controles do slide

21.4.19

[CINE SB] CRÍTICA: MEGARRROMÂNTICO - ISN'T IT ROMANTIC (2019)

Resultado de imagem para megarrromântico
A comédia romântica que não queria ser comédia romântica.


Título: Megarromântico (Isn't it romantic)
Ano: 2019
Direção: Todd Strauss-Schulson
Roteiro: Dana Fox, Erin Cardillo, Katherine Silberman
Gênero: Comédia / Sátira
Duração: 1h 28min
Elenco: Rebel Wilson, Liam Hemsworth, Adam Devine



Sinopse: 

Natalie (Rebel Wilson) é uma jovem arquiteta que se empenha para ser reconhecida por seu trabalho. Ela que sempre foi uma cética quanto ao amor, tem um encontro conturbado que termina com ela sendo assaltada e deixada inconsciente. Quando acorda. a moça vê que misteriosamente foi parar em um filme de comédia romântica.




Bom dia, boa tarde e boa noite pessoas da internet! Depois de um tempinho (ou anos) de correria, ~VOLTEI~ para atualizar as novidades e não tão novidades moviemáticas desse querido blog que vos serve, e para meu retorno, escolhi aquele filme bem morninho para assistir no dia mais preguiçoso de vocês, quem não gosta?

Vamos falar de MEGARRROMÂNTICO.
Se você tem Netflix, já deve ter passado por esse lançamento na tela inicial. O filme é uma sátira ao próprio gênero, e faz isso de um jeito como quem não quer nada, ou seja - não tem lá um desfecho bom, nem cenas mais interessantes ou diálogos surpreendentes, é morno do início ao fim. A não ser por algumas sacadas divertidas como o fato da protagonista não poder falar palavrão (à la The Good Place), ou os momentos musicais clássicos que Natalie abomina e mesmo assim é forçada a participar, Megarrromântico te deixaria no máximo com um sorrisinho de canto na cara.


Calma aí! Isso não quer dizer que o filme não cumpre seu propósito. Eu gostei de verdade das referências aos filmes da Julia Roberts (pretty womaaaan), dos detalhes clichês cuidadosamente não esquecidos (o cara gostosão e arrogante, o amigo gay megaforçado, disputa de karaokê e tudo mais), e é claro, da maravilhosa Rebel Wilson que eu amooo, mas que não foi lá muito aproveitada.
Refleti um bom tempo para conseguir internalizar que alguns filmes simplesmente não tem intenção nenhuma de ser mais do que são - e esse é, simplesmente, uma comédia romântica que não queria ser (e que no fim é) -, mas não posso evitar desejar por uma reviravoltinha que seja, um "vão se danar!" e "parem de fazer filmes onde gordas não são desejadas ou só podem ser desejadas por caras vistos como nerds engraçados". 

No fim das contas, fazer paródia de comédias românticas não é lá uma novidade, mostrar uma mulher solitária e "pouco atraente" se transformar em uma mulher forte depois de passar maus bocados na mão de homens também não é. Agora, se você quiser assistir ainda assim, eu não vou te julgar, vai ser nosso segredo, tá? 
Bom filme!



comentários pelo facebook:

Um comentário

  1. Oi Layane,
    Confesso que vi pedaços desse filme e não me interessei, vi pedaços pq minha irmã estava assistindo só que no final, bem no final mesmo, o Netflix travou. Ela já tentou ver os últimos 10 minutos do filme várias vezes. Tipo várias vezes mesmo e sempre trava no mesmo ponto, aí ela desistiu e me deixou com mais vontade de nem ver kkkkkkk Obrigada pela resenha, pelo menos constato que realmente não perdi muita coisa kkkkk.
    Feliz páscoa!
    Bjos
    http://www.kelenvasconcelos.com.br/

    ResponderExcluir

A sua opinião é muto importante para nós. Obrigada!
Os comentários do blog passam por moderação antes de serem publicados.

últimas resenhas