6.8.16

[Resenha] O Caderninho de Desafios de Dash e Lily :: David Levithan & Rachel Cohn

O Caderninho de Desafios de Dash & Lily - Dash & Lily #1
Autores: David Levithan e Rachel Cohn
Editora: Galera Record
Páginas: 256
O novo livro de David Levithan e Rachel Cohn que juntos escreveram Nick e Nora Uma noite de amor e música acompanha a dupla Lily e Dash. Ela está doida pra se apaixonar e, pra encontrar o par perfeito, decide criar um caderninho cheio de tarefas e deixá-lo na livraria mais caótica de Manhattan. Quem encontra o moleskine é Dash, e os dois começam a se corresponder e trocar sonhos, desafios e desejos no caderninho, que vai se perdendo nos mais diversos lugares de Nova York.


Às vésperas de Natal na cidade que nunca dorme, o jovem Dash está numa livraria quando encontra em meio a alguns livros um moleskine vermelho com algumas perguntas no início do caderno e alguns desafios e não satisfeito em dar por encerrado, quando finaliza a leitura do mesmo ele acaba entrando na brincadeira e propondo desafios a dona do caderninho e esse é só o começo de aventuras que trarão muitos momentos reflexivos aos personagens.

A dona do moleskine vermelho é a Lily, uma adolescente que graças a superproteção familiar não tem perspectiva de se envolver emocionalmente com nenhum jovem que conheça, ou que conheça a família dela, então com a ajuda do seu irmão e do namorado dele, aproveitando que seus pais irão passar o feriado mais importante do ano longe de casa, eles bolam essa ideia de deixar um moleskine vermelho com algumas tarefas para que talvez alguém jovem e do sexo oposto encontre e vire o mundinho de Lily de cabeça pra baixo.

Dash e Lily são dois personagens peculiares e excêntricos ao seu modo, até seus amigos e familiares acham isso. Para Dash isso não é importante, ele sabe que tem algumas características diferentes da de outros jovens, a sua ironia e outras pérolas com relação ao seu culto vocabulário só o tornam mais único. Já Lily tem problemas com o seu comportamento, ela passa o livro apontando os seus defeitos e ciente disso, ao mesmo tempo que devido as peripécias e enrascadas que entra graças ao caderninho vermelho ela se torna uma pessoa mais determinada, autocentrada e amadurece muito ao se ver independente de outras pessoas. 
‘‘É porque está interpretando do jeito errado. Não quero que pareça uma declaração melancólica e dramática. Quero dizer que o amor que senti por ele foi enorme e real, e, apesar de doloroso, me mudou eternamente, como pessoa, da mesma forma que ser seu irmão reflete e muda a forma como evoluo, e vice-versa. As pessoas importantes em nossas vidas deixam marcas. Elas podem ficar no plano físico ou não, mas existem para sempre em no coração, porque ajudaram a formá-lo. Não dá para esquecer isso.’’
Graças ao caderninho os personagens refletem bastante sobre quem são e o que buscam com relação a vários aspectos de suas vidas, sendo relacionamentos um tópico bastante abordado. A narrativa é fluida e a Rachel Cohn e David Levithan mostram mais uma vez que sabem muito bem trabalhar em equipe, as narrativas dos dois se entrelaçam muito bem e não parece que o livro foi escrito por duas pessoas diferentes, apenas que cada personagem foi desenvolvido de forma completamente diferente e que cada um conduz a sua narrativa conforme sua personalidade, deixo isso claro pois há casos em que alguns escritores fazem livros com mais de um narrador mas se não soubéssemos previamente quem está narrando ficaria difícil de adivinhar, sabe? Já com essa obra logo que um personagem inicia a sua narrativa é fácil saber de quem se trata, mesmo se no livro não estivesse escrito no início do capitulo quem é o narrador da vez e eu adorei o trabalho final.

