7.2.17

[Resenha] Sociedade da Rosa :: Marie Lu

Sociedade da Rosa - Jovens de Elite #2
Autora: Marie Lu
Editora: Rocco
Páginas: 336
Skoob  | Goodreads | Amazon
Sociedade da Rosa é o segundo volume da saga de fantasia medieval Jovens de Elite e mostra a jovem Adelina Amouteru com sede de vingança. Depois de ser renegada pela família, ela é traída por aqueles em quem confiou, e parte em busca de outros malfettos — sobreviventes da febre do sangue que, como ela, possuem dons fantásticos —, para formar um exército próprio e combater a Inquisição do Eixo. Mas o ódio e o medo que a alimentam podem levá-la por caminhos perigosos, e uma oferta tentadora vai testar a verdadeira natureza dos seus poderes e de sua personalidade. Uma sequência de tirar o fôlego para uma saga épica. 
Após os acontecimentos do primeiro livro, Adelina resolve formar o seu próprio grupo de Jovens de Elite (jovens com habilidades e poderes especiais), então parte em uma nova jornada a procura de malfettos com poderes para integrar a sua sociedade que será conhecida como Sociedade da Rosa, tendo ela como líder.

Conforme a própria Marie Lu conta no final do seu primeiro livro, Adelina não é uma mocinha, ela é uma vilã, então já podemos esperar um senso diferente do que é bom ou ruim. Então é interessante ver a cada vez maior ligação da protagonista com as sombras que está interligada aos seus poderes.

Adelina tem muita coisa ainda reprimida dentro dela, aliado ao seu passado tortuoso e as recentes perdas ela vive em constante conflito sobre qual lado seguir, o certo e o errado, bem ou mal.

Pelo passado sofrido da Adelina é muito difícil não ter empatia pela personagem, o que torna difícil imaginarmos que Adelina está sucumbindo e que talvez seja tarde para reaver a sua humanidade que a cada segundo se esvai. E por ela ser um vilã/anti-heroína o leitor tem que ficar esperto sobre a percepção da Adelina, o que ela nos passa, será que ela realmente está certa? Será que determinada atitude é realmente boa? Aqui temos personagens que não são nem inteiramente ruins, nem inteiramente maus, tudo depende da perspectiva e do objetivo.

A Inquisição continua não dando descanso aos malfettos e cada vez mais pessoas estão interessadas pela coroa, então um grande conflito está por vir e uma Adelina com sede de vingança não é um boa adição. Ainda mais quando sua antiga sociedade está tentando trazer dos mortos o antigo líder dos Punhais e amor de Adelina, e ela o quer ao seu lado, não contra ela.


Eu gostei da leitura, mesmo tendo gostado mais do primeiro, o nível da narrativa se mantem e o próximo passo da protagonista é quase sempre uma incógnita. Novos personagens são inseridos na trama e outros ganham mais espaço na narrativa. Um ponto alto é que não faço ideia do que me aguarda na sequência.


1 comentários:

  1. O livro de uma vilã? Fiquei morrendo de vontade de ler! Essas histórias de vingança, familia e luta por um objetivo mexem bastante comigo.
    Já coloquei na minha lista de desejos.

    Beijos, Nathy

    ocaosfeminino.com.br

    ResponderExcluir

A sua opinião é muto importante para nós. Obrigada!
Os comentários do blog passam por moderação antes de serem publicados.

O StarBooks é onde trocamos figurinhas sobre livros, lançamentos literários e suas adaptações, entre outras coisas; sempre com o objetivo de incentivar a leitura independente de gênero. (Mais?)

 
StarBooks © Todos os direitos reservados :: voltar para o topo