14.12.15

[Resenha] Admirável Mundo Novo :: Aldous Huxley

Admirável Mundo Novo
Autor: Aldous Huxley
Editora: Biblioteca Azul (Globo Livros)
Páginas: 312
Lançado em 1931, Admirável Mundo Novo e é claramente baseado em teorias de grandes personalidades como Ford, Marx, Lenin e Freud. É como se Huxley tivesse pego cada uma das ideias lançadas por estes intelectuais e criado um mundo onde suas características mais marcantes funcionassem em seu máximo e deu no que deu. Apesar de o livro ser antigo, a linguagem é contemporânea, nada de palavras difíceis ou termos velhos que nos deixem confusos o que faz com que a leitura seja rápida. Indicado para quem gosta de leituras profundas, que fazem pensar e geram questionamentos. Não tem ação, nem sobrenatural: é um livro para ser degustado.
Olá pessoal! Estou muito empolgada porque essa é a minha primeira resenha aqui no StarBooks! Se quiser saber mais sobre mim, dê uma olhadinha na categoria ''Sobre'' do blog e volte sempre aqui porque, se tudo der certo, vamos conversar muito sobre livros ainda! :)

Resolvi estrear com um dos meus favoritos da vida, a distopia Admirável Mundo Novo, de Aldous Huxley, sobre a qual eu não faço muita ideia de como vou falar porque... você já sentiu que um livro é MUITO MAIOR do que você, de tão maravilhoso que ele é?

A gente já sabe que distopia é o contrário de utopia, ou seja, é um mundo idealizado não para melhor do que atualmente, mas para pior. A diferença neste caso é que o foco do governo se baseia em deixar todos muito felizes, se diferenciando assim das distopias adolescentes: o governo se preocupa realmente com a felicidade das pessoas e tudo é em busca dessa felicidade e prazer.

O começo da narrativa é muito divertido e tem um toque de urgência conforme vai avançando. Está sendo apresentado a um grupo de estudantes o laboratório onde os bebês são gerados, ao mesmo tempo em que diálogos simultâneos em outros lugares da cidade vão sendo inseridos desavisadamente e cabe ao leitor compreender quem está falando o quê (eu achei divertido).


Neste laboratório fica claro que todo o conceito de família foi abolido e as pessoas não nascem mais das mães. Ali é apresentada uma verdadeira linha de produção que cria inúmeros gêmeos idênticos de castas definidas entre Ypsilon até Alfa++. As diferenças são provocadas por elementos inseridos ao longo da produção do bebê e que podem retardá-lo mentalmente ou torná-lo brilhante, definindo a casta, e assim é controlada a parte física dos indivíduos. A parte psíquica também é controlada por processos condicionamento hipnopédico e traumas propositais. 
O resultado são individuos imensamente felizes e satisfeitos com a vida que lhes será imposta. As castas mais altas são até mesmo condicionadas a sentirem nojo da cor das roupas de castas inferiores para que não se aproximem deles. Ficam condicionados a gostarem de determinadas coisas, agirem de determinada forma e amarem o próprio trabalho, por pior que ele seja.
A história é protagonizada por Bernard Marx que só tem a habilidade necessária para perceber que alguma coisa não está muito correta nesta sociedade porque em algum momento de sua geração foi adicionado álcool a mais em seu pseudosangue. Ele não chega a questionar ou querer revoltar-se contra a sociedade, apenas percebe que algo não está certo.

Os diálogos ao longo do livro são um soco no nosso estômago. Embora seja uma obra já datada, os temas são muito atuais: aborto, drogas, objetificação feminina, padronização de personalidades, sexo como tabu, sexualidade infantil, mercantilização, globalização. É interessante falar que nada disso estava em grande debate ainda na época (estamos falando de antes da Segunda Guerra!) e podemos ter a falsa impressão de que Huxley previu o futuro intuitivamente, mas não: ele se baseou em estudos e pesquisas da classe intelectual do Séc XX que mais ou menos apontavam o caminho da humanidade, amplificou isso ao máximo e acertou muito, por isso os assuntos são tão atuais e as situações do livro nos caem tão perto de casa.

