6.9.15

[Cine SB] Anime No Game No Life


Oie pessoal, como já é sabido de alguns eu AMO cultura oriental e tento sempre absorvê-la ao máximo, imagina minha surpresa ao estar xeretando por aí e encontrar esse anime um tanto quanto chamativo - adoro a mistura de cores que beiram o psicodélico - e ver que ele não é somente um anime, como também um mangá e uma novel que fazem um tremendo sucesso no Japão mas que foram escritas por um brasileiro, isso aí pessoal, um brasileiro criou essa obra e só por isso eu já peço, parem e venham dar uma olhadinha, ele promete. 
Sora e Shiro são dois irmão reclusos, conhecidos por todos na internet por Kuraku, que controlam o ranking de mais de dez jogos online, eles nunca perdem, esse é seu lema, seja qual for o jogo eles nunca perderam e eles juntos tem capacidade para tal, um literalmente completa o que falta no outro, Sora e Shiro não existem separadamente.

E um dia eles são desafiados por alguém que diz saber sua verdadeira identidade e ninguém sabe a verdadeira identidade de Kuraku, assim eles aceitam jogar uma partida de xadrez contra essa suposta pessoa... depois de longas seis horas Kuraku sai vencedor, mas o outro jogador ainda não desistiu e lhes vem com uma pergunta: eles pertencem a esse mundo?

Não, o mundo lá fora é duro e cruel e suas pessoas mais ainda, eles não conseguem decifrar a complexidade dos sentimentos humanos e por isso tudo e todos são incontroláveis e ninguém os entende, todos os julgam, todos os usam, todos... Não, eles definitivamente não pertencem àquele mundo. Que bom, pois eles não vão continuar ali.

As telas de LED ganham vida e os puxam, e de repente eles estão caindo ao lado de um jovem que alega ser Deus em um mundo que parece ter sido tirado de algum MMO de alta resolução, eles estão loucos, finalmente aconteceu, pois seria impossível que seus sonhos se tornassem realidade assim tão fácil não? Seria impossível um mundo onde tudo é regido por jogos e quem ganha é apenas aquele que tem capacidade para vencer ou para não ser pego roubando, onde a lei suprema é: Que vença o melhor.



Essa basicamente é a premissa do anime e devo dizer que para alguns isso parece o suficiente e para outros nem tanto, mas para fãs de ficção, fantasia, rpg's e Matrix, este é um anime que eu mais que recomendo, seja para homens ou para mulheres, apesar que para esse segundo eu tenho que alertar a quantidade de pouca roupa que as meninas utilizam, porém isso não é mais tão incomum assim nem mesmo em filmes quanto mais em um anime certo?

Mas o que de fato me conquistou nesse anime foi a sagacidade dos protagonistas, que eu devo dizer são um tanto quanto excêntricos, mas que nos conquistam com seu raciocínio rápido e com seu sarcasmo, além de estarmos o tempo todo imersos dentro de cores vibrantes e personagens bem diagramados, temos ainda uma adaptação que segue fiel ao novel escrito pelo brasileiro Yü Kamiya, bem como ao seu mangá.


Aqui temos de tudo um pouco no que se refere a jogos e ação, já ao que refere ao desenvolvimento dos personagens, encontramos um ritmo acelerado mas que nos permite vislumbrar o passado de cada uma e assim possamos criar um laço mais fixo com cada, porém temos um claro harém aqui e isso as vezes me incomoda, mas nada grave e que me deixou bem curiosa para saber quem de fato ficará com quem, vamos ver se o autor conseguirá manter esse ritmo eletrizante até o fim não? 

Assim, espero que tenham gostado e que deem uma chance para o anime, e não custa nada valorizar a autoria brasileira nos mais diversos setores não? Afinal o cara é super famoso lá fora, mas em seu país mal é divulgado, não fico tão feliz com isso! Bjokas e até uma próxima indicação e me digam nos comentários se querem mais coisas de outras culturas e curiosidades, bem como indicações sim?


  

2 comentários:

  1. Oi Agatha,
    Assim como você adoro a cultura Japonesa *-*
    Já tinha visto falar de No Game No Life, mas não sabia que o autor era brasileiro :O
    Nunca parei para ver o anime, sendo que ele totalmente do meu estilo, mas já que amanhã é feriado vou dar uma pausa nos estudos e dar uma olhadinha *-*
    Agradeço a você o incentivo que faltava para eu ver No Game No Life!
    Bjs
    http://diarioelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Jessica.
      Menina eu descobri quando li a Novel dele, porque lá tem uma parte onde ele fala um pouco sobre si sabe? Eu achei super legal isso, e por nada menina! Eu que agradeço por dar uma chance ao que eu disse!
      Já olhei seu cantinho e estou seguindo, bjokas.

      Excluir

A sua opinião é muto importante para nós. Obrigada!
Os comentários do blog passam por moderação antes de serem publicados.

O StarBooks é onde trocamos figurinhas sobre livros, lançamentos literários e suas adaptações, entre outras coisas; sempre com o objetivo de incentivar a leitura independente de gênero. (Mais?)

 
StarBooks © Todos os direitos reservados :: voltar para o topo