30.11.16

[Resenha] The Heart of Betrayal :: Mary E. Pearson

The Heart of Betrayal - Crônicas de amor e ódio #2
Autora: Mary E. Pearson
Editora: DarkSide
Páginas:395
Lia e Rafe estão presos no reino barbárico de Venda e têm poucas chances de escapar. Desesperado para salvar a vida da princesa, Kaden revelou ao Vendan Komizar que Lia tem um dom poderoso, fazendo crescer o interesse do Komizar por ela. Enquanto isso, as linhas de amor e ódio vão se definindo. Todos mentiram. Rafe, Kaden e Lia esconderam segredos, mas a bondade ainda habita o coração até dos personagens mais sombrios. E os Vendans, que Lia sempre pensou serem selvagens, desconstroem os preconceitos da princesa, que agora cria uma aliança inesperada com eles. Lutando com sua alta educação, seu dom e sua percepção sobre si mesma, Lia precisa fazer escolhas poderosas que vão afetar profundamente sua família... e seu próprio destino.


                              Essa resenha apresenta spoilers de The kiss of deception (resenha aqui).


The heart of Betrayal é a aguardada continuação de The kiss of deception, um livro que eu adorei, e recomendei para todos. Nesse volume iremos saber o que aconteceu após o último ponto final do anterior, então o leitor já sabe que Kaden é o assassino que foi enviado para matar Lia e Rafe, o príncipe de Dalbreck, o qual ela se recusou a casar, por não conhecer e cansar de ser apenas um joguete do seu pai


Lia está em Venda, Rafe foi falar com o Komizar, se passando por um emissário do príncipe, diz que o Rei está com a saúde precária e assim que o herdeiro assumisse o trono iria formar uma aliança com o reino de Venda. Desconfiado, o Komizar permite que ele fique lá, e como Kaden disse que Lia tinha o dom, ela também fica no reino, pois acham que o dom pode servir a favor de Venda. 
''Sei que seus sentimentos em relação a mim podem ter mudado.''
E durante a trama iremos conhecer mais sobre Venda, Gaudrel e Morrigan. Rafe está torcendo para que seus amigos cheguem logo e os tirem daquele reino, mas a própria Lia fica desacreditada, e sabe que terá que ser paciente para cumprir seu objetivo. Estratégias políticas estarão acontecendo, e o leitor terá que lidar com o fato de que até um assassino tem coração e passado. 

Temos amplos pontos de vista. Lia narra seus dias naquele lugar temeroso, sua relação com as pessoas dali e também sobre suas mais novas descobertas, a maior parte do livro é narrada por ela. Kaden também aparece narrando, o que balançou ainda mais o coração dos leitores, já que iremos saber sobre ele mais profundamente e perceber que por trás da máscara de cidadão cruel ele esconde sentimentos e motivações, alám do seu passado que aos poucos vai se revelando e mudando o rumo da estória. Rafe também está preso em Venda, e conta como é difícil fingir que não teve nada com Lia para não brocharem especulações sobre os dois e desconfianças. Pauline também narra, e posso dizer que um dos capítulos que mais me deixou intrigada foi narrado por ela.
''As palavras de Lia no campo de batalha haviam ecoado pela minha cabeça desde o dia em que ela as proferira... para todo o sempre... e, pela primeira vez, eu estava começando a entender o quão longe era isso''
 As marcas da guerra estão cada vez mais marcantes, e como o livro se passa em Venda conseguimos ver como esse lugar é cruel. Lá as crianças não são tratadas com mais delicadeza, é só elas fazerem algo sem permissão que isso pode as levar a morte. Nesse reino eles não tem dó nem piedade, conhecemos a verdade nua e crua. O Komizar é um personagem que foi explorado, ele ganhou esse título por matar o último que assumiu esse cargo, e agora governa Venda, e conseguimos perceber que ele tenta levar esperança a todos, para que isso os alimente, já que o alimento é escasso, e esse reino passa por muitas dificuldades econômicas. 

Mary E. Pearson tem uma narrativa que a tornou uma das minhas escritores favoritas, com uma escrita fluida, descrições longas mas precisas, ela consegue nos inserir no cenário do livro, o que pode ser perigoso, já que tudo é tão bem construído que sempre falta alguma peça no quebra-cabeça que é esse universo. Sinto que ela quis mostrar seu potencial em causar tensão nos personagens, pois nesse livro, mesmo sem muita ação conseguimos ficar na adrenalina em muitos momentos. Ela conseguiu criar personagens secundários conquistadores e todos possuem segredos importantes.
''Princesa, este é o meu reino, não o seu. E tenho maneiras de fazer você falar''- Komizar
A fantasia se torna um ponto forte, os cenários são detalhados e por isso conseguimos imagina-los enquanto lemos. O triângulo amoroso foi melhor do que no anterior, nesse conseguimos realmente ter dúvidas, o que reforçou os dois tipos de leitores: os que apoiam o Kaden e os que apoiam o Rafe. Eu fiquei muito dividida, Kaden está mantendo Lia naquele lugar, e já avisou que Venda vem sempre em primeiro lugar, mas ele tem um coração e tanto. Rafe foi tão carinhoso com Lia o livro todo, que me fez enxergar seu lado na história. Em meio a tantas dúvidas sobre minha própria escolha, eu quero que ela termine com o Rafe.
''Eu vou tirar nós dois dessa''
Lia continua forte e determinada. Ela ficou bem dividida, mas com as circunstâncias que a autora colocou para que ela passasse não é uma surpresa saber que ela iria passar por isto. O interessante é acompanhar ela deixando de ser alguém com certa importância para se tornar apenas uma prisioneira. Consegui aprender que seu exército pode ser o mais forte, mas nem a lâmina mais afiada consegue desmoronar essa personagem tão confiante, que enquanto estiver viva não irá deixar ninguém a desvalorizar sem propósito.

A edição está linda, a capa tem um efeito maravilhoso. Meu exemplar veio com um marcador, que de um lado tem a capa de KoD e do outro a de HoB. A fita do livro é vermelha. Infelizmente encontrei erros de revisão, mas a diagramação colabora para que a leitura seja fluida.


Essa é uma das minhas séries favoritas, descobrir quem era o príncipe e quem era o assassino não foi a única sacada da autora, temos muito jogo político, e uma trama que pode comover os corações mais fracos, muita adrenalina e descobertas, o que me fez querer logo o terceiro volume. Super recomendo, a série tem muito conteúdo a ser explorado, o universo é expandido e os personagens bem construídos.

''Acabou-se, Princesa. Consegue entender?''

1 comentários:

  1. Oi, Maria!
    Gente, o Kaden partiu meu coração, tadinho. Mas eu amei esse livro. Muito mais que o primeiro e espero que o terceiro seja melhor ainda.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe da promoção seis anos de Caverna Literária

    ResponderExcluir

A sua opinião é muto importante para nós. Obrigada!
Os comentários do blog passam por moderação antes de serem publicados.

O StarBooks é onde trocamos figurinhas sobre livros, lançamentos literários e suas adaptações, entre outras coisas; sempre com o objetivo de incentivar a leitura independente de gênero. (Mais?)

 
StarBooks © Todos os direitos reservados :: voltar para o topo