28.4.17

[Resenha] Lights To My Siren :: Lani Lynn Vale


Lights to my Siren - The Heroes of the Dixie Wardens MC #1
Autora: Lani Lynn Vale
Páginas: 312
Skoob  | Goodreads | Amazon
Sinopse traduzida - Você é a luz... Sebastian tinha uma regra: sem mulheres na parte traseira de sua moto. Ponto. A única vez que ele quebrou essa regra, matou a mulher que estava esperando seu filho. E se não fosse o pensamento rápido de uma enfermeira e um médico de trauma na sala de emergência, ele teria perdido seu filho também. Em seguida, veio Baylee Roberts. Ela faz Sebastian querer quebrar cada simples regra que já criou. Diabos, ela ainda o faz considerar a temida palavra C: capacete. Da minha... Baylee Roberts inocentemente entrou em seu banheiro, nunca esperando encontrar um homem ali dentro. Afinal, é o banheiro dela, e ela vive sozinha. Ele deveria estar ajudando a construir seu deck. Mas, desde o momento em que ele colocou seu boné em sua cabeça para protegê-la do sol, a mente de Baylee se torna cheia de pensamentos com um certo motociclista. Ela não deveria se deixar levar. Afinal, não sabe que tipo de coisas perigosas ele faz para o Dixie Wardens MC. Siren... Sebastian está apaixonado pela primeira vez em sua vida. Mas o irmão de Baylee é um policial, e o pai deles também é um policial. O que inevitavelmente significa que Baylee tem certas inibições em estar com um homem como ele. Então, é seu trabalho convencê-la que pode ser o homem que ela merece. Mas Baylee tem uma forte convicção, e é possível que ele não seja capaz de rompê-la; especialmente quando o irmão dela odeia sua coragem e tudo o que ele representa. Sebastian tem muito com que se preocupar: seu emprego como bombeiro, ser pai solteiro e vice-Presidente do Dixie Wardens MC. Mas não está muito ocupado para se certificar de que Baylee nunca o deixe. Baylee é dele. Sebastian só terá que convencê-la disso.
“Lights to my siren” é o primeiro livro da série The Dixie Wardens MC e tem como protagonistas Sebastian e Baylee Roberts. Essa série não foi publicada no Brasil e seu e-book é em inglês. 

A trama é narrada em primeira pessoa e os capítulos alternam entre a narrativa de Baylee e de Sebastian. Baylee tem 28 anos de idade e é paramédica por oito anos. Filha de um policial, irmã de um policial e paramédica, a jovem é vista como a boa moça, mas sua vida teve algumas dificuldades. 

Baylee é portadora da doença de Von Willebrand (VWD), uma doença que está relacionada ao fluxo sanguíneo. Qualquer corte, por menor que seja, se torna uma hemorragia por conta do excessivo fluxo de sangue e também sofre de déficit de atenção (TDAH). Por conta do TDAH, tarefas como escrever relatórios ou lembrar-se de compromissos são complicadas, pois exigem muito de Baylee, apesar da medição utilizada desde jovem e do acompanhamento médico. 

Dois anos antes, ela sofreu um acidente durante um resgate que marcou sua vida, mas o que fez com que a protagonista realmente mudasse de cidade foi o seu ex-namorado, Jackson. Jackson não acreditava que os esquecimentos de Baylee não eram intencionais e o relacionamento chegou a um ponto insuportável. 
“Ele pensou que eu não me importava, e eu fiquei frustrada que Jackson recusou-se a entender que eu tinha uma doença, não que eu não me importava. Eu me importava. Muito. No entanto, Jackson perdeu o desejo de tentar, e eu continuei a ser eu mesma.” 
Após esse término, Baylee decidiu sair de Casper, Wyoming – Texas e se mudou para Kilgore, uma cidade também pequena, mas onde seu irmão mais velho, Luke, trabalha na polícia local e cria sua filhinha de quatro anos de idade, Katy. 

