4.10.14

[Meus Devaneios] A definindo em ondas

Aqui é onde deixamos o fluxo fluir. Onde num momento espontâneo a consciência se afasta, a brisa suave inspira e o subconsciente se expõe. As palavras nascem fácil na mente, os dedos alucinados correm riscando o papel e antes que perceba se fez arte. Um devaneio que ganhou forma. Uma explosão de inspiração. Ou quem sabe um simples desabafo; de qualquer forma é aqui onde deixamos um pedaço de nós.


Cada vez que olho para a foto dela... Céus. Só Deus sabe o que acontece dentro de mim: algo se agita, meu coração pula e meu rosto cora sem saber por quê. Um sorriso tolo se abre em minha “cara gorda” e só de escrever tais palavras e descrever tal emoção, minhas pernas decidem bambear e minhas mãos bobamente começam a suar. Acho que é o que chamam de amor. Ou simplesmente um início de ataque cardíaco. Meu Deus, ela causa isso em mim.

Achei que estivesse finalmente imune a isso... Mas não. Cá estou apaixonado mais uma vez. Caindo cada vez mais, um abismo sem fim me engole e a escuridão me sufoca, me dando prazer. Na minha mente só ela paira. “Ela”.
Ela: furacão impetuoso, vento forte que se quebra contra meu litoral, agitando minhas águas, sempre tão calmas. Ah! Agora elas não param.
Ela: é como o mar, totalmente incontrolável e imprevisível. Mesmo assim, tem gente que viaja km e km para vê-lo. Eu correria o mundo inteiro, só para vê-la. Assim como o mar, ela é perigosa e atraente, adorável e admirável qualquer hora do dia, mas belíssima no fim de tarde. 
Ela é como o mar, pois quanto mais perto do fundo estou, mais quero ir. Mesmo ciente que posso me afogar, eu fujo da beira, desejando mais e sou afogado nela. Mamãe me avisou: “fique longe do fundo, se atente aos perigos ilusórios do mar”, mas com “ela” a superfície é rasa demais, banal demais... Se preciso for, morrerei com “ela”, “nela”, por “ela”.
Porque junto a ela, meu coração tem motivos para bater. Porque junto a ela, aprendo de novo a sorrir. Porque junto a ela, morro descobrindo como é viver.




1 comentários:

  1. "...Porque junto a ela, os problemas param de acontecer.
    Porque junto a ela, tudo parece transcender..."

    Mals BigoDuda, mas eu tinha de completar,, tão sublime sentimento, tão bela emoção, de fato, ao encontrar alguém capaz disso, podemos nos perder no abismo do coração.

    ResponderExcluir

A sua opinião é muto importante para nós. Obrigada!
Os comentários do blog passam por moderação antes de serem publicados.

O StarBooks é onde trocamos figurinhas sobre livros, lançamentos literários e suas adaptações, entre outras coisas; sempre com o objetivo de incentivar a leitura independente de gênero. (Mais?)

 
StarBooks © Todos os direitos reservados :: voltar para o topo