controles do slide

2.6.15

[Resenha] Sempre :: J. M. Darhower

Sempre
Autora: J. M. Darhower
Editora: Universo dos Livros
Páginas: 544
Skoob  | Goodreads | Compare e Compre
Haven Antonelli e Carmine DeMarco cresceram em mundos completamente diferentes. Haven é uma adolescente de 17 anos que nunca conheceu a liberdade. Desde a infância, ela e sua mãe são escravas, vítimas de uma rede de tráfico humano. Carmine, nascido em uma família rica da máfia, viveu uma vida de privilégios e excessos. Agora, uma reviravolta do destino faz com que seus caminhos se cruzem. Apesar das diferenças aparentes, algo mais sutil os une. E da tênue amizade entre os dois floresce uma paixão inesperada e arrebatadora. Enredados numa teia de segredos e mentiras, em que o poder e o dinheiro ditam o jogo, o jovem casal logo percebe que é preciso se sacrificar para conquistar a liberdade e o direito ao amor...
- Tem medo de alguma coisa?
- Claro. Todo mundo tem medo de algo.
- Então, do que tem medo?
Ela fez uma pausa, pensando em como responder.
- De ter esperança.
Heaven significa paraíso, por isso a mãe de Haven a chamou assim, pois ela era seu paraíso, seu porto seguro, sua esperança. Talvez por ter consciência disso, quando sua mãe a manda correr centenas e centenas de metros, para encontrar alguém que não estivesse ligado ao seu mestre, e que pudesse livrá-las dessa vida - de maus tratos, fome e exploração - com seu mestre, que pudesse lhes mostrar um mundo onde tudo é possível e que você não precisa temer errar ou sequer respirar, onde suas decisões são só suas e de mais ninguém, ela não hesita por muito tempo. 

Porém Haven não vai muito longe, nem mesmo horas e horas correndo no deserto a fizeram chegar perto de mais remota civilização, por isso quando ela acorda dolorida num porão escuro Haven se surpreende por ainda estar viva, mas quando seu mestre, Michael, aparece em se campo de visão ela deseja ardentemente que tivesse morrido lá fora, porque o que ele tem em mente para ela é com toda certeza milhares de vezes pior. Contudo ele não rela um dedo nela, há alguém ali, alguém que a levará embora, sozinha, é aceitar ou ficar para morrer - ela não pode chamar isso de escolha -, mas esse novo homem não lhe dá nenhuma chance de questionamento, ele a dopa e quando Haven acorda, ela viajou milhares de quilômetros, incluindo de avião - que pena ela não estar acordada -, e seu novo mestre, Vincent, lhe diz que em sua casa ela não será tratada como uma escrava, ela poderá descansar, comer o que quiser, passear pela casa e se ela se comportar bem até mesmo ganhar o direito de ir a cidade sozinha, tudo parece surreal demais para que ela acredite.

Entretanto assim que ela põe os pés dentro de sua nova casa, ela percebe que talvez, só talvez as coisas sejam melhores por aqui. Afinal, ele não mandou que ela arrumasse nada, lhe deu um quarto maravilhoso e seus dois filhos não foram rudes com ela, Carmine, o mais novo, inclusive causava um alvoroço dentro dela que Haven não sabia identificar, mas que a fazia querer correr para longe dele até que aquilo passasse.
- Só porque algumas pessoas nos veem dessa maneira, não significa que sejamos assim. Superaremos juntos nossos rótulos. Eles não nos transformam no que não somos; nós nos transformamos no que queremos ser.
Só que Haven não sabe que por trás dos atos de seu salvador há mais do que qualquer um imagina. Haven não sabe que o mesmo alvoroço que a domina por dentro na presença de Carmine, o faz perder a cabeça também. Haven não sabe que nesse mundo - um mundo onde pessoas ainda são vendidas como escravos e pessoas morrem com a mesma facilidade e rapidez com que respiram por saberem demais - não basta ser livre para viver em paz.


