12.7.14

[Livro + Filme] Em Chamas

em chamas livroEm Chamas
Suzanne Collins  
Editora: Rocco
Sinopse: Depois da improvável e inusitada vitória de Katniss Everdeen e Peeta Mellark nos últimos Jogos Vorazes, algo parece ter mudado para sempre em Panem. Aqui e ali, distúrbios e agitações dão sinais de que uma revolta é iminente. Katniss e Peeta, representantes do paupérrimo Distrito 12, não apenas venceram os Jogos, mas ridicularizaram o governo e conseguiram fazer todos - incluindo o próprio Peeta - acreditarem que são um casal apaixonado. A confusão na cabeça de Katniss não é menor do que a das ruas. Em meio ao turbilhão, ela pensa cada vez mais em seu melhor amigo, o jovem caçador Gale, mas é obrigada a fingir que o romance com Peeta é real. Já o governo parece especialmente preocupado com a influência que os dois adolescentes vitoriosos - transformados em verdadeiros ídolos nacionais - podem ter na população. Por isso, existem planos especiais para mantê-los sob controle, mesmo que isso signifique forçá-los a lutar novamente.

em-chamas-posterJogos Vorazes: Em Chamas 
Distribuidora: Paris Filmes
 Diretor: Francis Lawrence 
Sinopse: Katniss Everdeen (Jennifer Lawrence) retorna a salvo, depois de ter ganhado o 74º Jogos Vorazes com o colega Peeta Mellark (Josh Hutcherson). Vencer significa que eles devem retornar e abandonar sua família e amigos próximos, embarcando na “Turnê da Vitória” nos distritos. No decorrer do percurso, Katniss sente que uma rebelião está em ebulição, mas o congresso continua fortemente no controle, ao mesmo tempo que o Presidente Snow prepara o 75º Jogos Vorazes (o Massacre Quaternário), uma competição que pode mudar Panem para sempre.


Opinião: E quando você pensa que Katniss finalmente terá um pouco de paz e viverá luxuosamente...  pense de novo.

Um dos melhores filmes que eu assisti em 2013, cheio de efeitos especiais e cenários belos e até desoladores. Em Chamas, segundo volume da aclamada série Jogos Vorazes, retrata as consequências do ato da jovem Katniss ao salvar seu amigo Peeta na arena. Um sinônimo para o filme: emocionante.

Vemos o desfile dos vitoriosos, o qual consiste em levar o casal para todos os distritos de Panem e é quando nos deparamos com a pobreza e com a situação calamitosa na qual muitos distritos vivem e vemos o contraste do colorido da Capital com o cinza dos outros distritos. E enfim a rebelião contra o opressivo poder totalitário é iniciada. 

Na sequência há os 75º jogos vorazes, o Massacre Quaternário, que é uma edição especial dos jogos realizada a cada 25 anos, e adivinhem como o nosso (não queridopresidente Snow resolve (punircomemorar: um casal vencedor de cada distrito deverá ser enviado à arena, mas essa é uma arena mais do que especial, e quando vemos a estória de Suzanne Collins, mais especificamente a arena mortal, ganhar vida, ficamos de queixo caído, o cenário e a tecnologia da arena são incríveis e torna-se impossível desviar os olhos e o clima entre os personagens torna-se tenso pois mesmo que haja um certo companheirismo, a protagonista sabe que só um poderá sair vivo dali. 

Conhecemos novos personagens, cada um com a sua singularidade e vemos que a união faz a força. Também é muito legal ver o amadurecimento de alguns personagens, como a Effie, por exemplo, que era super exótica e só se importava com a aparência, agora está mais humana e do seu modo demonstra apoio aos tributos do Distrito 12. Sem falar que pelo livro ser narrado pelo ponto de vista da Katniss não ficamos sabendo como várias coisas funcionam e o filme nos dá o ponto de vista de outros personagens, achei interessante saber como surgiu a ideia do que aconteceria no Massacre Quaternário e de como o governo está mais controlador e do que o Presidente Snow é capaz de fazer contra a população. 

A adaptação do segundo filme foi mais fiel ao livro do que o primeiro filme e a adaptação do terceiro volume promete ser ainda melhor já que seu conteúdo dará resultado a dois filmes, sendo assim, provavelmente, pouquíssimas informações serão deixadas de fora. (Ah, queria ter visto a cena da televisão onde mostra o mockinjay, lembram dessa cena?) 

Detalhe: Eu fui ao cinema com duas amigas, uma já leu todos os livros da série e a outra só havia assistido ao primeiro filme e ambas adoraram Em Chamas, e a minha amiga que leu os livros não parava de repetir as falas ‘junto’ com o Gale, rs, e ficava exclamando que o diálogo era igualzinho ao do livro! rs E uma coincidência, Lawrence é o sobrenome tanto da protagonista quanto do diretor (e eles não são parentes), curioso, não? 

Confira o trailer desse sucesso cinematográfico:
O final de Em Chamas nos deixa super curiosos pela sequência, mais calma que só faltam 4 meses para A Esperança: parte 1. Eu ainda não li A Esperança (pretendo lê-lo em breve) e estou curiosa/ansiosa para saber como a saga termina. Quem aí também está tão ansioso quanto eu?
    

1 comentários:

  1. Oi Andréia, tudo bem?

    Também acho que a adaptação do segundo foi melhor que a do primeiro filme. E concordo, temos que repensar na carga de sofrimento desses livros, porque agora só piora! rsrs

    Beijos,

    Pah - Livros & Fuxicos

    ResponderExcluir

A sua opinião é muto importante para nós. Obrigada!
Os comentários do blog passam por moderação antes de serem publicados.

O StarBooks é onde trocamos figurinhas sobre livros, lançamentos literários e suas adaptações, entre outras coisas; sempre com o objetivo de incentivar a leitura independente de gênero. (Mais?)

 
StarBooks © Todos os direitos reservados :: voltar para o topo