9.3.16

[Meus Devaneios] Fui como Alice.


Mais um texto sobre amor na internet? O assunto mais clichê de todos? Talvez.
É até engraçado estar escrevendo sobre esse assunto. Nem sei que rumo vai tomar esse texto. Você sempre foi minha maior inspiração, esse é o primeiro texto que eu escrevo sobre você (ou nós) e não jogo fora. Já é um avanço. 

Sempre imaginei como seria ter alguém do meu lado. Como seria ter um amigo ali, que tivesse do meu lado pra qualquer coisa. Mas nunca liguei muito sabe? Na hora certa iria me apaixonar e toda aquela coisa brega que todos vocês sabem.  

Sabe quando você ta dormindo e ai toma um susto, ou está caindo em um sonho e acorda?
Então, foi assim. 14 de fevereiro. Era de tarde. Depois de 5,6,7 (sei lá) anos sem vê-lo eu o encontrei novamente. E olha, pra mim meu coração estava dormindo fazia tempo. 

E ai, no sonho, fui caindo mais ainda. Sem perceber, cai na armadilha dos meus pensamentos. Toda aquela coisa de borboletas no estômago e não conseguir parar de pensar na pessoa. Descobri, isso existia mesmo. 

Não consegui mais sair. Não é que aquela coisa de amar era demais? Me senti dona Alice, no país das maravilhas, caindo cada vez mais. 

E se era pra ser como Alice, fui.

Um pouco hesitante peguei a chave da porta que Alice usa e entreguei. Loucura? Talvez. Arriscado? Bastante. Vai saber o que o dito cujo vai fazer do outro lado da porta onde tem meu coração. Me arrependo? De jeito nenhum. Mas tive medo, e olha, ele não me paralisou. 

Resultado: fez a maior bagunça. Minha personalidade, meus sonhos, meus amigos, minha família. Se meu coração fosse o país das maravilhas, assim como estamos vendo, seria uma zona! Um pais sem lei. Tudo tem um pouco dele. Relacionamentos mudam a sua vida. Tenho versões minhas, uma antes de entrar no nosso país e outra depois. 

Adivinha qual a melhor? Se você disse a versão depois, acertou. 

Como dona Alice, impulsiva, comi o bolo.
Ele torna Alice maior. É assim que me sinto. Grande. Transbordando. Crescendo. Pois o amor, meus amigos, vem de muitas formas. Mas para mim, só veio pra somar. Agregar. Sou grande, pois carrego em mim, sentimentos que não cabem, e ai ele só cresce, cresce e cresce. E deixa eu te contar um segredo? Se o liquido te diminuir, jogue ele fora. Você nunca vai querer ser pequena novamente.

Ter sempre alguém pra te colocar pra cima e te mostrar no mapa qual é o melhor caminho. É assim que me sinto. 

Beijos ❤



Você pode me encontrar:
No instagram: s_almeidabia
Por email: bia.s.m.a.26@gmail.com

2 comentários:

  1. Oi, Bia!
    Menina, a cada texto seu fico mais de queixo caído com o seu talento e os seus textos lindos <3 Sou muito grata por poder prestigiar seu trabalho aqui no blog e poder acompanhar o seu crescimento como escritora! Você escreve lindamente, te desejo todo sucesso do mundo!
    Beijos

    ResponderExcluir

A sua opinião é muto importante para nós. Obrigada!
Os comentários do blog passam por moderação antes de serem publicados.

O StarBooks é onde trocamos figurinhas sobre livros, lançamentos literários e suas adaptações, entre outras coisas; sempre com o objetivo de incentivar a leitura independente de gênero. (Mais?)

 
StarBooks © Todos os direitos reservados :: voltar para o topo