26.8.15

[Resenha] Amante Sombrio :: J.R. Ward

Amante Sombrio - Irmandade da Adaga Negra #1
Autora: J.R. Ward
Editora: Universo dos Livros
Páginas: 448
Nas sombras da noite, em Caldwell, Nova York, desenrola-se uma sórdida e cruel guerra, entre vampiros e seus carrascos. Há uma irmandade secreta, sem igual, formada por seis vampiros defensores de sua raça. Ainda assim, nenhum deles deseja a aniquilação de seus inimigos mais que Wrath, o líder da Irmandade da Adaga Negra. Wrath é o vampiro de raça mais pura dentre os que povoam a terra e possui uma dívida pendente com os assassinos de seus pais. Ao perder um de seus mais fiéis guerreiros, que deixou órfã uma jovem mestiça, ignorante de sua herança e destino, não lhe resta outra saída senão levar a bela garota para o mundo dos não mortos. Traída pela debilidade de seu corpo, Beth Randall se vê impotente em tentar resistir aos avanços desse desconhecido, incrivelmente atraente, que a visita todas as noites envolto em sombras. As histórias dele sobre a Irmandade a aterrorizam e fascinam. Seu simples toque faísca, um fogo que pode acabar consumindo a ambos.
A história de Amante Sombrio corre em torno de Wrath, o vampiro de sangue mais puro, que é o rei de sua espécie, mas não os lidera, apenas cumpre o papel de protegê-los, é o líder da Irmandade da Adaga Negra, uma fraternidade formada pela elite dos vampiros machos mais poderosos e badass e que têm como objetivo proteger os de sua espécie. Ele é honrado, então quando um dos integrantes sofre um atentado, Wrath só pensa em fazer justiça e no último pedido que o amigo lhe fizera.

Beth Randall não conhece seus pais, não faz ideia de como eles são e já aprendeu a lidar com isso, ela é forte e tem uma carreira estável como jornalista, mas tudo muda quando um estranho invade o seu apartamento. No começo fica amedrontada e por algum motivo até então desconhecido, fica muito excitada. Ele é um sonho se tornando realidade, ela fica muito confusa com tudo o que está sentindo, com tudo o que ele a faz sentir.

Quando é revelada a Beth a existência de um mundo escuso do seu e que ela faz parte dele por ser mestiça, filha de uma humana com um vampiro, ela simplesmente não sabe como lidar com isso, principalmente pelo fato de o seu pai não ter sido um vampiro qualquer. E o bônus de se sentir extremamente atraída por Wrath parece não ajudar em nada, ou será que ajuda?

Como nem tudo são flores há um grupo que tem como objetivo de vida, e de morte a exterminação dos vampiros, são os Redutores e eles farão de tudo para causar o extermínio dos vampiros e por que não começar pelos integrantes da Irmandade da Adaga Negra e seus entes, deixando os demais vampiros desprotegidos?


Quando iniciei a leitura de Amante Sombrio eu não sabia ao certo o que esperar já que o livro não parecia ser o meu estilo de leitura, mas eu havia lido tantos comentários positivos e em vários grupos de leitores que eu faço parte todos me mandavam ler a série IAN dizendo que eu iria gostar. Tendo isso em mente eu já tinha motivação mais do que suficiente para iniciar a leitura e fiquei surpresa com esse mundo diferente criado pela J.R. Ward.

O livro tem vários pontos de vista o que sempre proporciona um melhor entendimento da história e dos personagens, mas confesso que o único ponto de vista que me interessava durante a leitura era o dos mocinhos. Amante Sombrio tem partes sérias, partes divertidas, romance e um pouco de drama. É uma salada de frutas, tem de tudo! Mas a autora conseguiu lidar bem com tudo e não pareceu algo falso, seus personagens têm sentimentos a flor da pele, são muito intensos. Amante Sombrio é um romance urbano muito hot. Nesse livro os vampiros não são de forma alguma seres bonzinhos e meigos, sim eles defendem sua espécie e isso os faz bons para os seus iguais e para suas parceiras, mas para os inimigos, eles são letais.

J.R. Ward cria uma sociedade vampírica crível que vai sendo explicada ao longo da narrativa, vai explicando a cultura e como tudo funciona, é interessante ver que ela teve esse cuidado; Ward mescla o mito popular dos vampiros com características únicas por ela cridas, sendo diferente de qualquer outro livro que eu já tenha lido e isso deve se manter ao longo dos demais volumes da série.

A autora utiliza diversas palavras desconhecidas, que são próprias da linguagem utilizada pelos vampiros e no início do livro tem uma espécie de glossário com essas palavras e seus significados. Cada livro irá ter um dos irmãos (pois é assim que todos que compõe a Irmandade de fato se consideram) como protagonistas e pelo que pude entender os acontecimentos de um livro irão construir o que acontecerá no próximo, mas cada livro tem um final conclusivo para aquele enredo, ao menos o primeiro volume teve, então creio que demais também terão.

Somos introduzidos a muitos personagens, muitos mesmos, demorei um pouco a me adaptar com todos e lembrar quem era quem, mas ao longo da leitura fica bem mais fácil e vamos recordando suas características e isso ao final da leitura me deixou bem ansiosa para conferir os próximos livros e conhecer ainda mais sobre esses personagens tão característicos e únicos.

5 comentários:

  1. Adoro vampiros! Está aí um livro diferente que iria amar..
    Suas resenhas sempre maravilhosas Deia...

    www.chaeamor.com

    ResponderExcluir
  2. Olá Andréia!

    Curto livro de vampiros, mas não conhecia essa série. A verdade é que agora estou focando mais em trilogias o livros com histórias enormes. Gosto quando tem continuidade... Curti muito sua resenha e vou ficar ligada para ver se acho esse livro por aí.

    Bjoss
    http://kelenvasconcelos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Adorei a resenha e a história parece ser boa! Mais um para minha meta de leituras de 2015 :v

    ResponderExcluir
  4. Essa série é super aclamada pelas garotas que curtem sobrenatural. Chega ser uma vergonha eu ainda não ter lido essa série! Adorei a resenha, e vai pra infinita lista! rss
    Bjos

    www.clubedaquelelivro.com

    ResponderExcluir
  5. Adréia, eu amo IAN
    amo. muito. - se você passar nos LOHs vai ver que tem resenha de todos!, menos do Os Sombras, porque ainda não tive tempo de ler hahaha

    Wrath é p começo de tudo, um dos meus Irmãos favoritos, mas nada superará o amor que tenho por Rhage, o protagonista do segundo volume, caso tenha a oportunidade de lê-lo. No começo as coisas podem ser um pouco difíceis, porém não se preocupe, você se acostumará rapidamente. Cada Irmão é inesquecível a sua maneira *o*

    Beijos, Iza
    http://livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

A sua opinião é muto importante para nós. Obrigada!
Os comentários do blog passam por moderação antes de serem publicados.

O StarBooks é onde trocamos figurinhas sobre livros, lançamentos literários e suas adaptações, entre outras coisas; sempre com o objetivo de incentivar a leitura independente de gênero. (Mais?)

 
StarBooks © Todos os direitos reservados :: voltar para o topo