Com a perspectiva de um recomeço e de ficar mais próxima do irmão para ajudar a criar Katy, Baylee vem vivendo uma vida tranquila na nova cidade, mas tudo vai mudar graças a sua parceira, Winter. Winter é casada com Jack, um ex-militar e integrante do The Dixie Wardens MC. É graças a essa conexão que Baylee conhece Sebastian e o mundo dos motociclistas. 
“Eu fiquei à deriva ao longo dos últimos seis meses. Ou seja, até que eu vi certo motociclista sexy. Esta última semana foi a melhor que tive em meses. Sebastian acordou algo dentro de mim que estava enterrado há quase um ano agora, e eu estava em êxtase.” 
Sebastian é um bombeiro que tem o respeito da sua equipe, menos do seu chefe. Sabe aqueles chefes fuinhas, que acham que sabem de tudo, mas na verdade não sabem nada e colocam em risco a vida dos demais? Pois é. É com isso que Sebastian tem que lidar. Mas tudo bem. Ele ama o que faz e muitos dos membros do corpo de bombeiros são amigos próximos e até mesmo membros do MC. Ele também tem um filho para criar sozinho, pois a mãe da criança morreu em um acidente. 
“Este homem tinha o abdômen musculoso mais incrível de todos, se isso fosse possível. Ele também tinha cicatrizes. Uma à direita na região inferior do abdômen indicando que ele provavelmente passou por uma apendicectomia. Havia também uma longa e fina que se estendia da axila até o quadril. Ah, e eu mencionei que ele tinha tatuagens? Elas eram deliciosas no peito definido e braços musculosos. Elas cobriam completamente a parte superior do braço. Uma bela bandeira americana dominava seu peito e bíceps.” 
Desde o primeiro momento em que ele coloca os olhos em Baylee, fica fascinado por ela e até mesmo meio possessivo. Apesar de não ter interesse em sossegar, algo nessa mulher o atraí de tal forma que ele está disposto a tentar um relacionamento, mas Sebastian fica incerto de quanto da sua vida pode confiar nela. Afinal, não parece que Baylee entenderia algumas coisas que ele precisa fazer pelos seus irmãos. 
“Ela tem cerca de 1,52 m, mais ou menos 58 kg e é extremamente quente. Ela era o tipo exato de mulher que eu sempre fui atraído, ainda que nunca as namorasse porque elas tinham um ar sobre elas que claramente dizia: 'Material apenas para relacionamento.'” 
O livro é fluido e gostoso de se ler. É interessante de se observar que a formação desse MC é de homens que deixaram o exército, a marinha e que na sua vida civil, prestam serviços públicos como de policiais e bombeiros. A trama trabalha a história do casal, mas também vai apresentando os outros membros do clube, que serão protagonistas nos livros seguintes. Além disso, tem uma história de ação também: um incendiário serial que está começando a causar grandes problemas e será necessário a ajuda de todos para descobrir sua identidade e capturá-lo antes que machuque alguém. 
A garota só não tinha ideia. Ela era inocente; provavelmente nunca foi exposta a algo ruim em toda a sua vida. Que era por isso que eu queria saber como no inferno é que eu iria jogar isso. Não havia nenhuma maneira que Luke só iria ficar parado e me deixar ficar com a sua irmã.” 
O enredo tem cenas hots e linguagem forte, por isso seria recomendável para maiores de 18 anos. Baylee e Sebastian tem uma química incrível, mas também uma cumplicidade ímpar. Os dois se divertem juntos, conversam bastante e se complementam muito bem. Claro que não é algo completamente fácil, o relacionamento terá percalços e os dois precisarão decidir o que é mais importante em suas vidas. 

Vale a pena ressaltar que as crianças roubam algumas cenas. Katy, com apenas quatro anos de idade, é fofa e sabe enrolar os caras no dedinho de sua pequena mão e Johnny, o filho de Sebastian, não consegue ficar quieto por um segundo, causando problemas e momentos hilários.
“Então, ao todo, Baylee era um problema, com um ‘P’ maiúsculo. Isso me pararia? Inferno, não.” 
O único problema com o livro que eu tive foi essa capa que não tem nada a ver com o enredo.

0 comentários:

Postar um comentário

A sua opinião é muto importante para nós. Obrigada!
Os comentários do blog passam por moderação antes de serem publicados.

O StarBooks é onde trocamos figurinhas sobre livros, lançamentos literários e suas adaptações, entre outras coisas; sempre com o objetivo de incentivar a leitura independente de gênero. (Mais?)

 
StarBooks © Todos os direitos reservados :: voltar para o topo