a diagramação do livro é impecável, e isso me fez ler ainda mais rápido. Não me segurei com essa narrativa, encerrando o livro um dia após eu ter começado. O fato de termos um personagem gay, também, é interessante em meio toda a catástrofe ilustrada na trama, pois isso é raro. Atualmente, contudo, o uso de personagens gays tem se alastrado, mas em Jantar Secreto foi essencial para lidarmos com os dramas do Dante e sabermos um pouco sobre sua rotina sexual.

É um livro com uma pegada juvenil, mas ao terminar sabemos que tudo nele escrito é adulto e inovador. Eu nunca tinha visto uma narrativa tão brutal. A violência que o Raphael usou no livro não é nada comparável à Dias Perfeitos, nem mesmo a Misery, do Stephen King.
Acho até que o Hannibal Lecter adoraria esse cenário.

Culpando o Brasil pelo modo como são administrados os trabalhos e a falta de oportunidades existentes no país, e também criticando de forma peculiar nossa vida alimentar, Raphael Montes conseguiu produzir uma trama única, nojenta, que me fez querer vomitar e arregalar os olhos em desespero a cada página. Para quem possui estômago fraco, não recomendo.

Jantar Secreto é uma obra-prima que nos faz querer mais ao terminar. Um dos maiores suspenses já escritos.

                                                                                                                            por Saullo Brenner

2 comentários:

  1. Oi Saulo,
    Raphael Montes é o queridinho do momento na literatura nacional. Não li nenhum livro dele ainda e não sei se lerei. Pelas sinopses que li, Raphael retrata sempre o pior lado do ser humano. Não curto muito histórias desse tipo. Gostei muito da resenha.
    Abraços, André
    Garotos Perdidos || Participe do sorteio de 2 livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, André! Realmente, ele está se destacando, cria suspenses tenebrosos, mas é um gênio!

      Excluir

A sua opinião é muto importante para nós. Obrigada!
Os comentários do blog passam por moderação antes de serem publicados.

O StarBooks é onde trocamos figurinhas sobre livros, lançamentos literários e suas adaptações, entre outras coisas; sempre com o objetivo de incentivar a leitura independente de gênero. (Mais?)

 
StarBooks © Todos os direitos reservados :: voltar para o topo