26.9.17

[Resenha] Aristóteles e Dante descobrem os segredos do universo :: Benjamin Alire Sáenz

Aristóteles e Dante descobrem os segredos do universo
Autor: Benjamin Alire Sáenz
Editora: Seguinte
Páginas: 390
Dante sabe nadar. Ari não. Dante é articulado e confiante. Ari tem dificuldade com as palavras e duvida de si mesmo. Dante é apaixonado por poesia e arte. Ari se perde em pensamentos sobre seu irmão mais velho, que está na prisão. Um garoto como Dante, com um jeito tão único de ver o mundo, deveria ser a última pessoa capaz de romper as barreiras que Ari construiu em volta de si. Mas quando os dois se conhecem, logo surge uma forte ligação. Eles compartilham livros, pensamentos, sonhos, risadas - e começam a redefinir seus próprios mundos. Assim, descobrem que o amor e a amizade talvez sejam a chave para desvendar os segredos do Universo.
Dante conhece Aristóteles em uma piscina, eles são o contrário um do outro, em termos de personalidade. Dante é mais acanhado, enquanto Ari expressa confiança. Além disso, eles têm uma característica que os diferenciam um pouco dos outros meninos da cidade onde moram, eles são descendentes de mexicanos e têm nomes de personalidade. Essas "diferenças" fazem com que eles se aproximem um do outro e firmem amizade, afinal, apenas eles dois compreendem um ao outro.
Talvez porque Dante conseguia se adaptar a qualquer lugar. E eu, eu sempre tinha a sensação de não pertencer a lugar nenhum. Não pertencia sequer ao meu próprio corpo. Eu estava me transformando em um desconhecido. A mudança doía, mas eu não sabia por quê. E minhas emoções não faziam sentido. (página 95)
A presença de Ari na vida de Dante faz com que o rapaz comece a questionar e pensar mais sobre a vida, eles partilham segredos e momentos profundos onde cada um pode conhecer o melhor o outro e debater sobre a imensidão da vida, do universo e seus segredos. É uma amizade forte que traz impactos às vidas dos dois para sempre. É um livro que trata sobre o amor, a paixão, a amizade e o amadurecimento pessoal de cada personagem envolvido. E sobre redescobertas.

Aposto que às vezes é possível desvendar todos os mistérios do universo na mão de uma pessoa. (página 156) 


O livro possui capítulos curtos e uma linguagem leve que envolve o leitor a cada página, o autor soube usar algumas cenas clichês à seu favor e despertar o interesse para a perspectiva do Ari, já que o livro é narrado apenas pelo ponto de vista de Dante. Até nos momentos mais tensos da trama, eu senti como se o autor acalmasse tudo por meio das palavras. 

E com paciência, eu me apaixonei pelos dois personagens principais dessa história. Sofri, ri e chorei com eles. É um livro que nos faz questionar e aceitar, nos faz desenvolver empatia até pelos personagens mais maléficos da trama. 

O interessante da história também é ver como os pais desses personagens lidam com certos assuntos e esse simples fato colocou a história em outro nível para mim. Não é mais um livro que aborda LGBTs de um ponto de vista triste e com um final mais triste ainda. Não. Benjamin Alire Sáenz conseguiu construir uma história feliz, com personagens felizes e deixar o leitor satisfeito, porque nós já estamos cansados de nossa realidade terrível com demonstrações homofóbicas por todos os cantos, então queremos ler livros que não repitam o comportamento tenebroso que vemos aqui fora. Indico para todos que gostem de uma boa história de amor, personagens cativantes e desfechos surpreendentes. 

Escrito por
Amanda Pires

0 comentários:

Postar um comentário

A sua opinião é muto importante para nós. Obrigada!
Os comentários do blog passam por moderação antes de serem publicados.

O StarBooks é onde trocamos figurinhas sobre livros, lançamentos literários e suas adaptações, entre outras coisas; sempre com o objetivo de incentivar a leitura independente de gênero. (Mais?)

 
StarBooks © Todos os direitos reservados :: voltar para o topo