31.7.17

[Resenha] Counter To My Intelligence :: Lani Lynn Vale


Counter to my intelligence The Heroes of the Dixie Wardens MC #7
Autora: Lani Lynn Vale
Páginas: 344
Skoob  | Goodreads | Amazon
Sinopse traduzida - "Às vezes, o coração quer o que não pode ter.". Esse é o lema que Silas Mackenzie, presidente do The Dixie Wardens MC, tem vivido desde que era um homem jovem. Agora ele está no caminho da meia-idade, tem três filhos crescidos e está cobiçando uma mulher que definitivamente deve ficar longe. Especialmente uma que sua ex-namorada deu à luz, e tem somente 29 anos de idade. Sawyer não é uma menina jovem no coração, apesar de tudo. Ela já viu o interior de uma cela de prisão por longos oito anos, e cada um deles foi gasto pagando por um crime que não cometeu. Silas Mackenzie sabe assim que a vê, que ela já sacrificou o suficiente. E talvez... apenas talvez... assim como ele. É hora de Silas Mackenzie conseguir o que ele merece, e, no processo, colocar um pouco de felicidade de volta no mundo áspero de Sawyer, um beijo barbudo de cada vez.
O sétimo livro da série vai finalmente explicar a história do Presidente do MC, o Silas. Durante todo o caminho, os demais irmãos foram fazendo conjecturas sobre quem ele realmente era e sobre o seu passado. Afinal, toda vez que algum problema aparecia (e sejamos sinceros, não foram poucos), Silas fazia uma ligação e o seu “contato” tinha as informações necessárias para ajudar o MC.

Silas foi enviado pelo seu empregador para se infiltrar no MC décadas atrás, quando o local era repleto de atividades ilegais, como armamentos, drogas e estupros. Acontece que Silas era um homem casado e com filhos, mas mergulhou tão profundamente no disfarce que teve uma segunda esposa, uma old lady, com quem teve Sebastian. Sua primeira família passou por muitos apuros e até mesmo quase morreu quando um membro nada feliz com as mudanças que Silas estava implementando, descobriu a verdade. Esse é um dos motivos para que Sam, seu outro filho (e que terá uma série própria), não quer um relacionamento com o pai.

“Eu tinha perdido tudo há trinta anos... e mesmo agora com metade dos meus filhos entendendo o que eu tive que fazer, ainda não era suficiente para desfazer trinta anos de danos e provavelmente nunca seria.”

Sawyer é uma mulher de 29 anos que passou os últimos oito anos presa. Quando estava na faculdade, sua amiga Bristol e o seu namorado Isaac queriam ir a uma festa. Apesar dos protestos de Sawyer, os três foram para a festa e com a exceção de uma cerveja, a protagonista não bebeu e por isso foi a motorista na volta. Com o tempo ruim, um acidente ocorre e as quatro pessoas do outro veículo morrem. Saywer, que era uma jovem tímida, caseira e sem muita experiência de vida, se vê em um inferno pessoal.
“A família que tinha morrido naquela noite estava comemorando a formatura da sua filha e saíram para tomar sorvete. Os pais e o namorado da garota tinham saído no Bronco, com o rapaz dirigindo. Estava chovendo e a visibilidade era horrível, o acidente tinha sido brutal. Eu lembrava disso claramente. O resultado abalou a cidade. A menina tinha acabado de ser aceita na Universidade de Colúmbia para o final daquele mês. O namorado da menina já estava frequentando a Universidade de Colúmbia com uma bolsa de estudos para o futebol. Ele era um quarterback estrela, e a comunidade da faculdade tinha sentido a sua perda imensamente. A razão real, porém, que a comunidade continuava falando, era por causa dos pais. O pai era um professor na escola secundária, e a mãe era uma professora na escola primária.”
Os oito anos presa a transformaram. Além da própria dinâmica da prisão, Sawyer passou todo esse tempo tentando evitar ser abusada pelos guardas. Para isso, ela contou com sua colega de cela, Ruthie. As duas passaram 24 horas dos oito anos juntas. Sem privacidade alguma, tiveram que deixar o orgulho e o constrangimento de lado para não serem estupradas. Tal situação formou um laço entre as duas. Porém, Sawyer será libertada. 
“Ruthie Ruthann Comalsky era minha companheira de cela desde que entrei no mundo maravilhoso da penitenciária feminina Hunstville, há oito anos. Ela me protegeu quando os guardas tentaram me estuprar no primeiro dia que estive ali. E eu a protegi, quando tentaram fazer isso com ela naquela mesma noite como represália por me ajudar.” 
A adaptação não será fácil. Primeiro que a pacata cidadezinha é repleta de pessoas maldosas, que farão questão de transformar a vida da mocinha um inferno. Depois, a jovem sente-se à deriva, pois tudo está diferente. Bristol casou-se com o irmão gêmeo de Sawyer, Dallas, e estão morando na casa que um dia seria da protagonista. Certo amargor enche a boca de Sawyer ao saber disso.

Seus pais agem de forma estranha, como se tivesse uma barreira entre eles e sua mãe é muito próxima de Silas, o que causa um estranhamento e por incrível que pareça, ciúmes na protagonista. 

Silas foi uma das poucas pessoas que foram gentis com Sawyer após sua libertação. Entre os comentários cheios de deboche, a culpa por ter tirado quatro vidas e os pesadelos sobre o seu dia a dia na prisão, Sawyer está entrando em uma perigosa depressão. 

Silas sabe que Sawyer é jovem demais pra ele, mas seu olhar endurecido diz que ela passou por mais coisas do que uma pessoa geralmente passaria. Além disso, a sentença dela levanta suspeita. Afinal, ficar presa por oito anos por um acidente de trânsito e com o nível de álcool abaixo do normal no sangue é estranho. Ao investigar, Silas mexe em um vespeiro que pode prejudicar a todos.

O presidente também começa a receber ameaças de um passado que ele tanto tentou esquecer. Um passado que pode colocar todas as pessoas que ama em perigo, inclusive seu filho distante.

O livro é muito bem desenvolvido e tem todos os elementos para agradar o leitor: muita ação, revelações, protagonistas fortes, uma história impactante e muita sensualidade, além de algumas cenas de sexo de tirar o fôlego. 

Esse provavelmente era o livro mais esperado, pois Silas é um personagem presente em toda a série e desde o primeiro livro ficou claro que é um homem enigmático, poderoso e cheio de segredos e finalmente temos a oportunidade de conhecê-lo melhor.

Postado por:
Carolina Durães

0 comentários:

Postar um comentário

A sua opinião é muto importante para nós. Obrigada!
Os comentários do blog passam por moderação antes de serem publicados.

O StarBooks é onde trocamos figurinhas sobre livros, lançamentos literários e suas adaptações, entre outras coisas; sempre com o objetivo de incentivar a leitura independente de gênero. (Mais?)

 
StarBooks © Todos os direitos reservados :: voltar para o topo