controles do slide

23.12.20

[Resenha] Bridgerton - O Duque e Eu :: Julia Quinn



O Duque e Eu - Os Bridgertons #1
Autora: Julia Quinn

Editora: Arqueiro
Páginas: 288
Skoob  | Goodreads | Amazon Americanas Submarino       
Simon Basset, o irresistível duque de Hastings, acaba de retornar a Londres depois de seis anos viajando pelo mundo. Rico, bonito e solteiro, ele é um prato cheio para as mães da alta sociedade, que só pensam em arrumar um bom partido para suas filhas. Simon, porém, tem o firme propósito de nunca se casar. Assim, para se livrar das garras dessas mulheres, precisa de um plano infalível. É quando entra em cena Daphne Bridgerton, a irmã mais nova de seu melhor amigo. Apesar de espirituosa e dona de uma personalidade marcante, todos os homens que se interessam por ela são velhos demais, pouco inteligentes ou destituídos de qualquer tipo de charme. E os que têm potencial para ser bons maridos só a veem como uma boa amiga. A ideia de Simon é fingir que a corteja. Dessa forma, de uma tacada só, ele conseguirá afastar as jovens obcecadas por um marido e atrairá vários pretendentes para Daphne. Afinal, se um duque está interessado nela, a jovem deve ter mais atrativos do que aparenta. Mas, à medida que a farsa dos dois se desenrola, o sorriso malicioso e os olhos cheios de desejo de Simon tornam cada vez mais difícil para Daphne lembrar que tudo não passa de fingimento. Agora ela precisa fazer o impossível para não se apaixonar por esse conquistador inveterado que tem aversão a tudo o que ela mais quer na vida.

Simon Basset é o mais novo Duque de Hastings e por isso ele automaticamente já é considerado pelas mães casamenteiras o melhor partido disponível no momento e essas mães farão todo o possível para que esse jovem tão garboso dê atenção às belas damas solteiras da sociedade para que então escolha uma noiva dentre elas. E o fato de ele querer ou não se casar é irrelevante.

Daphne é a segunda mais velha dentre 8 irmãos que compõem a tradicional família Bridgerton, que é uma família bem agitada. Ela é a que deverá se casar logo devido a idade, mas nenhum dos homens que demonstraram interesse por ela houve reciprocidade, nenhum lhe despertou o menor interesse, isto é, até a chegada de um certo Duque, que por ironia do destino é amigo do seu irmão mais velho, Anthony, o qual ela foi severamente alertada para manter distância, pois o irmão teme pela sua honra.
    
‘‘Que droga. Havia regras entre amigos. Mandamentos, na verdade. E o mais importante era ‘Não cobiçarás as irmãs de teus amigos’.’’

Entre encontros e desencontros, Simon e Daphne acabam se tornando amigos e então surge um acordo entre eles: Simon irá fingir que corteja Daphne para despistar as mães casamenteiras desesperadas e quando tudo entre eles acabar Daphne irá ganhar vários pretendentes, afinal, um Duque se interessou por ela, ela com certeza deve ter algo de especial além do que se nota. Acordo perfeito, não? Só que seus coraçõezinhos não foram avisados que tudo não passava de um teatro bem orquestrado.

Daphne não é uma típica donzela a ser salva e quando ela se dá conta dos seus sentimentos, ela vai à luta! 

Simon teve uma infância bem complicada e ao contrário de Daphne ele não teve uma família que o apoiava incondicionalmente. Acompanhamos o desenvolvimento desse personagem que me arrebatou, junto a Daphne, a sua interação com uma família tão grande e o modo de agir da sociedade londrina da época. Ao mesmo tempo em que acompanhamos a coluna de Lady Whistledown, uma espécie de coluna de fofoca da época publicada em jornais, a qual a sua escritora ou escritor, não se sabe ao certo quem é, não tem medo de escrever o que pensa sobre os membros da alta sociedade, rendendo diversão certa.

Adorei a escrita da Julia Quinn, ela me lembrou um pouco a Sophie Kinsella só que, claro, com romances deépocas, então quem gosta da Sophie e queira conhecer um livro diferente, e não contemporâneo, acho O Duque e Eu uma ótima pedida. Me diverti muito com a leitura que foi leve e me rendeu algumas risadas com os personagens perspicazes. Sem falar que é impossível não se apaixonar pela família Bridgerton. Eu com certeza estou ansiosíssima para ler os demais livro da série.

Por ser um romance de época, se passa num período em que as moças eram muito ingênuas e não sabiam ao certo o que acontecia logo após o casamento, e essa pequena confusão e explicações que tentavam ser dadas à mocinha rendeu cenas embaraçosas e realmente divertidas. É um livro muito divertido, leve e com um bom astral. É ler e se encantar.

A série é composta por 9 livros sendo que todos já foram publicados no Brasil pela editora Arqueiro. Quem aí também fica feliz por poder iniciar a leitura de uma série que já está finalizada, tendo sido integralmente publicada?!

