controles do slide

5.9.20

[Escritos Nacionais] Redescobrimento :: Leonardo Alves


Basta se encontrar

Tanto tempo perdido
Sem qualquer resultado
Tanto tempo equivocado
Tudo sempre tão sofrido

Esperava que me amassem 
Que me ofertassem dignidade
Abri mão da minha liberdade
Talvez, assim, me tolerassem

Tanto tempo frustrado
por mim mesmo reduzido 
Tanto tempo oprimido
por mim mesmo anulado

Até que em meio a solidão
Encontrei um menino acuado
Só então entendi o recado
Dessa confusa reflexão:

Tanto tempo procurando errado
Sem afeto, sem carinho, dolorido
Machucado, me odiando , reprimido
E eu... só precisava ter me amado.





Fera ferida

Finalmente nasceu o filho esperado
Fatalmente familiares assustados
Frívolos rumores multiplicados
Nascera fadado a ser flagelado

A fera vivia trancafiada
Se é que viver ferida é viver
A bela, agora, é a fera disfarçada

Respeitável público
Venham ver a feiosa fera 
Que sofrendo espera
O findar de sua vida

Já próxima de seu fim
Frustada, a fera, o filho
Em seu último suspiro
Finalmente sente alívio 

Enfim feliz, fora de seu ser





A Oração da Semente

Quando pequeno, fui plantado
Pra crescer, fui regado
Quando grande, podado
Os meus frutos, roubados

Vi meus iguais cortados
Suas raízes e sonhos arrancados
Uns pra serem torturados
Outros comercializados

Mesmo tão fragilizado
Que minhas raízes quebrem o vaso:
A porta da senzala 
e a do armário.




comentários pelo facebook:

2 comentários

  1. Amigooo! Sempre acreditei no seu talento que cada dia se aperfeiçoa mais e mais!
    Essa série de poemas deve ser mais longa viu! ❤❤❤

    ResponderExcluir
  2. Gostei bastante do artigo, muito bom mesmo! Estou amando ler seus artigos e compartilhar com os amigos!


    Meu Blog: Ganhadores do Amazonas da Sorte

    ResponderExcluir

A sua opinião é muto importante para nós. Obrigada!
Os comentários do blog passam por moderação antes de serem publicados.

últimas resenhas