10.3.15

[Projeto Em leitura intensa] Resenha Toda Sua :: Sylvia Day


Toda Sua - Crossfire #1
Autor: Sylvia Day
Editora: Paralela
Páginas: 280
Skoob  | Goodreads | Compare e Compre
Eva Tramell tem 24 anos e acaba de conseguir um emprego em uma das maiores agências de publicidade dos Estados Unidos. Tudo parece correr de acordo com o plano, até que ela conhece o jovem bilionário Gideon Cross, o homem mais sexy que ela - e provavelmente qualquer outra pessoa - já viu. Gideon imediatamente se interessa por Eva, que faz tudo o que pode para resistir à tentação. Mas ele é lindo, forte, rico, bem-sucedido, poderoso e sempre consegue o que quer - Eva acaba se entregando. Uma relação intensa começa. O sexo é considerado por eles como incrível. Capaz de levar os dois a extremos a que jamais tinham chegado. E, então, eles se apaixonam - o que pode ser tanto a chave para um futuro feliz quanto a faísca que trará de volta os traumas do passado.
A capa de Toda Sua, honestamente, não é uma das minhas favoritas, para início de conversa, ela é cinza e eu não gosto muito dessa cor, depois ainda tem o fato de ter uma sapato não lá muito bonito que ocupa um espaço enorme... Sinceramente eu só comprei o livro porque ele é aveludadinho e por conta do nome da autora.

Sabe aquele tipo de mulher jovem, independente, que sabe que é bonita e se usa disso, que tem um melhor amigo gay e está sempre em movimento? Bem, essa é Eva Tramell, uma jovem de 24 anos que acabou de conseguir um emprego na Waters Field & Learman, uma das maiores agências dos Estados Unidos e uma das melhores de Manhattan.

E tudo até o momento está indo bem, ela mora perto do prédio onde vai trabalhar, está com seu melhor amigo, longe da mãe e descompromissada, nada pode atrapalhá-la... Oh. Meus. Deus. Quem é o deus grego em quem eu acabei de esbarrar e que agora está me ajudando e me vendo em roupas horríveis de corrida? Naquele instante ela não sabe e não interessa, a única coisa que ela consegue pensar é que ele é lindo e que ela nunca quis tanto um homem na vida, ainda mais com aquele cabelo!

Mas Eva devia ter prestado mais atenção as coisas, pois aí ela teria percebido que o deus grego é nada mais nada menos que o dono da agência para a qual ela está trabalhando, assim como do prédio e Deus sabe mais lá qual investimento. Ou seja, além de lindo, gostoso, educado era também rico, quem iria pedir mais?

Ah Eva com certeza iria, pois Gideon não estava, de maneira alguma, facilitando as coisas para ela, e já que era assim, já que eles iriam ficar se esbarrando e já que era inegável que ela se sentia atraída por ele tanto quanto ele por ela, Eva iria ser uma jogadora e mostrar o que era provocar. 

Contudo quanto mais eles se envolvem mais o passado dos dois volta a tona e nem tudo é flores e beijos, será que um conseguirá entender e aceitar as rachaduras e remendos um do outro? Será que duas pessoas tão machucadas podem se curar juntas ou só se machucarão mais?
Uma desconfiança sorrateira despertou dentro de mim. "Você planejou tudo. Isso é coisa sua." "Não exatamente", ele respondeu, sem se alterar. "O fotógrafo estava lá por acaso. Eu só proporcionei a ele uma imagem que valia a pena divulgar, e falei pra assessoria de imprensa deixar bem claro que você é minha." "Por quê? Por que alguém faria isso?" "Você tem sua maneira de lidar com o ciúmes, e eu tenho a minha. Nós dois estamos comprometidos, e agora todo mundo sabe disso. Por que isso seria um problema?"

A primeira vez que eu li esse livro foi alguns anos atrás, dois acredito, e foi depois de eu ter lido Cinquenta tons de cinza e posso dizer que em alguns momentos me peguei pensando que era similar à ele, pois tem sim cenas que ao serem lidas nos remetem automaticamente ao livro citado, contudo não ouso dizer que isso é plágio como alguns falam ou até mesmo que é uma cópia, ao ler o livro percebo inúmeras diferenças entre os personagens e tramas, assim digo que há um paralelismo, assim como vemos em muitas distopias.

Eva é uma personagem forte, decidida e teimosa, e Gideon é tanto quanto ela ou mais ainda e é engraçado ver o jogo de forças que se estabelece entre ambos, sabe quando você se apaixona por um cara porém quer que ele dê o primeiro passo e ele é tão teimoso e determinado quanto você e te joga pequenas iscas esperando que você morda e dê o passo inicial? É tipo isso. Ou então quando você e sua(eu) irmã(o) estão brigados e nenhum dos dois pretende ceder e pedir desculpas? É essa a relação entre os dois, mas jogue na mistura toda uma atração sexual, um passado complicado, e uma necessidade louca de estar sempre no controle que você vai entender ainda melhor as coisas. Afinal estar apaixonado e amando ao mesmo tempo é se entregar sem saber dos riscos, é estar totalmente exposta e sem controle, é como fechar os olhos e tentar andar reto sem sair nenhum milímetro da linha, ou seja, é praticamente impossível.
"Imagine só a grosseria. Fiquei ofendida com o jeito como ele falou comigo. Detesto me sentir com uma vagina ambulante." 
O livro é narrado em primeira pessoa do ponto de vista da Eva e só posso dizer que, se comparado a escrita - entendam estou comparando estrutura não estória -, diferentemente de Cinquenta tons não temos a sensação de estar lendo uma fanfic, a narrativa da Sylvia é firme, fluída, contínua e instigante, e o fato de Eva ser uma boa personagem só torna as coisas melhores.

