14.8.17

[Resenha] Uma Pequena Mentira :: K.A. Tucker

Uma Pequena MentiraTen Tiny Breaths #2
Autora: K.A. Tucker
Editora: Rocco
Páginas: 352
Skoob Goodreads | Amazon
Livie, a mais centrada das irmãs Cleary, segurou as pontas após a morte dos pais num acidente em que Kacey, a mais velha, foi a única sobrevivente, e cuidou da irmã quando ela caiu em depressão. Aos poucos, Kacey superou seus traumas e encontrou a felicidade, enquanto Livie se dedicava aos estudos. Agora, no segundo do livro da série de sucesso Ten Tiny Breaths, K.A. Tucker joga o foco de sua envolvente narrativa sobre a caçula. Livie acaba de ingressar na tradicional Universidade de Princeton e está pronta para viver as emoções típicas de uma caloura, o que inclui frequentar as festas no campus, fazer novos amigos e encontrar um namorado bacana com quem possa tecer planos para o futuro. Ela só não esperava se envolver justamente com um cara como Ashton Henley, o capitão do time de remo com fama de garanhão. Com medo de ser apenas mais uma na lista de conquistas de Ashton, Livie tenta agir com a razão, como sempre fez. Mas até que ponto vale a pena dominar seus sentimentos por medo de se machucar? 
Um pequena mentira é o segundo volume da série ''ten tiny breaths'', o primeiro livro ‘‘Respire’’ (resenha aqui) foi narrado pelo ponto de vista da Kacey, e o segundo volume tem como protagonista a irmã mais nova de Kacey, Livie. Já adianto que Respire tem uma vibe bem diferente da do primeiro livro e adorei ver a autora desenvolver um enredo com personagens com personalidades tão distintas da dos protagonistas do primeiro livro.

Livie sempre foi centrada e a mais madura das irmãs Cleary, agora está entrando na vida acadêmica e como desde criança já tinha seu plano de carreira traçado, tudo o que ela mais deseja, com o apoio da sua irmã, é ir muito bem em todas as matérias e ficar mais próxima da carreira médica.

Só que antes de as aulas começarem, uma das fraternidades da universidade promove uma festa e Kacey não perde a chance de incentivar a sua irmã a participar, a realmente mergulhar em todas as experiências que a nova vida estudantil pode propiciar. Kacey quer que a sua irmã deixe de ser tão certinha e simplesmente viva, sinta, experimente e está determinada a promover a primeira bebedeira da irmã, então imaginem quão animada a noite promete ser.
"Suspiro ao olhá-la. Sei o que ela está fazendo. Fora me embebedar, claro. Ela está tentando me distrair da parte triste de hoje. Que meu pai não está aqui no dia em que deveria estar. No dia em que começo em Princeton. Afinal, esse sempre foi seu sonho. Ele foi um aluno muito orgulhoso e queria que suas duas filhas estudassem aqui. As notas ruins de Kacey, depois do acidente, não permitiram essa possibilidade, que ficou para mim. Portanto, eu estou vivendo o sonho dele - meu sonho também -, e ele não está aqui para ver."
Livie, mesmo desconfiada confia plenamente na irmã e se deixa levar, e durante a festa acaba conhecendo um cara que mexe com ela, Ashton, e os dois acabam se divertindo bastante, com direito a tatuagens e tudo! Mas o dia seguinte bate à porta e após a bebedeira da noite anterior Livie está bem confusa sobre o que aconteceu e pouco a pouco após a ressaca algumas lacunas vão sendo gradativamente preenchidas, e que noite agitada ela teve!

Após a festa é cada um para o seu lado. Mesmo tendo adorado a companhia, Livie sabe que o que ela e Ashton tiveram foi só curtição de festa. Mas porque será que ela não consegue parar de pensar nesse cara? E para sua decepção, ao contrário da sua memória que ainda está confusa, a de Ashton está bem nítida, uma pena que ele faz questão de deixar claro que a noite passada é uma que ele gostaria de esquecer.

Livie tenta seguir em frente e até começa a sair com um rapaz, Connor, que ao seus olhos é o cara perfeito e que os seus pais o achariam o cara ideal. Imaginem a sua surpresa quando descobre que Ashton não só é melhor amigo do seu quase namorado, como eles estão na mesma equipe de remo, dividem a mesma casa e que o cara da festa é comprometido. Nada como um belo soco no estômago.

Sempre almejamos o que não podemos ter, e para Livie é inevitável ter Ashton em seus pensamentos e a culpa por não se dedicar ao Connor, o cara que quer construir um relacionamento com ela. A situação só piora com o Ashton cada vez mais presente e atencioso aos pequenos detalhes, uma pena ele ter deixado claro que os dois não podem ter um futuro. Mas há um motivo por trás disso e com certeza é algo bem difícil de prever, e quando a trágica verdade finalmente vier a tona, enfim o comportamento dúbio de Ashton começará a fazer sentido e tudo será explicado.

Com uma narrativa que te prende K.A Tucker mostra mais uma vez que gosta de tocar em temas que são presentes na vida de muitas pessoas, mas que são pouco retratados na literatura, no primeiro livro a autora abordou sobre embriagues e direção, bem como traumas e como a terapia pode auxiliar; nesse segundo volume ela mais uma vez retrata a terapia, demonstrando que até pessoas ‘‘normais’’ que aparentemente não apresentam reações a um determinado evento traumático podem tirar proveito dela, e não posso deixar de citar a agressão infantil, tanto psicológica quanto física que é prejudicial para o desenvolvimento saudável de um indivíduo e que a autora cita com maestria. 