A Rachel Cohn ficou responsável pela narrativa da Lily que é mais plana, a personagem fala muito sobre si, sobre as coisas que importam para ela, sobre os seus defeitos e falta de experiência de vida, mesmo que ela se importe com os outros e demonstre cada vez mais esse seu lado protetor ao longo do livro, ficou bastante claro o seu lado egocêntrico e de garota mimada por ser a caçula da família. Já Levithan fica responsável em dar a voz ao mocinho e traz a sua narrativa extremamente reflexiva até quando se trata dos pequenos detalhes, constrói um personagem que é extremamente independente e que luta por seus ideais. 
‘‘Acreditamos nas coisas erradas, escrevi. (..) É isso que me frustra. Não a falta de crença, mas a crença nas coisas erradas. Você quer sentido? Os sentidos estão por aí. Mas somos bons demais em lê-los da forma errada.’’
Quando Dash e Lily entram de cabeça nessa estória de caderninho, eles tem suas vidas mudadas e passam a dividir experiências, perspectivas e sonhos, isso sem saber como o outro é fisicamente, então criam uma relação baseada apenas em palavras, sem saber ao certo como o que acabaram de escrever atingirá o outro e o que aquilo fará sobre a imagem que estão construindo um do outro.

O Caderninho de Desafios de Dash e Lily, que tem essa capa linda de se ficar admirando, tem cenas de todos os tipos, e a maioria são divertidas e reflexivas, os personagens secundários são ótimos e fomentam uma boa leitura, é um livro leve e gostoso, daqueles que conseguimos ler em um dia e quando terminamos ficamos com uma sensação boa, como se a felicidade dos personagens te atingisse ao final leitura. 
‘‘- Você acha que contos de fadas são coisa de meninas? Uma dica: pergunte a si mesmo quem os escreveu. É a grande fantasia masculina: só é preciso uma dança para saber que é ela. Só é preciso o som da música dela vindo da torre, ou uma olhada em seu rosto adormecido. E na mesma hora você sabe: é a garota da sua cabeça, dormindo ou dançando ou cantando à sua frente. Sim, garotas querem príncipes, mas garotos também querem princesas. E não querem uma paquera muito longa. Querem saber imediatamente.’’
Caso não tenha lido nada de um dos autores sugiro que mude isso logo. Mas caso já tenha lido algum livro de um deles conte nos comentários qual foi e o que achou.


Boas leituras e até a próxima resenha :)


15 comentários:

  1. Já li Todo Dia e achei sensacional!
    Eu conheci a primeira vez O Caderninho de Desafios num evento da Galera Record que fui e ganhei um caderninho de recados mesmo com a capa do livro. Muito fofo!
    A temática me interessou bastante e ele já está na minha listinha infinita de próximas leituras! =)
    Sua resenha está ótima!

    beijinho!

    https://literakaos.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  2. É a segunda vez que leio resenha desse livro e nas duas fiquei com vontade de ler. Na verdade, acho a Escrita do David Leviathan uma delícia e toda obra que ele entra me parece leve e emocionante!
    Vou ler, com certeza.

    >> Vida Complicada <<

    ResponderExcluir
  3. Olá,
    Não conheço ainda a escrita dos autores, mas adorei a resenha e a forma como a trama se desenrola.
    A capa é muito fofa e pretendo ler sim a obra.
    Não conhecia seu blog e adorei ter esta oportunidade. Já estou seguindo e, se quiser, venha conhecer o meu cantinho também.

    https://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi, estou louca para ler esse livro, pois já li outros livros do autor e amei a escrita e narrativa do autor, é simplesmente surpreendente e incrivel e imagino que com esse livro seja o mesmo. Fiquei muito curiosa para saber como vai desenrolar a historia entre Lily e Dash. Dica anotada.
    bjus

    ResponderExcluir
  5. Aiiii eu o doida para ler esse livro. Adoro o autor David e amooo todos os livros que ele escreve. Ele é perfeito. E tenho certeza que vou gostar desse livro também. Muito boa a sua resenha :)
    Bjs

    livrosemarshmallows.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oi Andréia,
    Ainda não li nada dos autores e com certeza irei seguir o seu conselho e mudar isso o mais breve possível.
    Achei bem legal você mencionar que se não tivéssemos conhecimento prévio que o livro foi escrito por dois autores nem perceberíamos isso nessa obra, acho que isso prova a sintonia dos dois e me deixa ainda mais interessada na leitura. Outro ponto que despertou ainda mais minha atenção foi justamente saber que é possível identificar de quem é cada narrativa, tem muitos livros que alternam os pontos de vista e mesmo assim não conseguimos notar as diferenças entre os personagens.
    Já está na minha lista de leitura, espero lê-lo em breve.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. O livro parece ser muito legal meeesmo! E eu ainda não o conhecia, muito menos os autores. Que capa linda <3 Eu acho uma ideia muito válida isso de "revesar a escrita" e dar vida a personagens diferentes. A história fica mais interessante e cheia de pontos pessoais de cada autor. Eu adorei bastante a sua resenha e já anotei no meu caderninho para ler <3