Devo ressaltar também que todos os personagens neste livro, desde a família, amigos e colegas de trabalho tem papéis importantes e são constantemente destacados, estão sempre em cena, então não há como dizer que a estória fica voltada e concentrada somente nos dois.

E antes que digam que Gideon - que se pronuncia Gireon, eu perguntei para a Sylvia, que é um amorzinho gente!!! - é uma cópia do Christian eu lhes falo que isso é mentira, afinal a escritora se inspirou em um homem real para criar o personagem, segundo ela "Eu estava esperando o farol abrir, pois as ruas de Manhattan são perigosas, quando eu e mais umas sete mulheres paramos e babamos por aquele homem que acaba de sair do prédio de termo, semblante sério, cabelos longos e falando rápido ao telefone e entrar num carro com motorista, foi amor e disse a mim mesma 'Ele precisa ser meu próximo personagem', então sempre que posso volto a Manhattan e procuro por ele, estou até cogitando fazer um retrato falado e ir na televisão anunciar 'Há milhões de mulheres apaixonadas por você mundo afora, então caso esteja vendo isso, me ligue'!"

Acho que já falei muito, então aqui estão os links das resenhas dos outros blogs participantes do Projeto - La Oliphant, Falando sobre livros e Sete mentes que brotam - e espero que tenham sinceramente gostado do nosso primeiro post, estou ansiosa para a próxima resenha!!! Não deixem de comentar o que acharam. E claro não recomendo esse livro para ninguém que não saiba o que de fato é sexo, não acho que a melhor maneira de adentrar no assunto seja lendo um livro que além de bem explicito não é exatamente convencional, assim não colocarei idades, cada um tem sua cabeça, mas tenham consciência, esse não é um livro para crianças e muito menos para adolescentes ou jovens imaturos.

10 comentários:

  1. Já ouvi falar muito sobre a série, mas nunca tive muita vontade de ler. Depois da sua resenha fiquei curiosa pela história e pelos personagens, especialmente a forma que a Silvya encontrou o protagonista rs Talvez acabe o lendo um dia

    http://blogquerida.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Larissa.
      Que bom que se interessou e menina quando eu ouvi ela falando que se inspirou em alguém de verdade eu fiquei *O*
      kkkk, espero que leia e goste.
      Bjs

      Excluir
  2. Oie!

    Confesso que a capa realmente também não me atrai, a cor é horrível. Mas a história até que parece legal! ^^

    Ok, às vezes eu leio um livro adulto, mas acho que não arriscarei nesse... Apesar da história parecer boa, posso me consideram um pouco desconfortável lendo algo desse tipo.

    Adorei a resenha! Bjs!

    http://leiturasilenciosaoficial.blogspot.com.br/2015/03/parceria-leila-kruger.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Jhonatan.
      Então, queria poder te dizer que é tranquilo ler, mas eu não posso fazer isso uma vez que eu não tenho conhecimento do que é ou não tranquilo para você.
      Kkk, adorei sua honestidade quanto a capa!
      E obrigada, fico contente que tenha gostado.
      Bjinhos

      Excluir
  3. Oláaa,
    Tenho algumas amigas que leram e que gostaram, até me recomendaram. Mas sabe quando o livro não é para você? Não leio livros adultos, não tenho o dom para esse tipo de leitura, hehehe A capa não é muito chamativa, mas ele é aveludada???? Ah, eu amo livros com essa textura!
    Eu indicaria esse livro para minha mãe, acredite ou não, ela iria amar, kkkk
    Beijos,

    http://our-constellations.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Ana.
      Acredito sim que sua mãe leria! E sim a capa é aveludadinha, incrível e eu também amo livro com esse tipo de textura.
      Bjinhos

      Excluir
  4. Olá Agatha (acho esse nome lindo), vi muita resenha sobre essa série e morro de vontade de ler, apos a sua resenha então a vontade só aumentou! aush Além do que, achei as capas maravilhosas!

    http://blogexplicita.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Amiga primeiramente tenho que te dar os parabéns pela sua resenha, porque como sempre é muito bem escrita, mas como eu disse, eu sou mais chegada nos romances fofos e não sei se seria o caso desse livro. Mas mesmo assim não sou de julgar o livro sem antes ler. Vou tentar dar uma chance, porque gostei da história do livro e espero ter a oportunidade de ler quando eu tiver din din hahahahahaa

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/03/resenha-spirit-animals-cacada.html

    ResponderExcluir
  6. Olá, não sou muito fã de livros assim, mas como dizem "nunca julgue um livro pela capa" não vou julgá-lo por ser erótico, vou tentar dar uma chance, quem sabe eu goste né? rsrs
    Adorei a resenha!
    Seguindo seu blog!
    Bjs e até a próxima!
    http://diarioelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Tenho vontade de ser esta série, mas ainda não a li por um único motivo: É uma série. Parece confuso, mas é a minha realidade, não gosto de me prender a livros com enredos enormes que os levam a trilogia, ou sagas. Porém, mesmo assim tenho vontade de ler, mais pelo fato de muitas pessoas falando positivamente sobre esta e bater uma curiosidade.
    Sucesso!

    sessentaenovecontossecretos.blogspot.com
    [+++++18]

    ResponderExcluir

A sua opinião é muto importante para nós. Obrigada!
Os comentários do blog passam por moderação antes de serem publicados.

O StarBooks é onde trocamos figurinhas sobre livros, lançamentos literários e suas adaptações, entre outras coisas; sempre com o objetivo de incentivar a leitura independente de gênero. (Mais?)

 
StarBooks © Todos os direitos reservados :: voltar para o topo