Outra característica forte da sociedade em Admirável Mundo Novo é a substituição da fé e das drogas tradicionais pelo Soma, uma droga distribuída livremente pelo governo e cujo consumo é incentivado. Como dito no livro, o Soma traz "Todas as vantagens do Cristianismo e do álcool; nenhum dos seus inconvenientes." como pensamentos impróprios e que impõem sofrimento e culpa e ainda ressaca moral ou física e os males ao corpo, consequências das duas respectivamente.

Se você gosta de Shakespeare vai reconhecer diversas citações ao longo da leitura. A propósito, o título original "Brave New World" também é referência a ele. Há um momento em que determinado personagem faz questionamentos baseados no autor, representando tudo aquilo que a sociedade abomina como a romantização das coisas e a vivência do sofrimento do amor.

As mudanças no trato com a sexualidade são marcantes. Neste universo, quanto mais parceiros sexuais você tiver, mais normal é, e o amor ou qualquer sentimento são rejeitados, sendo facilmente resolvidos com algumas gramas de Soma. Os cultos religiosos foram substituídos por verdadeiras orgias, mas nada disso é erótico: tudo é higienizado em excesso, sem fantasia, sem conquista. O sexo passou a ter função social e não individual, usado para manter a ordem e a felicidade, o que significa que foi desumanizado.

Enfim gente, eu preciso parar de falar. Há muito mais para dizer sem entregar spoilers, imaginem lendo a obra! A parte inicial é bem introdutória, para entendermos mesmo a sociedade e você pode achar isso um pouco chato (pra mim, é a parte mais divertida) e depois tudo se baseia em questionamentos profundos sobre nossos tempos, sobre certo e errado, a hipocrisia e o pensamento comum.

Um último conselho: cuidado com os prólogos nas edições de Admirável Mundo Novo! Por qualquer motivo as editoras vem colocando (inclusive na edição que tenho, que é a mais recente) um texto escrito pelo próprio Huxley onde ele entrega a história quase toda! Então deixe para ler o prólogo no final e com certeza somará positivamente à leitura.

É isso pessoal, se você chegou até o fim desta resenha, parabéns! kkk É que não tem muito como se segurar diante desse obra maravilhosa. Indico muito. Quero saber se alguém já leu e o que achou! Deixem nos comentários, tá?


Um bjo a todos e até mais!


42 comentários:

  1. Olha primeiramente quero dar os parabéns para você Vivi Lemes, porque você escreveu uma resenha com MAESTRIA apesar de ser a sua primeira vez aqui no blog das minhas queridas amigas. PARABÉNS e ainda quero acompanhar outros aqui viu? Segundo, quando eu vi a capa desse livro eu fiquei pensativa, porque eu já devo ter visto, mas eu nunca li nenhuma resenha dele e nem sabia que era uma distopia. Gostei bastante da estória em si, mas eu não sei se esse seria um livro que eu iria gostar, não sei, eu até agora só li de distopia mesmo BRILHO E CENTELHA e agora estou lendo DELIRIO sabe? Estou começando a entrar nesse mundo agora, mas com certeza vou querer conhecer, porque é diferente como tu disse. Achei legal isso do governo querer fazer as pessoas felizes ao contrário de muitos dos outros livros que realmente é ao contrário do que pensamos. Mas mesmo assim vou dar uma chance. Adorei de verdade sua resenha e espero que venha muitas outras tão boas como essa =]

    PARABÉNS PRA VOCÊ
    E PARA AS MINHAS QUERIDAS AMIGAS ANDY E AGATHA !! SUCESSO MENINAS !!
    SEMPRE !!

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/12/resenha-sombra-da-figueira.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Silvana! Quem bom que gostou, fico muito, muito feliz! Como comentei, esta é uma distopia diferente, é mais antiga, passa um pouco longe do que a gente vê nas distopias novas. Aconselho tentar a leitura, sim! Um bjo!

      Excluir
  2. Oi, tudo bem ?

    Silvana já falou mas eu vou repetir: sua resenha ficou muito muito muito boa! De verdade. Sua primeira vez aqui e já começou assim ? Olha, vai render ótimos frutos.

    Quanto ao livro: ainda não li, admito. É uma daquelas distopias clássicas que a gente tem que ler para entender a mente dos autores e o que acontecia anos atrás e que atualmente refletem tanto na nossa sociedade. Engraçado, né? Boa essa sua dica do prólogo; vou pular essa parte quando finalmente estiver lendo para não prejudicar minha leitura.

