controles do slide

3.9.18

[Resenha] Amor Amargo :: Jennifer Brown


Amor Amargo
Autora: Jennifer Brown
Editora: Gutenberg
Páginas: 256
Skoob Goodreads | Amazon
Último ano do colégio: a formatura da estudiosa Alex se aproxima, assim como a promessa feita com seus dois melhores amigos, Bethany e Zach, de viajarem até o Colorado, local para onde sua mãe estava indo quando morreu em um acidente. O Dia da Viagem se torna cada vez mais próximo, e tudo corre conforme o planejado.
Até Cole aparecer.
Encantador, divertido, sensível, um astro dos esportes. Alex parece não acreditar que o garoto está ali, querendo se aproximar dela. Quando os dois iniciam um relacionamento, tudo parece caminhar às mil maravilhas, até que ela começa a conhecê-lo de verdade…
Alex tem um grande sonho, ir para o Colorado com seus dois melhores amigos, Bethany e Zach, após a formatura. O Colorado tem uma simbologia muito forte para Alex já que esse era o destino da sua mãe antes de ela morrer e o fato do seu pai não tocar no assunto só a deixa mais ansiosa para tentar entender o que se passou com a sua mãe quando houve o acidente. Ela passa a obra toda almejando se conectar a essa pessoa que é essencial e que faz uma grande falta na sua vida.

Os três amigos são inseparáveis, sabe aqueles amigos que se tornam irmãos? É isso que esse três são. Ou eram. A amizade fica desestabilizada quando um novo membro entra na equação: Cole. Cole é o aparente rapaz dos sonhos, ele é a representação de tudo o que Alex acha atrativo e interessante, ele é bonito, engraçado, gosta de poemas, assim como ela e com ele ela pode se abrir e compartilhar sobre como a perda da mãe dela a afetou, ele a entente como ninguém. A partir da amizade o relacionamento deles vai progredindo para um romance bonito.

Romance iniciado, é então que descobrimos como as aparências podem enganar e que não há nada como a convivência para fazer uma pessoa demonstrar a sua real personalidade, afinal, o lobo não consegue se esconder por muito tempo na pele de cordeiro e uma hora a máscara simplesmente cai, mesmo que depois ela volte para que venha a cair novamente num círculo vicioso doentio em que só uma das partes pode ser responsável por encerrar. Cole é a primeira vista um cara legal e decente, e torcer pelo relacionamento dos dois é simplesmente algo lógico de se fazer, até que Cole começa dar algumas pistas do que está por vir: ele passa a ser ciumento, excessivamente protetor com Alex e repentinamente aparece nos lugares em que ela disse que iria para observá-la, algo que no começo pode parecer fofo a ela ao longo da trama se torna aterrorizante.

A vida da Alex passa por uma montanha russa de sentimentos e conflito interno e em diversas situações há o questionamento se um momento ruim deveria ofuscar todos os outros bons. Até que chega a hora em que tudo tem que ser pensado para evitar uma determinada reação por parte do namorado, só que as vezes nem tudo na vida é controlado e quando o Cole vê algo que não gosta nós sabemos que o retorno da situação em forma de algum tipo de agressão à Alex é certo e isso é muito triste de ser lido. Cole agride Alex tanto com palavras quanto com agressões físicas e chega a ser agoniante ver como ele domina a sua mente e o impacto que causa na vida da protagonista e na das pessoas que estão ao redor dela e que percebem a sua inegável mudança de comportamento, mesmo que ela passe grande parte da obra afirmando à terceiros que tudo está mais do que ótimo.

‘‘Ele estava mesmo se esforçando. Estava se esforçando por mim. E se ele havia ou não cometido um erro não importava. O que importava era que havia aprendido com ele e estava tentando ser alguém melhor, certo?
Pelo resto da noite, nem lembrei que estava com o rosto machucado.’’

Jennifer escreveu sobre o relacionamento de Alex e Cole de forma passional e crua, nos dando um vislumbre do quão soturno e auto depreciativo o mundo de uma pessoa que está em um relacionamento abusivo pode se tornar. A obra narra sobre como Alex e Cole se conheceram e como o relacionamento deles surgiu e ainda, vamos acompanhando como é a progressão de algo que é aparentemente tão bonito em algo sombrio e destrutivo.

A Alex é uma guerreira! Entramos na mente dela e vemos como é fazer parte de um relacionamento abusivo e que simplesmente sair dele não é tão fácil quanto se imagina, ainda mais quando você de fato ama essa pessoa. Ao longo da história Alex passa a ser uma sombra da garota que ela outrora fora. Seus amigos constantemente a alertaram sobre o comportamento de Cole e nesse caso, quem disse que o amor é cego está completamente certo. Alex passa a racionalizar tudo além do normal pensando na reação do namorado e só entende a sua real situação quando a gota d’água chega e uma resposta definitiva precisa ser dada.