    ResponderExcluir
  8. Oi Andteia!
    Li esse livro em junho e foi uma leitura super gostosa. Fiquei apaixonada pelo Dash, ele é tão fofo. Não foi muito fácil gostar da Lily no início, mas a partir do momento que ela foi amadurecendo comecei a sentir mais simpatia.
    Dei muita risada em diversas partes, esse é aquele livro que é divertido, mas que tem reflexões bem bacanas. *-* Já tinha lido algumas críticas a respeito de uma parceria anterior entre os autores, mas achei que nesse eles tiveram uma química bacana. Quase não dava para perceber que eram dois autores escrevendo em vez de um.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Oi Andréia, sua linda, tudo bem?
    Eu sempre fico curiosa em livros escritos a duas mãos, em descobrir quem construiu que personagem. Se você disse que nem dá para perceber, é orque os autores trabalham bem juntos. Estou louca para ler esse livro, eu adorei o enredo, adorei a forma como eles interagem através dos desafios do caderno. Nunca li nada dos autores, mas esse livro me encantou, tenho certeza de que ficarei apaixonada. Sua resenha ficou ótima.
    beijinhos,
    Cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oiii Andréia, como vai?
    Garota que fofura esse livro, desde que vi o lançamento fiquei o querendo cada vez mais <3 sua resenha me deixou aqui viciada me incentivando a realizar a leitura o quanto antes, ele parece ser bem engraçado e divertido em alguns momentos, além do mais a edição está um arraso, quero ler com toda certeza.
    Beijinhos <3

    ResponderExcluir
  11. Oi Andréia, tudo jóia?
    Terminei de ler esse livro ontem e só tenho uma palavra para descrevê-lo: fofo. Tive a sensação de não saber qual autor estava narrando cada capítulo e isso mostra o belo trabalho que eles fizeram. No entanto, não gostei muito da Lily. Dash, por outro lado, é um personagem que me conquistou. Adorei as reflexões dele sobre a vida e sobre as pessoas, além do seu jeito culto em falar rs.
    O livro teria uma continuação e agora vou torcer para que ele seja logo publicado por aqui. Quero mais desse casal! ^^
    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Li Nick e Norah dos autores e não gostei nem um pouco, mas depois li esse livro e curti taaanto, é muito amorzinho. Adorei todo aquele clima natalino. É um livro com mensagens belas, gostei muito da história toda e principalmente dos personagens. Sua resenha ficou ótima!
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  13. Oi Andréia, nunca li nada de nenhum dos dois autores e sinto que não iria me identificar com suas narrativas, Este tipo de livro precisa ser muito bom para me conquistar, mas achei a ideia bastante bacana, quem sabe quando eu estiver mais no clima para narrativa aí eu leia

    ResponderExcluir
  14. Sempre vejo elogios ao livro porém nunca me chamou a atenção. Possa ser o fato de nunca ter lido os autores e o gênero não estar na vibe que estou. Adorei a resenha e as fotos <3
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Oi Andréia!

    Já li Dash & Lily e outros livros dos autores e infelizmente não gostei tanto assim dessa história. Diz minha mãe que to ficando velha demais pra histórias adolescentes, já que o que fez eu num gostar foi a personalidade infantil demais da Lily. Mas o livro me rendeu boas risadas en alguns momentos, só não o indicaria à outras pessoas.

    Beijo!
    http://www.roendolivros.com.br

    ResponderExcluir

A sua opinião é muto importante para nós. Obrigada!
Os comentários do blog passam por moderação antes de serem publicados.

O StarBooks é onde trocamos figurinhas sobre livros, lançamentos literários e suas adaptações, entre outras coisas; sempre com o objetivo de incentivar a leitura independente de gênero. (Mais?)

 
StarBooks © Todos os direitos reservados :: voltar para o topo