    Fernanda Oliveira |Meraki

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fernanda! Obrigada!!! Que bom que gostou! E sim, é bom lermos esses livros mais antigos que sejam bons, porque a gente acaba pegando referencia deles depois nos livros mais novos. Às vezes achamos um autor mais novo genial, enquanto ele só, bem... deu uma copiadinha básica num clássico! Acontece.. Bjoo

      Excluir
  3. Realmente, esse livro se diferencia mesmo das distopias atuais. Eu geralmente não leio distopias, acho que não li uma ainda. Mas esses dias ando vendo várias resenhas de várias e achando interessante. Gostei da sua resenha e achei o livro diferente
    -Mari

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mari!
      Esse é diferente, sim! Bem diferente das distopias novas. Aconselho a leitura.

      Excluir
  4. Primeiro de tudo parabéns para a sua resenha e que essa seja a primeira de muitas por aqui!
    Segundo, menina como assim eu não conhecia esse livro?! Adoro uma distopia e essa está me parecendo bem legal e um pouco assustadora neh?!
    Além de abordar temas de fato bem importante da sociedade. Alguns até que infelizmente existe e muito hojr já nas épocas atuais.
    Fabricar bebês, que coisa horrível, espero que a humanidade nunca pense nisso....
    Sua dica está mega anotada, com certeza vou ler!
    Abraço
    Camila Bernardini Coelho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cami! Pois é, eu tbm no meu tempo de 'febre' por distopias, não conhecia esse, fui descobrir só agora que deixei o gênero um pouco de lado. Este livro é muito profundo e traz diversas referências de sua época, recomendo muito!! Um bjo!

      Excluir
  5. Olá!

    Eu li há muitos anos, e acabei não entendendo bem a mensagem, por causa dos diálogos confusos. Mas essa leitura quero retomar no ano que vem, agora que eu cresci, acho que conseguirei aproveitar melhor a história e apreender a mensagem.

    resenhaeoutrascoisas.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Kamila!
      Pois é, é um livro que eu tbm não teria entendido se tivesse lido mais jovem. Quando soube das referências todas que ele tinha à sua época então, ficaram ainda mais claras as escolhas do autor. Releia sim, acho q vai ser legal! Um bjo!

      Excluir
  6. Oi Vivi!
    Minha chefe adora esse livro, e quando ela soube que gosto de ler e que tenho um blog literário ela me presenteou com uma cópia e disse que eu não poderia me considerar uma "leitora" se não lesse esse livro. Eu amei, é claro, livros são sempre bem vindos, mas ainda não li por falta de tempo. Mas foi bom saber sobre o prólogo, não gosto de saber demais sobre uma história antes de ler.
    Parabéns pela resenha, ficou muito completa!
    Bjs!
    Quem Lê, Sabe Porquê

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nina!
      Olha, foi um presentão que vc ganhou, garanto! Se tornou um dos meus livros favoritos da vida. Um bjo!

      Excluir
  7. Oie Vivi.
    Parabéns pela sua resenha de estréia, ela está muito boa e eu me encantei. Já tinha planos de ler Adorável mundo novo, pois é um clássico que todo estudante de Letras deve conhecer, contudo sua resenha me deixou verdadeiramente animada por essa leitura!
    Adorei, sério.
    Bjokas e espero ver mais resenhas suas por aqui.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Agatha! Leia sim. Principalmente prestando atenção nessas referências da época, as escolhas do autor ficam bem claras quando lembramos do que estava se passando naquele período! Um bjo!!

      Excluir
  8. Olá, tudo bem?
    Maravilhosa a sua resenha, simplesmente adorei, esse é um livro que eu tenho MUITA vontade de ler, sou apaixonada por distopias ou seja: esse livro é um banquete!
    Estou seguindo e adorando o blog <3
    Beijos.
    Tenho um blog sobre filmes, series e cultura no geral. Se puder dar uma conferida eu ficarei muito grata: http://cineleva.blogspot.com.br/ :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Willma!! É uma grande distopia, indispensável pra quem ama o gênero! Vou lá conhecer seu blog sim!! Um bjo!