A leitura por vezes se tornou densa, melancólica e arrastada, eu tive dificuldades de seguir em frente com ela, algumas vezes parecia se tratar de uma leitura que eu não terminaria nunca, eu só queria que todo o sofrimento acabasse e que a protagonista percebesse o que estava realmente acontecendo com ela. Sinceramente, há anos que não demoro tanto para finalizar um livro como demorei com Amor Amargo, o que me deixou decepcionada inicialmente mas agora compreendo que foi a forma como a autora quis passar os sentimentos da protagonista que tornou a leitura dessa forma. Ainda, não posso deixar de comentar que para mim essa leitura não foi prazerosa e acredito que um dos motivos principais tenha sido a minha falta de conexão com a protagonista e demais personagens, bem como pela narrativa ter se estendido além do necessário.

O fato da Jennifer Brown tocar em assuntos sensíveis e tidos como tabus é algo que gosto e admiro pois eles proporcionam reflexões sobre temas que realmente importam e ainda, a autora nos faz visualizar os dois lados de uma mesma situação. Nem consigo imaginar o quão difícil deve ser o processo de escrita de uma obra como essa, assim como deve ter sido com outra obra de sucesso da autora: A Lista Negra que toca em vários tópicos delicados (e cuja obra me proporcionou ao final uma experiência oposta à obtida em Amor Amargo).

Algo que eu aprendi com os livros da Jennifer Brown: as situações e traumas pelos quais você passou não te definem, você é muito mais do que alguém pode te dizer que é; ser uma vítima de uma situação não pode te impedir de ser uma sobrevivente e sair vitoriosa de tudo pelo que passou e que sofrer internamente e não dividir o que acontece contigo não deve ser uma opção, sempre temos com quem contar.


Uma observação: não recomendo o livro para quem já passou por algum tipo de relacionamento abusivo pois as experiências sofridas pela protagonista podem servir de gatilho emocional.

comentários pelo facebook:

6 comentários

  1. Oi!
    Eu sempre quis ler esse livro mas eu sou meio sensível a esse tipo de tema, então eu nunca consegui seguir em frente no propósito de ler. Mas pelas resenhas todo mundo fala que é um ótimo livro, além de ser necessário. Espero poder ler um dia.
    Beijo
    http://www.suddenlythings.com/

    ResponderExcluir
  2. Oiii Andy

    Realmente parece ser uma leitura tensa, melancólica mas envolvente. Nunca li nada da Jennifer e tenho curiosidade, vou anotar esse, acho que tb iria gostar

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Andy.
    Depois da leitura de A Lista Negra fiquei bem interessada em ler Amor Amargo pois parece um livro e a narrativa da autora é poderosa. O ensinamento que permanece no livro me deixa com uma perspectiva boa da obra sobre superação e necessidade de ser mais do que um cara pode oferecer.
    Amei sua resenha.
    Beijos.

    Blog: Fantástica Ficção

    ResponderExcluir
  4. Ei! Tudo bem?

    Sua resenha está incrível, é a primeira coisa que eu preciso falar.
    Segundo, que livro! Não conhecia exatamente a história, mas com sua crítica eu consegui entender um pouco melhor, tipo a questão do Cole, achei válido você falar sobre, a leitura deve ser feita com cuidado.
    Já quero comprar o meu exemplar e ler logo.

    Beijos!
    http://www.365coresdouniverso.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Eu já vi várias resenhas desse livro, mas até hoje não tenho coragem de ler, me parece tão duro que tenho certeza que apesar de não ter sofrido essas situações, ele vai me deixar mal. Espero um momento que seja mais propicio para conhecer essa história, pq acredito mesmo que ela merece ser lida.

    osenhordoslivrosblog.wordpress.com

    ResponderExcluir
  6. Oie...eu jpa vim uma Boocktuber falar sobre esse livro, mas não me lembro qual. Mas ela tinha gostado bastante, até cheguei a baixar no meu Kindle para ler. Mas com você pelo visto a leitura não funcionou muito né?! É ruim quando uma leitura se torna arrasta e cansativa, pior ainda quando não nos conectamos direito com os personagens. Sei exatamente o que é isso. Demorar para ler um livro nos cansa e desespera. Mas mesmo assim acho que vou continuar a dar uma chance para ele em um momento oportuno. Adorei a sua resenha.
    Bjs

    Oie...
    Acredita que NUNCA li um livro de conto?? rsrs...que vergonha ne?! Mas eu adorei esse que você indicou, ainda mais que você mencionou que cada conto é melhor que o outro. Acho que vou adicionar ele na minha lista de desejados. E realmente a capa é perfeita e o livro também por dentro.
    Amei :)
    Bjss

    http://www.livrosemarshmallows.com/

    ResponderExcluir

A sua opinião é muto importante para nós. Obrigada!
Os comentários do blog passam por moderação antes de serem publicados.

últimas resenhas