controles do slide

7.11.16

[Resenha] Minha vida mora ao lado :: Huntley Fitzpatrick

Minha vida mora ao lado
Autores:   Huntley Fitzpatrick
Editora: Valentina
Páginas: 320
Skoob  | Goodreads | Compare e Compre
“Minha mãe nunca ficou sabendo de uma coisa, algo que ela reprovaria radicalmente: eu observava os Garrett. O tempo todo.”
Os Garrett são tudo que os Reed não são. Barulhentos, caóticos e afetuosos. São de verdade. E, todos os dias, de seu cantinho no telhado, Samantha sonha ser uma deles, ser da família. Até que, numa noite de verão, Jase Garrett vai até lá e...Quanto mais os adolescentes se aproximam, mais real esse amor genuíno vai se tornando. Contudo, precisam aprender a lidar com as estranhezas e maravilhas do primeiro amor. A família de Jase acolhe Samantha, apesar dela ter que esconder o namorado da própria mãe.
Até que algo terrível acontece, o mundo de Samantha desmorona e ela é repentinamente forçada a tomar uma decisão quase impossível, porém definitiva. A qual família recorrer? Ou, quem sabe, Sam já é madura o bastante para assumir suas próprias escolhas? Será que está pronta para abraçar a vida e encarar desafios?Quem você estaria disposto a sacrificar pela coisa certa a se fazer? O que você estaria disposto a sacrificar pela verdade?
Os Garrett já eram a história que me ninava, muito antes de eu imaginar que podia fazer parte dela.
Samantha tem um segredo, um segredo que dura anos: ela observa os Garrett, todos os dias. Anos atrás os Garrett apareceram numa nuvem de barulho e crianças, sua mãe desgostou deles de cara e mandou suas filhas se manterem longe, bem longe deles. Mas numa casa enorme onde seu principal companheiro é o silêncio e a solidão foi mais que fácil se deixar seduzir pela ideia de família que seus vizinhos tinham e assim Samantha decidiu fazer deles seu objeto de admiração secreto. Não é como se fosse um crime ou algo assim.

Mas esse verão as coisas estão diferentes, sua irmã logo, logo vai para a faculdade e assim decide passar o verão longe de casa, para curtir. Sua mãe está correndo com a reeleição e diz que apesar de que não terá tempo para ela, Samantha terá que ter tempo para os compromissos dela e o pior de tudo, sua atenção nos Garrett parece estar ganhando outro nível.

E só piora quando numa noite, sentada no telhado, Jase Garrett resolve aparecer ao seu lado e iniciar o primeiro diálogo entre as duas famílias, mudando para sempre a vida de ambos, pois assim que eles se sentam lado a lado, eles sabem que algo mudou, que aquilo é o início de algo descontrolado e novo e que pode mudar tudo ao consumi-los.



Movida por um desejo há muito escondido dentro de si, Samantha se deixa envolver por Jase e sua família e se sente mais feliz do que já se sentiu a vida inteira. Contudo isso não basta para que os choques da realidade dos Garrett e seus oito filhos não a atinja com força de vez em quando e nem que a culpa e o medo de a mãe descobrir o que ela vem fazendo a deixe um pouco apreensiva.

Um romance de verão como eu não costumo ler... se bem que eu não costumo ler romances de verão, então esse com certeza foi para minha listinha do gênero!

A tema leve que sugere o tema não condiz muito com os protagonistas apresentados e as situações vividas, uma vez que tudo tem um ar denso como em Os bons segredos de Sarah Dessen, mas com a delicadeza do primeiro amor de Para todos os garotos que já amei de Jenny Han, e foi isso que me ganhou e me fez ler o livro em poucas horas, num ritmo alucinante.

E como eu amei! Tudo me encantou, Samantha é uma jovem que me cativou e Jase me capturou como um coelhinho em busca da cenoura, isso sem falar no enredo! Adorei as críticas feitas a sociedade e como Huntley jogou um assunto polêmico na roda, afinal nos dias de hoje é muito difícil um família ter mais que três filhos, cinco já é UAU, mas oito?! Isso é bastante, e foi bom ela mostrar que às vezes isso depende da família e pronto, quem somos nós para julgar? Contudo ela não deixou de ser realista e mostrar que essa é uma realidade que apresenta desafios e deve ser pensada com cuidado e isso foi muito legal.

E esse nem fica sendo o foco, há outras coisas que giram em torno do mundo de Samantha que passam a atingi-la de maneira diferente, problemas que ela começa a enxergar e que fazem toda a diferença, pois são seus melhores amigos que estão os protagonizando. E questões que giram em torno do mundo de Jase que nos mostram um outro lado, e bem válido, de uma moeda.
- Por que você não pensou que, já que era o seu mundo, já que tinha que lidar com isso, talvez eu me importasse o bastante para que fosse o meu mundo também? 
A trama também foi bem construída, pois chega num momento que você começa a questionar o ápice do livro e se perguntar se vai ser a boba revelação do seu namoro com um Garrett para a mãe autoritária e distante, mas então... BUM, altos acontecimentos e seu coração fica na mão!!! NA MÃO! Confesso que não esperava por isso, mas ganhou pontos comigo, principalmente pelo desenrolar depois disso, foi condizente com o que o livro vinha nos apresentando.

Ou seja, mais que recomendado galerinha! Para todos que curtem um YA com conteúdo e um clima maravilhoso porém mais tenso e com uma pegada mais realista, aqui fica a recomendação! Sem falar que o livro está maravilhoso, a Valentina fez um trabalho tão delicado e fofo que dá vontade de abraçar.


Postado por
Agatha

comentários pelo facebook:

Um comentário

  1. Já quero ler para ontem esse livro HAHAHAHAHAH adorei a resenha <3
    Adoro livros com essa pegada YA e principalmente porque você citou que ele tem um pouco de Para todos os garotos que já amei, sou apaixonada por esse livro. Já vou add na minha wishlist da Black Friday

    Beijos

    http://www.entrelinhaseparagrafos.com.br/

    ResponderExcluir

A sua opinião é muto importante para nós. Obrigada!
Os comentários do blog passam por moderação antes de serem publicados.

últimas resenhas