controles do slide

23.10.17

[Dorama SB] Goblin :: The Lonely and Great God


O invencível general Kim Shim (Gong Yoo) acaba por cair nas tramas do reino e envenenam sua imagem perante o jovem rei que dominado pelo ciúmes e medo acaba por traí-lo. Morto por sua própria espada Kim Shim não encontra a tão esperada paz e acaba por se tornar um Dokkaebi, um ser imortal destinado a vagar pela terra até que encontre a morte nas mãos de sua noiva.Já se passaram 900 anos e ele ainda não a encontrou e o que começou como uma benção se tornou uma maldição, um ciclo maldito onde ele vê todos que ama morrerem. Contudo as coisas mudam quando ele acaba por esbarrar em Ji Eun Tak (Kim Go Eun), uma jovem que vê fantasmas e perseguida pela morte que diz ser sua noiva e um ceifador com amnésia (Lee Dong Wook) que sem ter para onde ir acaba indo morar com Kim Shim. Agora presente, passado e futuro começam a colidir de maneiras inexplicáveis e as tramas do destino e a vontade dos deuses são postas a prova.

Oie oie galerinha!!!!! Meu deus como eu estava com saudades de postar algo assim para vocês e vou confessar... nem sei por onde começar!!! Maaaas eu sei pelo quê começar! Tenho uma baita indicação para fazer e juro, juro mesmo que vocês não irão se arrepender se confiarem em mim!

LET'S GO!!!!

O drama começa nos apresentando Kim Shim, um grande e invencível general da Dinastia Joseon, na qual se encontram num período de inúmeras guerras territoriais e  de muitas e intensas intrigas na corte real pelo simples fato de o rei ser jovem e inexperiente. 

O jovem rei temendo o amor do povo pelo aclamado e vitorioso general e sua enorme influência militar, que inclusive fez com que sua irmã mais nova se tornasse a rainha, duvida cada dia mais de sua lealdade. Assim quando seu mais respeitado concelheiro lhe diz que Kim Shim está conspirando contra ele, o rei se desespera e toma medidas drásticas. O que resulta na morte de inúmeras pessoas queridas pelo general, entra elas a de seus soldados leais e de sua irmã - a rainha-, e na sua, uma vez que ele é morto pela sua própria espada.

Amaldiçoado, Kim Shim volta à vida como um Dokkaebi, conhecido como Goblin, e é condenado a viver eternamente com a espada que o matou enterrada em seu peito, o lembrando de seus atos, pecados e também sendo sua única chance de salvação, pois somente retirando a espada de seu peito é que ele poderá enfim descansar no pós-vida. Mas há um porém, somente sua noiva será capaz de ver e tocar a espada, assim só aquela destinada a amá-lo poderá enfim matá-lo de uma vez por todas.

Sem poder voltar à sua antiga vida, com poderes inimagináveis e com todo tempo do mundo Kim Shim não vê problemas imediatos em sua existência e com ajuda de um descendente direto de um soldado leal ele viaja pelo mundo construindo fortunas e moldando a história de algumas pessoas que se destacam em sua visão.

E assim ele vaga por novecentos anos e a cada século vivido ele se convence de que aquele tipo de vida não pode ser considerado uma benção e procurou em cada canto por aquela que finalmente o salvaria dessa vida de perdas e decepções.

Desiludido, já tendo vivido tanto que não tem mais com o que se iludir. Desacreditado, pois não crê mais na bondade da humanidade. Desesperançado, porque não acha que um dia encontrará aquela que fará seu coração bater mais forte. É neste estado que ele se encontra nos dias atuais, andando pelas ruas geladas quando ouve um pedido sincero e intenso demais para se recusar.

Uma jovem grávida foi atropelada e sabe que está morrendo, sabe que ela e seu bebê estão para deixar este mundo e tudo que pede é uma chance de salvar sua filha, só isso, seu bebê. Quando a salva ele sela seus destinos, aquela garota que nunca deveria ter nascido e só o fez por causa de sua bondade e magia levaria a marca do Goblin para o resto de sua vida.

Anos mais tarde aquele bebê agora é uma jovem. Ji Eun Tak leva uma vida bem sofrida vendo espíritos que a perseguem e lhe sussurram que ela é a famosa noiva do Goblin. Sem acreditar ou mesmo saber o que é isso a jovem só se preocupa com duas coisas: juntar dinheiro suficiente para sair da casa de sua tia cruel e continuar invisível aos olhos dos ceifadores que a caçam.

Porém tudo vai de pernas para o ar quando seu caminho cruza com o de Kim Shim, causando uma série de eventos inimagináveis e colocando as rodas do destino em ação, pois agora o solitário e grandioso Goblin havia achou sua noiva e estava na hora de pôr um fim em sua maldição.

Okay, gigante eu sei e eu jurooooo que não contei nadinha de mais gente! Eu mesma me vi surpresa com a quantidade de reviravoltas e acontecimentos existentes nesse drama. Cada episódio era como um filme, não dava para perder nem sequer uma cena sem não pegar algo importante. Uma loucura deliciosa - para mim -, pois fez com que não ficasse entediante de maneira alguma e me fez ansiar por mais e mais e mais a cada segundo.

Conversando com meus irmãos, que assistiram comigo, então a classificação é tranquila, pensamos que seria melhor não contar muito, mas há coisas que eu NECESSITO dizer porque não podem não ser citadas.


PRIMEIRO mas não mais importante. Lembram do ceifador lá de cima? Bom, sem mais delongas, ele é um homem que não tem lembranças de seu passado como humano e que vive cruzando com o Goblin, principalmente por ser o responsável por coletar a alma de Ji Eun Tak e de alguma forma acaba indo morar na casa dele.