No primeiro livro conhecemos o psiquiatra da Kacey e nesse segundo volume ele desemprenha um papel tão importante na vida de Livie quanto desempenhou na de Kacey e Trent, ele a faz realizar as tarefas mais malucas e inimagináveis e isso a faz ver um lado diferente de quem ela é, faz ela se abrir mais a outras possibilidades e se conhecer, gostei de a autora abordar a terapia como algo necessário tanto para aqueles que sofreram traumas e que claramente apresentam uma reação ao evento quanto para aqueles que aparentemente levam a vida numa boa.

O próximo livro da série terá como protagonista o Cain, o enigmático chefe de Kacey que nos foi apresentado no primeiro livro. Lembrando que cada livro pode ser lido sozinho, sem necessariamente precisar ler os demais que compõem a série, mas eu honestamente recomendo que se você gosta do gênero New Adult e de romances com uma certa carga de drama, leia os livros na ordem pois assim poderão, assim como eu, adorar os momentos em que os protagonistas do livro anterior aparecem para interagir.
Acho que nem preciso dizer que recomendo o livro, né?!

13 comentários:

  1. Adorei a resenha! Vou ter que pegar o primeiro para ler então... Eita que sempre estou no meio com alguma série... Não me livro! Hahahaha

    ~ Compulsivamente Literária

    ResponderExcluir
  2. Já fiquei curiosa! Adoro livros desse estilo e não sabia que era uma série. Ouvi falar de Respire, mas ainda não tive a oportunidade de ler. Vou anotar a dica e ler primeiro respire. Bjos

    ResponderExcluir
  3. Nossa to passada não sabia que Respire tinha continuação (não me julgue), parece bem uma história bacana, mas ainda não li o primeiro. Mas vou anotar a dica.

    Bjs
    Suka
    http://www.suka-p.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Não conhecia a série. No momento, estou buscando leituras mais leves e com temas menos tristes. No entanto, pela qualidade que você destacou tanto neste quanto no anterior, é uma dica que irei guardar para uma época mais oportuna. Abraços!

    ResponderExcluir
  5. Olá, muito boa a sua resenha.
    Eu gosto bastante de livros do gênero New Adult e de romances, então acho que "Uma pequena mentira" seria uma leitura que me agradaria, só pela sua resenha já senti certa empatia pelas situações que a protagonista vive.

    ResponderExcluir
  6. OI, tudo bem?
    Gostei desse livro, pois gosto quando as autoras trabalham temas importantes e que pouco vemos na literatura. Uma pena que não li o primeiro livro. Assim como você, também gosto de acompanhar os personagens do volume anterior interagindo. Leria a série com certeza.

    Livros, vamos devorá-los

    ResponderExcluir
  7. Olá, tudo bem?

    Não conhecia a série mas fiquei bastante curiosa com a história. Sua resenha deu bastante detalhe e me deixou com vontade de ler. Anotei a dica!

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Olá! Não conhecia o livro, achei a premissa legal e que o enredo aborda coisas interessantes, é o livro dois, não dá para ler em separado? Em todo caso vou procurar pelo primeiro volume, obrigada pela dica, beijos!

    Entre Livros e Pergaminhos

    ResponderExcluir
  9. Olá,

    N]ão conhecia o livro mas gostei muito da premissa, careço de mais informações sobre o primeiro volume, mas pesquisarei mais a respeito.

    Abraços,
    Cá Entre Nós

    ResponderExcluir
  10. Não sei por quê, mas achava que essa série se tratava de livros de suspense! hahaha Que surpresa ver que são romances, mais para New Adults, um gênero que leio muito e adoro. Fiquei super interessada na leitura!! Sua resenha ficou ótima :D

    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Olá! Adorei a capa do livro e gostei bastante de sua resenha, ainda mais por se tratar de um romance que me pareceu voltando para jovens. Acho interessante quando o autor aborda temas polêmicos como embriaguez e a necessidade de terapia, fiquei curiosa para ler a série. New adult com toques de drama e mais que recomendado por você, vou ler com certeza!
    Beijos!
    Karla Samira
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oie! Tudo bem?

    Se não estou enganada ja vi o primeiro volume dessa obra por ai e tinha gostado bastante da proposta dela, essa não foi diferente! Que capa linda, e com certeza irei atrás da obra para realizar a leitura dela!

    Bss

    ResponderExcluir
  13. Sabe que ganhei o primeiro livro dessa série e até hoje o pobre está encostado aqui porque nem sabia se ficaria com ele? Mas agora fiquei com vontade de ler, curti saber que aborda embriaguez e direção, é importante falar disso. Se eu curtir, compro esse segundo também, de qualquer jeito gosto de ler na ordem pra ver mesmo isso dos personagens de livros anteriores interagindo, mesmo com protagonistas diferentes em cada volume.

    ResponderExcluir

A sua opinião é muto importante para nós. Obrigada!
Os comentários do blog passam por moderação antes de serem publicados.

O StarBooks é onde trocamos figurinhas sobre livros, lançamentos literários e suas adaptações, entre outras coisas; sempre com o objetivo de incentivar a leitura independente de gênero. (Mais?)

 
StarBooks © Todos os direitos reservados :: voltar para o topo