6.3.17

[Resenha] Sob um millhão de estrelas :: Chris Melo

Sob um milhão de estrelas
Autor: Chris Melo
Editora: Rocco
Páginas: 320
Skoob Goodreads | Compre
Alma Abreu está prestes a lidar com um inventário e uma série de histórias de um passado tumultuado que pertence mais aos seus pais do que a ela mesma. Mas este parece o menor de seus problemas no momento. Passar alguns dias na pacata Serra de Santa Cecília veio bem a calhar para a jovem médica, após um incidente no hospital que a deixou sem chão. Ela só não esperava se envolver tanto com a pequena cidade – e com o prestativo vizinho da charmosa casa que sua avó lhe deixou, além de um animado grupo de amigas, filhas das melhores amigas de sua mãe –, a ponto de pensar em deixar sua vida em São Paulo para trás. Será que a vontade de ficar é apenas medo de enfrentar seus problemas? Mas como voltar à velha rotina depois de tudo o que descobriu e viveu em Serra? 
"É tudo tão quieto que eu gostaria de ter no que pensar ou ter algum problema que eu pudesse resolver, mas minha cabeça está vazia. meu coração está vazio e eu sou um monte de nada."
Algumas vezes na vida somos derrubados por nossas expectativas ilusórias e caímos num lugar difícil de se sair sozinho. E algumas outras vezes nos colocamos em risco acreditando que nada vai acontecer, e quando acontece fica complicado se reerguer, pois esquecer de seu erro é tudo que você deseja e não vai conseguir.
"Eu poderia ter voltado para o Rio de Janeiro, para a minha família. Poderia ter ficado em são Paulo e enfrentado. mas fugir, às vezes, é o que se sabe fazer."
Cadu deixou para trás toda uma vida e partiu rumo à uma cidadezinha no interior de São Paulo, em busca de paz para alma e quem sabe um recomeço. E ele de fato recomeçou: comprou um bar, se tornou professor de uma boa universidade e ainda fez uma boa amiga ao encontrar Dona Samantha, sua vizinha. E apesar de continuar assombrado pelos fantasmas do passado, ele achava estar indo bem em sua superação.

Mas tudo isso muda quando Samantha morre e deixa tudo que é seu para uma neta que ela nunca conheceu. Cadu fica triste com a morte de sua amiga e um pouco ressentido por ter prometido que cuidaria de tudo para sua neta quando ele nem sequer sabia se essa garota apareceria e se aparece duvidava que suas intenções fossem boas. Provavelmente iria querer vender tudo e ir embora.

Contudo os ventos da cidade grande trouxeram Alma, uma jovem atordoada que se encontra em fuga de seu passado, si mesma e seus erros. Uma jovem em busca do passado para aplacar o presente. Uma jovem que precisa urgentemente de um rumo e ali encontra o início de tudo.

Alma está fragilizada e com medo. Medo de tudo. Do que fez, do que irá fazer e de descobrir em fim quem é sua família por parte de pai. E ela acaba em uma teia de sensações e curiosidades e cansaço que a fazem enfim respirar um pouco, isso e seu vizinho charmoso.

Pois algo naquela cidade a chama profundamente, mas Cadu a faz querer ficar intensamente.

Porém querer não é poder e poder não é fazer não é mesmo? E assim problemas e passados não somem simplesmente porque desejamos. Alma e Cadu vão conseguir olhar para o futuro sem serem atrapalhados pelo passado?

Já li outros livros da Chris Melo e devo dizer que todos nos dão tapas gostosos na cara. São choques de realidade e ressuscitações cardíacas intensas e Sob um milhão de estrelas já está nos meus favoritos dela!

Quando comecei a leitura - que tem aquele jeitinho de narrar tão dela - me peguei pensando no destino de seus personagens e pensando que engraçado o protagonista ter o mesmo nome do personagens secundário do livro anterior dela, Sob a luz dos seus olhos, até que eu me toquei que não só tinham o mesmo nome como eram a mesma pessoa!

E eu fiquei tãooo feliz. Afinal que pessoa não fica triste e querendo que o par sobressalente do triângulo amoroso se dê bem também? E nós sabemos como Cadu sofreu, e aqui temos a oportunidade de ver como ele se reergueu.

Afinal eu gosto de acreditar que não temos um único amor e que nem sempre seu primeiro amor vai ser o amor da sua vida...

Além disso temos uma trama complexa receada a frases do Mario Quintana, com muita música das décadas de 80 e 90 e muita paixão permeada a dores.

Com o trabalho impecável da editora, que deixou o livro parecendo arte, e a delicadeza de dez elefantes passando em sapatilhas de balé da Chris em arrebatar seu coração o livro passa voando e Alma e Cadu te encantam.


Postado por 
Agatha

1 comentários:

  1. Eu simplesmente amei a premissa da história e essa capa é de tirar o fôlego de tão linda... Só escuto elogios a essa autora e alguns amigos já me indicaram o outro livro dela... Vejo nas resenhas que já li que ela adora trazer a realidade da nossa vida para dentro dos livros e eu amo isso, então acho que será meio difícil eu não curtir a história! <3

    ResponderExcluir

A sua opinião é muto importante para nós. Obrigada!
Os comentários do blog passam por moderação antes de serem publicados.

O StarBooks é onde trocamos figurinhas sobre livros, lançamentos literários e suas adaptações, entre outras coisas; sempre com o objetivo de incentivar a leitura independente de gênero. (Mais?)

 
StarBooks © Todos os direitos reservados :: voltar para o topo