Como ceifadores não acreditam na vida eterna, num primeiro momento esses dois não se dão nada bem - até porque o ceifador quer matar a noiva do cara né gente! -, mas o convívio e as circunstâncias fazem com que ambos nos apreciem com as mais hilárias cenas de dois velhos se adequando ao mundo moderno e passando de inimigos para amigos que se ajudam no pós morte e no entendimento do que se passa na mente desses humanos malucos. Ah e na mente das mulheres também! Um mistério para eles.

SEGUNDO. A mocinha que é gente como a gente e surta e se comporta como alguém que ainda não chegou aos vinte mas é bem madura para a idade deve agir. Kim Go Eun já tinha me conquistado em Cheese in the trap, mas agora ela virou uma das minhas queridinhas da Coreia.

A jovem tem uma vida meio a la cinderela, mas diferente da mocinha da Disney ela decide que ela mesma irá se salvar e assim trabalha onde e como pode para conseguir dinheiro suficiente para viver a vida que deseja viver, porém como sabermos as coisas não são fáceis e mesmo trabalhando muito ainda falta bastanteeee. Então quando ela descobre que é a noiva do Goblin, famoso por criar barras de ouro, nossa jovem não se faz de inocente e decide que se ele precisa dela e que se ela é a noiva dele ela pelo menos pode sair ganhando... o que me leva...


TERCEIRO. O romance surtante e trágico entre esses dois! O que começou com um jogo de interesse da parte de ambos, afinal ela precisava de dinheiro e ele da única pessoa capaz de arrancar a espada, foi se desenvolvendo de uma maneira.... Como colocar isso em palavras gente? Não sei. kkkkkkkkkk, eu só ficava vomitando corações e babando arco-íris o tempo todo!!!!

Ambos tem uma diferença de idade bem grande, afinal ela está no último ano do colegial e ele já é um ahjussi, um homem com uns 15/20 anos de diferença - se contarmos apenas sua aparência física claro -, assim tudo começa com a barreira da idade e com o fato de que eles não se conhecem ou se gostam, mas estão presos um ao outro pelo destino. Contudo a vida de ambos vão se misturando e a preocupação se transforma em carinho que se transforma em amizade que se transforma em algo mais e quando eles percebem ambos estão surtando de ciúmes e sem saber o que fazer com relação um ao outro.

E pode apostar, é essa falta de experiência e pequenos passos que torna tudo lindo, fofo, divertido e tãooooo tocante. AAAAAAAAH, eu amei tanto o fato dela ser uma mocinha que tem iniciativa mesmo sendo "jovem"!!! A menina deixa desde o início claro seu interesse e mesmo quando a prioridade era o dinheiro você via que ela estava perdendo feio para seus sentimentos o que me faz lembrar aqueles acordos horríveis entre cavalheiros e damas nos romances de época que você sabe que vai acabar em casamento! kkkk.

QUARTO. O casal secundário é tão empolgante e fofo e surtante e apaixonante quanto o primeiro. Sabem o ceifador esquecidinho? Bem, ao encontrar o Goblin e sua noiva sua existência também é virada de cabeça para baixo, principalmente quando ele se deparar com Sunny, uma mulher sem muitos dramas na vida, dona de um restaurante de frango, e ele simplesmente sabe que quer ficar ao lado dela. Como? Ele não sabe, afinal ele não está vivo, mas ele também não está morto e se ele conseguir, mesmo que por um período de tempo, ele quer estar ao lado dela e fazê-la sorrir.


QUINTO. A fotografia e efeitos especiais está sensacional e sem deixar nada de fora, cara, parecia que eu estava assistindo algo digno da Marvel!!! De tão bom que era. 

Tudo foi tão cuidadosamente feito e escolhido que fiquei babando e desejando cada pedacinho, não é a toa que muitos casais desejam ensaios fotográficos de casamento baseados em Goblin!!!!


SEXTO. Personagens secundários tão complexos e dignos de suas aparições quanto os protagonistas, o que me agrada imensamente, pois não há nada que me enlouqueça mais do que aqueles personagens que são sem pé e nem cabeça e só aparecem para fazer volume na trama.

Contudo fiquem tranquilos que isso não acontece nesse drama maravilhoso, se alguém aparecer fique atento pois ele vai te surpreender de um jeito ou de outro.

SÉTIMO. Aiiii, que vontade de chorar... Sabe aquelas relações que te ensinam e te tocam de maneira tão profunda que faz com que você deseje algo assim para a sua vida?

Goblin é assim, de verdade. Terminei a série no início do ano e ainda me emociono e fico querendo rever toda hora, ainda choro e rio com cada gif e comentário, ainda indico e surto com cada notícia e fico de olho na roteirista maravilhosa que criou essa história de outro mundo. Pois UAU, ela deveria receber prêmios mundias, de verdade.


E como já dei sete motivos surtantes e sem spoilers para vocês, vou parar por aqui, pois não quero estragar nada e nem cansar vocês que isso daqui a pouco vira um testamento e não uma resenha kkkkkkk. 

Então galerinha, espero que tenham gostado! Quem já assistiu comenta, quem ficou com vontade comenta também! 

Para os curiosos tem episódios legendados e de qualidade no DramaFever e também no Viki e olha a maravilha, são só 16 episódios!!!

Confira o trailer legendado abaixo:




Postado por
Agatha

comentários pelo facebook:

Nenhum comentário

Postar um comentário

A sua opinião é muto importante para nós. Obrigada!
Os comentários do blog passam por moderação antes de serem publicados.

últimas resenhas