      Excluir
  9. Olá, tudo bom?
    Acredita que eu ainda não conhecia o livro? E, pelo que entendi, ele é bem antigo, né?!
    Aliás, parabéns pela resenha, ficou simplesmente perfeita! Nem parece que é a sua primeira...
    Adorei os temas abordados pelo livro, adoro essas obras que tratam de alguns tabus. Imagino como o autor e sentiria lendo o próprio livro nos dias de hoje... Essa obra parece mesmo ser magnifica!!
    Beijos,
    http://www.quinzeinvernos.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jé! Sim, o livro é bem velhinho já. E a gente pode saber como ele se sentiria lendo o livro atualmente lendo o prólogo, por isso indiquei que seja lido depois. Lá ele fala das coisas que ele teria mudado na obra entre outros detalhes!! Uma crítica ao próprio trabalho mesmo, bem legal. Bjss

      Excluir
  10. Nossa, parece que você faz resenha a muito tempo. Ficou muito boa, de verdade. Estranhei um pouco o livro pois não estou acostumada com distopia e tal, mas parece ser legal. O que achei mais interessante foi a parte da "Soma". Apesar do estranhamento acho que deve ser um livro legal. Tem algum outro do gênero pra recomendar como primeira leitura?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gio! Obrigada! Pra iniciar nesse gênero eu recomendaria este mesmo, ou então algum outro mais recente. Se você gosta mais de ação/aventura eu recomendo o Jogos Vorazes mesmo (embora ele beba livremente na fonte de algumas obras do George Orwell, que também vou trazer em resenha aqui pra vocês). Eu gostei também do primeiro livro da trilogia Destino. Um bjo!

      Excluir
  11. Oiie,

    Vivi, me sinto honrada em ser uma das pessoas a ler a sua primeira resenha no blog. Desejo todo sucesso nesse novo mundo de blogueiro. Sabe, não sou acostumada a ler distopia, aliais, eu nunca li nenhuma distopia, e nunca me interessei. Então acho que vou deixar passar essa dica, mas quero vê resenhas suas de romance (Meu gênero preferido). Sucesso.

    Bjs

    ♡ Amantes da Leitura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Estefânia! Então, eu dificilmente vou ter resenhas de romance, é o gênero que menos leio!! rsrsrs Pra ter ideia, estou tentando terminar O Duque e Eu, da Julia Quinn há quase um ano. :| Q vergonha. kkk Bjo!!

      Excluir
  12. Ei vivi!
    Vi seu comentário do duque e eu e nossa.. eu li esse livro em meio dia kkkkk gosto muito mais de romances do que livros assim. Mas, algumas vezes gosto de mudar pra ter um bom repertório literário. Todos os livros são bem vindos!
    bjss
    http://umavidaliteraria1.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aí que tá, Isa! Eu peguei este (comprei três da série, inclusive) justamente porque ouvi falar muito, muito bem, daí pensei "agora vai, finalmente vou amar um romance!". Nop. Não aconteceu. Mas ele é bom, acontece que estou lendo muito aos poucos, sabe? Ainda quero me acostumar com o gênero, vou ver se concluo logo a leitura e o próximo da série leio mais rápido!!

      Excluir
  13. Oiii!

    Resenhas como a sua dá até gosto de ler. Parabéns! Está completa e muito bem escrita! Eu não sou muito fã de distopias porque as leituras são arrastadas comigo, mas amo a forma como esse enredo usa de problemas do dia a dia pra nos fazer refletir sobre atitudes nossas. Gostei!!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ana! Muito obrigada, eu que agradeço a visitinha aqui no blog. Realmente, distopias tem sempre uma lentidão, especialmente no começo quando o universo é apresentado ao leitor! Bjuu <3

      Excluir
  14. Vivi-flor,
    Parabéns por ter começado tão bem por aqui! Haha. Sua resenha está maravilhosa… Ainda não li essa obra e sempre cobicei exatamente essa edição belíssima. Eu gostei muito da sua perspectiva sobre o enredo e sobre as críticas sociais que o autor faz na história – e que perduram até hoje, infelizmente. Obrigada pela dica sobre o prólogo. Não vou lê-lo quando tiver o livro em mãos, hahaha.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Francine! Obrigada! Sim, é um livro antigo que trata de temas muito atuais, vale a leitura. Bjo!

      Excluir
  15. Oee,
    Eu tenho esse livro em ebook e baixei ele só por baixar, ainda não tive muito interesse pelo o livro mas depois da sua resenha certeza que vou lê-lo.

    Abraços!
    http://lendocomobiel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gabriel! Sim leia e veja se você gosta, eu amei e recomendo!

