21.7.17

[Resenha] Mestre das Chamas :: Joe Hill

Mestre das Chamas
Autor: Joe Hill
Editora: Arqueiro
Páginas: 592
Skoob  | Goodreads | Amazon
Ninguém sabe exatamente como nem onde começou. Uma pandemia global de combustão espontânea está se espalhando como rastilho de pólvora, e nenhuma pessoa está a salvo. Todos os infectados apresentam marcas pretas e douradas na pele e a qualquer momento podem irromper em chamas. Nos Estados Unidos, uma cidade após outra cai em desgraça. O país está praticamente em ruínas, as autoridades parecem tão atônitas e confusas quanto a população e nada é capaz de controlar o surto. O caos leva ao surgimento dos impiedosos esquadrões de cremação, patrulhas autodesignadas que saem às ruas e florestas para exterminar qualquer um que acreditem ser portador do vírus. Em meio a esse filme de terror, a enfermeira Harper Grayson é abandonada pelo marido quando começa a apresentar os sintomas da doença e precisa fazer de tudo para proteger a si mesma e ao filho que espera. Agora, a única pessoa que poderá salvá-la é o Bombeiro, um misterioso estranho capaz de controlar as chamas e que caminha pelas ruas de New Hampshire como um anjo da vingança. 


Mestre das Chamas é a novidade da editora Arqueiro para o mês de julho. Em parceria com o blog StarBooks, a mim foi enviado o novo livro do Joe Hill, filho do mestre do terror Stephen King e conhecido pelo seu romance de estreia, A Estrada da Noite.

O autor, Joe Hill

Em Mestre das Chamas acompanharemos a história de Harper, uma jovem enfermeira casada com Jakob. Eles parecem um casal apaixonado, até que um apocalipse toma conta do mundo e arrasta milhares de pessoas para a morte. O inusitado é que essas pessoas contraem o que ficou popularmente conhecido como “Escama do Dragão” (listras incandescentes das cores prata e dourada), que se espalha por todo o corpo até pegar fogo e matá-las tanto queimadas quanto asfixiadas por causa da fumaça que a doença exala.

Harper então se dispõe a trabalhar como voluntária em um hospital, e lá ela conhece o Bombeiro, um homem um tanto normal, mas que se mostra, ao longo da história, capaz de controlar a doença e, assim, impedir que seu corpo pegue fogo. Entretanto, quando o hospital é incendiado e os funcionários (entre eles a própria Harper) e os pacientes sobreviventes são obrigados a abandonar o local, Harper volta para a casa, onde, após tanto tempo, reencontra Jakob, seu marido, e descobre não estar tão apaixonada assim por ele. Ele muito menos.

De volta à relação, agora fria e um tanto ameaçadora, a jovem enfermeira se vê contaminada pela doença. E enquanto a Escama do Dragão se espalha por todo o seu corpo, Harper descobre estar grávida de Jakob. O marido, não-infectado, nega Harper e o filho, isolando-a em sua casa. Só que em algumas semanas ele volta e alega estar infectado também, o que desperta nele uma fúria assassina, dizendo que os dois devem morrer juntos.

Prólogo do livro

Harper, preocupada com sua gravidez e sem saber se viverá para trazer o bebê ao mundo, escapa das garras do marido, sendo salva pelo Bombeiro, a fugira que, a partir de agora, faz total parte da sua vida. Ela então é levada a uma comunidade feita de pessoas infectadas que conseguem se manter vivas através de uma espécie de culto.

Mesclada às novas companhias e temendo pelo surgimento do marido e pela sua gravidez, Harper passa a conviver com pessoas que, aos poucos, vão lhe causando cada vez mais medo.

1ª parte das 9 partes do livro

Mestre das Chamas é um livro surpreendente sobre pessoas. Não se enquadra em típicos livros apocalípticos, nem retrata casos de total destruição. A trama, que envolve Harper e seus companheiros, vai se estreitando à medida que o clímax vai surgindo, mas não por causa da extinção da população, e sim em relação à capacidade que as pessoas têm em tentarem se relacionar.

Temos, também vários casos legais para analisar, como o fato de Harper, uma jovem grávida, enfermeira e agora solteira, possuir tanta força de vontade. Ora, enquanto ela se defende também defende seu bebê. Além de ser uma das melhores personagens que já me deparei. Há, também, a relação marido-mulher e o típico homem-caça-mulher-para-matar, que apesar de ser um assunto de alcance machista ou algo do tipo, acredito que os autores (como o Stephen King ama fazer) retratam tais casos visando a força feminina. E Harper atingiu o topo dessa força.

Ao longo da trama somos apresentados aos demais personagens que compõem a tal comunidade. Eu particularmente gostei de todos, embora um ou outro (os vilões propriamente ditos) me deu ânsia de vômito (de verdade, por serem tão manipuladores/bobocas). Juro que xinguei quando alguns segredos foram revelados. Enfim, e, com esses personagens, somos levados a uma seita. Não de verdade, mas imaginei algo assim, uma seita que procura paz e comunhão, mas acaba se esquecendo desses propósitos.

Religião, drama e suspense permeiam cada página do calhamaço (ignore essa palavra e vá ler essa obra-prima). Dos livros do Joe eu só tinha lido Nosferatu e não tinha gostado muito, por isso comecei com um pé esquerdo nesse novo romance. Me surpreendi totalmente, e só o que quero fazer agora é voltar a ler Mestre das Chamas.

Se você gosta de personagens fortes, de tramas bem feitas, sólidas, sem nenhuma ponta solta, se gosta de dramas misturados com suspenses, só leia. Não sei se o Joe Hill ganhou algum prêmio com o livro, mas, se ainda não ganhou, podem ter certeza de que vai (correção: ele ganhou o Locus Award for Best Horror Novel (2017) e o Goodreads Choice Award for Horror (2016)). Se ele continuar desse jeito, uma hora alcança os talentos cósmicos do pai.


Elogios a parte, o livro me prendeu e me conquistou. A editora Arqueiro fez um ótimo trabalho ao trazer para o Brasil mais um livro do Joe. Que venham mais livros desse cara tão bons quanto Mestre das Chamas. 

Por Saullo Brenner

0 comentários:

Postar um comentário

A sua opinião é muto importante para nós. Obrigada!
Os comentários do blog passam por moderação antes de serem publicados.

O StarBooks é onde trocamos figurinhas sobre livros, lançamentos literários e suas adaptações, entre outras coisas; sempre com o objetivo de incentivar a leitura independente de gênero. (Mais?)

 
StarBooks © Todos os direitos reservados :: voltar para o topo