Narrado em terceira pessoa sob vários pontos de vista o livro segue num ritmo alucinado e instigante que torna o livro curto demais. Todos olham e pensam "Meu Deus que tijolo, vou demorar para ler!", eu mesma pensei isso, não podia estar mais errada, a estória se consumiu em pouco tempo e quando virei a última página me peguei desejando mais, pois nossa que trama!

Para uma fã de CSI e Criminal Minds eu sou bem chata para leituras que envolvam crimes e o submundo do crime, porém percebi meu equívoco com esse livro, ler sobre esses temas pode ser tão maravilhoso quanto assisti-los e talvez mais ainda, pois ouso dizer que se esse livro virasse um filme eu apostaria que faria muito sucesso. 

Com uma trama dinâmica e personagens cativantes e complexos somos apresentados ao mundo da Máfia italiana e russa. Ambas se encontram em conflito, o que torna qualquer decisão complicada e qualquer atitude suspeita, mas isso não impede Vincent de resgatar Haven, mas ele não contava de maneira alguma que seu filho caçula pudesse se interessar pela jovem, nem que essa situação revivesse coisas dolorosas do passado e nem que se tornasse tão perigosa a ponto de colocar sua vida e a vida de seus filhos em risco.
- Nunca digo palavrões.
Ele ergueu uma sobrancelha e perguntou.
- Por quê não?
- Vi muita gente perder os dentes depois de falar palavrões.
Agora vocês podem me perguntar "Então esse é um livro pesado?", não, claro que ele nos apresenta um realidade triste, cruel e chocante, com temas que muitos não têm conhecimento ou só sabem por cima, como a máfia, escravidão nos dias de hoje, abusos, roubos e assassinatos, mas em nenhum momento eu diria que é um livro pesado ou inapropriado - não pelo menos para jovens adultos conscientes ou fãs de Game of Thrones ou séries televisivas policiais -, então pode surgir outra pergunta "Então você diria que o livro é fofo?", em muitas partes sim, por ter um romance no meio e personagens complexos e sensíveis que tratam os assuntos com leveza e humor em alguns casos, tudo fica mais digerível e é impossível não se encantar com os protagonistas, assim eu me pego pensando que esse é o tipo de livro que me lembra um homem que rouba remédios pois sua filha está doente e ele não tem dinheiro para pagá-los, a vida não é fácil e muitas vezes nos vemos em situações que estão além de nós. Para aqueles que querem um bom livro, com um lindo romance que se baseie numa camada da sociedade que causa muitos comentários mas é extremamente sigilosa, aqui vai essa ótima indicação, que já entrou para os meus favoritos!!!


comentários pelo facebook:

4 comentários

  1. Oi Agatha!
    Eu não estava curiosa sobre esse livro, mas sua resenha me fez mudar de ideia. A história parece ser diferente de tudo que já li e eu imaginei que fosse bem pesada, então agora que sei que, apesar dos temas complicados, não deixa de ser um romance sensível quero ler. Dica anotada =]
    Bjs
    sobrelivrosesonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hey Evelise.
      Menina, que bom que ela te fez mudar de ideia, porque olha, esse é o tipo de livro que eu gostaria de sair por aí indicando e indicando para todos!
      Bjokas e espero que aproveite bem a leitura.

      Excluir
  2. Fiquei interessado na livro lendo sua resenha. Vou coloca-lo na minha listinha de desejados. Gosto demais dos lançamentos da Universo dos Livros.
    Abraços,
    Gisela
    @lerparadivertir
    Ler para Divertir

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Gisela.
      A Universo dos Livros, tem mesmo uns lançamentos fantásticos!! Espero que adore.
      Bjinhos

      Excluir

A sua opinião é muto importante para nós. Obrigada!
Os comentários do blog passam por moderação antes de serem publicados.

últimas resenhas