      Excluir
  16. Oi Vivi, tudo bem?
    Amei a sua resenha e a maneira com que escreve. Ainda não tive oportunidade de ler o livro ou qualquer coisa do autor, mas está na minha lista. Quero muito ler essas distopias mais antigas, porque sei que vai ter muito soco na cara e muita coisa da nossa atualidade. A obra parece ser realmente grandiosa e espero poder desfrutá-la por completo.

    Beijos, Gabi
    Reino da Loucura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gabi!
      Essa é uma leitura ótima, rápida, legal pra começar a ler clássicos do gênero distópico. Recomendo bastante. Um bjo!

      Excluir
  17. Oi, tudo bem?

    Já faz um tempo que estou querendo esse livro, e a sua resenha (que, por sinal, ficou maravilhosa!) despertou ainda mais o meu interesse por ele. Adoro esse tipo de livro que trata sobre tabus e essas coisas. Não conhecia muito sobre antes de ler aqui, e adorei o fato de que o autor praticamente adivinhou os nossos "problemas" de hoje. Adorei o blog!

    Beijinhos,
    Pizza and Books

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Marina!
      Bem isso, fica parecendo que ele 'adivinhou' as coisas que estariam acontecendo com a gente tantos anos depois. É uma leitura curiosa e um pouco chocante, do jeito que eu gosto. kkk Virei fã! Um bjo!

      Excluir
  18. Oi, tudo bem?
    Ainda não tive oportunidade de ler esse livro, mas está nos meus desejados a muito tempo e a obra parece realmente maravilhosa. Sua resenha me deixou ainda mais curiosa e me deu aquele up para comprar o livro e ler. Com certeza estará nas minhas próximas leituras. Parabéns pela resenha!

    Beijos,
    Andy!
    http://quotesperdidos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Andy!
      Vc sabe que ele também ficou por muito tempo na minha lista de leitura, mas quando saiu esta edição eu queria ESSA. Acabou que levei mais tempo pra ler pq esperei poder pegar ela. A ed é linda inclusive, se vc for comprar, pague um pouco mais caro e pegue essa. Um bjo!

      Excluir
  19. Nossa que resenha ein, Vivi parabéns, ela foi tão perfeita que fiquei com vontade de ler, confesso que seria/será uma leitura bastante diferente da que estou acostumada, tem todo o toque que sei que me encantaria e a sua apresentação deixou ainda mais a certeza que vou gostar, parabéns.
    SECRET MAGIC
    Xoxo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, K! Obrigada, espero que volte sempre aqui pra conferir nossas resenhas! Um bjo!! ❤❤

      Excluir
  20. Bom dia!!! Demorei mas eu cumpri que leria kkk


    Também gostei muito deste livro, principalmente pelo tema ser uma distopia onde o intuito do governo é eliminar o sofrimento. Fiquei realmente muito satisfeito com a leitura e confesso que o final foi mais do que eu esperava

    Eu também fi uma resenha dele, pois depois de apreciá-lo, precisava compartilhar tudo que essa obra influenciou no mundo da Arte em Geral( da uma olhada depois: http://muitoalemdasaspas.blogspot.com.br/2015/06/muito-alem-do-admiravel-mundo-novo.html?m=0 )

    Outra distopia que recomendo é 1984. Essa pra mim superou AMN e está entre meus livros favoritos!!!

    Parabéns pelo seu texto e sucesso Vivi

    Luís Fernando - Muito Além das Aspas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luiz! Temos gosto literário parecido então, pq tbm amei esse livro e tbm estou lendo orwel agora, mas A revolução dos Bichos! Estou gostando bastante por enquanto, é um ótimo autor tbm. Um bjo!

      Excluir
  21. Olá Vivi
    Concordo com você quando você diz que o livro é bem maior do que nós, e é mesmo. Sobrevive há quase cem anos entre os livros mais inovadores e inspira distopias por aí. Você começou suas resenhas com pé direito, parabéns!
    Ruh Dias
    perplexidadesilencio.blogspot.com

    ResponderExcluir

A sua opinião é muto importante para nós. Obrigada!
Os comentários do blog passam por moderação antes de serem publicados.

O StarBooks é onde trocamos figurinhas sobre livros, lançamentos literários e suas adaptações, entre outras coisas; sempre com o objetivo de incentivar a leitura independente de gênero. (Mais?)

 
StarBooks © Todos os direitos reservados :: voltar para o topo