12.7.17

Resenha] Lúcida :: Ron Bass & Adrienne Stoltz

Lúcida 
Autores: Adrienne Stoltz & Ron Bass
Editora: Galera Record
Páginas: 364
Skoob  | Goodreads | Amazon
Um thriller psicológico eletrizante, do roteirista de Rain Man e O casamento do meu melhor amigo. Sloane é uma aluna nota 10, com uma grande e amorosa família. Maggie vive uma existência glamorosa e independente, como aspirante a atriz em Nova York. As duas não poderiam ser mais diferentes. A não ser por um pequeno detalhe, algo que não têm coragem de revelar a ninguém. À noite, cada uma sonha que é a outra. Os sonhos são tão vívidos que as garotas sentem e experimentam o que a outra está passando naquele momento. Seriam as duas reais? Uma delas estaria mentalmente instável e imaginando a outra? Seriam ambas a mesma pessoa? Qual delas é real?
Lúcida é um livro que traz uma história diferente e surpreendente. Narrada em primeira pessoa, a história alterna entre duas personagens: Sloane e Maggie. Ambas são adolescentes de 17 anos de idade, mas moram em cidades diferentes e tem vidas completamente opostas.

Maggie mora em NY com a mãe, uma mulher que está sempre ausente por conta de seu trabalho e que deixa sob a responsabilidade da jovem sua irmã mais nova. Maggie vive em meio do glamour, com roupas exclusivas, convites para eventos VIP e uma promissora carreira como atriz. Quem observa sua vida, acha que tudo é maravilhoso...

Sloane mora na cidadezinha de Mystic com seus pais e irmão caçula. O seu relacionamento com a mãe é frágil e a perda do seu melhor amigo ainda é muito recente. 

O que essas jovens têm em comum? Elas sonham uma com a outra. Isso mesmo. Enquanto Sloane dorme, ela sonha com o dia de Maggie e todo o glamour que NY tem a oferecer. E quando Maggie dorme, ela sonha com a escola, a família e o dia a dia de Sloane na pequena cidade.
"Então o pânico bate, com todos os meus questionamentos a respeito desses meus sonhos serem fruto de uma insanidade e para onde podem me levar, e a ironia incrível que é Maggie ter uma psiquiatra. Meu grande medo é um dia ser normal: vou adormecer, e Maggie não estará mais aqui. Vou ter apenas sonhos comuns, uma boa noite de sono. E ela terá desaparecido. Mas meu maior medo é o que preciso repetir pra mim mesma que jamais acontecerá. A noite que Maggie for dormir, e eu desaparecer.''
As duas sonham uma com a outra já tem um bom tempo e de certa forma, é reconfortante. Mas e quando os sonhos começam a interferir no cotidiano?

Como os capítulos vão alternando entre a narrativa de Maggie e Sloane, o leitor tem a impressão de que está lendo o diário dessas garotas, graças ao tom intimista e pessoal que elas dão ao texto. Além disso, a escrita é tão dinâmica que a leitura se torna fluida e o leitor fica cada vez mais ansioso para avançar para a próxima página e descobrir o que vai acontecer a seguir.

Lúcida traz uma proposta diferente e possui protagonistas intrigantes e fascinantes. É possível compreender seus medos e inseguranças e identificar-se com Sloane e Maggie. 

O grande problema que eu tive com o livro foi o final, pois achei que em determinado momento, os autores decidiram acelerar a história para que tudo fique explicado. Acredito que poderia ter existido um maior desenvolvimento nas últimas páginas.
"A única coisa que eu, e mais ninguém, carrego comigo é Maggie. Como vai ser no dia em que parar de sonhar com ela, a irmã e aquele cachorro enfezado? Em seguida, o pensamento que é sempre o vagão final naquele trem desgovernado: é inteiramente possível que, um dia, Maggie vá dormir e eu simplesmente desapareça, e tudo ao meu redor desapareça comigo, e ela terá sonhos normais e uma vida íntima normal. Esse é o pensamento mais desatinado de qualquer ser humano já teve no universo. Meu único conforto é saber que Maggie pensa nisso também." 

0 comentários:

Postar um comentário

A sua opinião é muto importante para nós. Obrigada!
Os comentários do blog passam por moderação antes de serem publicados.

O StarBooks é onde trocamos figurinhas sobre livros, lançamentos literários e suas adaptações, entre outras coisas; sempre com o objetivo de incentivar a leitura independente de gênero. (Mais?)

 
StarBooks © Todos os direitos reservados :: voltar para o topo