Ademais, os livros podem ser lidos fora de ordem, o que eu não recomendo, já que personagens do livro anterior pode aparecer e você ficar sem entender alguma referência, mas enfim, caso tenha alguma dúvida quanto a começar a série, veja qual dos livros a premissa mais te atrai e dê uma chance a Julia Quinn, garanto que assim como eu você irá querer ler a série toda, foi o que aconteceu comigo, comecei pelo terceiro livro e quero devorar todos!

E como presente de natal a Netflix irá lançar a série Bridgerton baseada nesse universo rico criado pela Quinn e eu mal vejo a hora de assistir! Deixo abaixo o trailer oficial para você conhecer um pouco mais desse universo. Não esqueça de comentar me falando se gosta de romances de época e se tem algum livro para indicar, quem sabe você não acaba sendo a minha próxima leitura?

comentários pelo facebook:

15 comentários

  1. Gostei bastante do artigo, muito bom mesmo! Estou amando ler seus artigos e compartilhar com os amigos!


    Meu Blog: Como realizar uma aposta no Gol Bet?

    ResponderExcluir
  2. Oi Andy.

    Por mais que sua resenha esteja bem legal de lê-la. No momento não estou lendo livros de romance de época, ainda mais série com vários livros. Mas gostei de conhecer sua opinião sobre o primeiro livro. Quando retornar as leituras para este gênero, posso dar uma chance para ela.

    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi! Obrigada pelo feedback, espero que quando retome as leituras do gênero dê sim uma chance a essa série ^^

      Excluir
  3. Oi, Andy!
    Apesar da hype dos romances de época, não é um estilo que me desperta muita curiosidade. Sempre vejo o pessoal elogiando muito os livros da Julia Quinn e da sua escrita que é leve, mas realmente não tem nada deles que me faz ter vontade de ler. Em algum momento, até posso acabar lendo e curtir, mas hoje não pretendo começar.
    Sobre a série da Netflix, também não estou com muita vontade de assistir e considerando que tô com dezenas de séries atrasadas, Os Bridgertons não é p meu objetivo agora.
    Sua resenha está excelente!
    Bjss

    http://umolhardeestrangeiro.blogspot.com/2020/12/resenha-o-poder.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, romances de época são leituras leves e que tem uma receita meio padronizada né, com diversos aspectos diferentes de um livro para outro, claro. Enfim, caso decida dar uma chance ao gênero espero que goste.

      Excluir
  4. Já tinha ouvido falar da série, mas não tinha me interessado em conhecer melhor até ver na Netflix. E amei! Já li o primeiro livro e estou em busca dos outros, amei a família Bridgerton. Sua resenha ficou fantástica!

    Quero Detalhes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A série foi uma adaptação até que bem fiel né?! Considerando o desastre que já ocorreu com outras adaptações.
      Fico muito feliz que você tenha se juntado a esse fandom maravilhoso!! Pra mim a cada livro que passa a escrita da autora só melhor ^^

      Excluir
  5. Oi, tudo bem?
    Esse foi o primeiro romance de época que eu li e amei muito. Confesso que não sou todos os livros da série Os Bridgertons que eu gosto (alguns eu detesto), mas concordo com você que é melhor ler na ordem hehe. Meu favorito é o segundo, mas esse primeiro também é maravilhoso e a escrita da Julia Quinn é muito leve, dinâmica e divertida. Amei a resenha e fico feliz de saber que você também gostou do livro.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse universo é maravilhoso né?! Meu favorito é o terceiro, conheci a série por ele e tenho todo um apego especial com o terceiro livro <3

      Excluir
  6. Ainda não li esse livro, mas tenho muita curiosidade, pois desejo conhecer a escrita de Julia Quinn e essa série está em minha lista. Espero ler em breve.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E eu espero que você adore a leitura tanto quanto eu gostei. Quando ler não esqueça de me dizer o que achou ;)

      Excluir
  7. Olá, tudo bem? Sou eternamente suspeita para falar de os Bridgertons, pois sou bem fã da série, apesar de achar esse primeiro volume BEM problemático em alguns quesitos. Ainda assim, ele foi o primeiro passo que me fez conhecer o universo dos romances de época, por isso tenho um carinho enorme. Quero muito adquirir essa edição com a capa da série. Ótima resenha!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mesmo tendo gostado do primeiro livro ele está longe de ser o meu favorito. A parte boa, na minha opinião é que a cada livro da série a escrita da autora só melhora, então é visível pra mim que os livros vão só melhorando *-*

      Excluir
  8. Oieee. :)
    Sou muito fã da Julia Quinn e ter uma das minhas séries preferidas como série do Netflix, chega a deixar o coração quentinho. <3
    Mas acredita que por falta de tempo e doença não tive tempo de assistir. Acho que agora de repouso vou ter como kkkk.

    Beijos.
    Manuscrito de Cabeceira

    ResponderExcluir

A sua opinião é muto importante para nós. Obrigada!
Os comentários do blog passam por moderação antes de serem publicados.

últimas resenhas